Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Verstappen supera Vettel e Hamilton e lidera primeiro treino livre em Cingapura

Reprodução/Instragram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


20/09/2019 | 08:38


Disposto a se recuperar de resultados ruins na Bélgica e na Itália, o holandês Max Verstappen começou muito bem as atividades de pista para o GP de Cingapura, a 15.ª de 21 etapas da temporada de 2019 da Fórmula 1. Nesta sexta-feira, no circuito de rua de Marina Bay, o piloto da Red Bull foi o mais rápido do primeiro treino livre, superando a Ferrari do alemão Sebastian Vettel e as Mercedes do inglês Lewis Hamilton e do finlandês Valtteri Bottas, que completaram as duas primeiras filas.

A 30 minutos do final da primeira sessão, o holandês foi à pista e anotou o tempo de 1min40s259 na melhor de suas 22 voltas, superando Vettel, que terminou em segundo com 1min40s426. Os dois utilizaram pneus macios e levaram vantagem sobre a Mercedes, que preferiu o composto mais duro. Hamilton ficou em terceiro com 1min40s925, à frente de Bottas (1min41s336).

A equipe alemã chegou a liderar o primeiro treino livre por alguns minutos, primeiro com Bottas e depois com Hamilton. Mas ambos se envolveram em incidentes ao longo da sessão. No começo da atividade, o inglês vinha lento na pista e levou uma fechada do espanhol Carlos Sainz Jr., que abria volta rápida com sua McLaren. Já o finlandês protagonizou uma bandeira vermelha ao perder a traseira do carro e colidir contra a barreira de pneus.

Vencedor das duas últimas etapas, o monegasco Charles Leclerc começou a manhã liderando a primeira meia hora do treino, mas teve um problema com o câmbio de sua Ferrari e foi ficando para trás à medida que todos melhoravam os seus tempos. O piloto da Ferrari não retornou à pista e terminou a sessão na 19.ª e penúltima posição com o tempo de 1min43s618.

O tailandês Alexander Albon, com a outra Red Bull, foi o quinto colocado, enquanto que o alemão Nico Hülkenberg, de saída da Renault e com futuro incerto na Fórmula 1, foi o "melhor do resto" e terminou em sexto lugar com a Renault, seguido pelas McLaren de Sainz e do britânico Lando Norris. O russo Daniil Kvyat foi o nono com a Toro Rosso, à frente do seu companheiro de equipe, o francês Pierre Gasly.

O segundo treino livre será disputado a partir das 9h30 (de Brasília) desta sexta-feira. No sábado, a terceira e última sessão de preparação para a definição do grid começará às 7 horas. O treino oficial de classificação será às 10 horas. A largada do GP de Cingapura está agendada para as 9h10 de domingo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Verstappen supera Vettel e Hamilton e lidera primeiro treino livre em Cingapura


20/09/2019 | 08:38


Disposto a se recuperar de resultados ruins na Bélgica e na Itália, o holandês Max Verstappen começou muito bem as atividades de pista para o GP de Cingapura, a 15.ª de 21 etapas da temporada de 2019 da Fórmula 1. Nesta sexta-feira, no circuito de rua de Marina Bay, o piloto da Red Bull foi o mais rápido do primeiro treino livre, superando a Ferrari do alemão Sebastian Vettel e as Mercedes do inglês Lewis Hamilton e do finlandês Valtteri Bottas, que completaram as duas primeiras filas.

A 30 minutos do final da primeira sessão, o holandês foi à pista e anotou o tempo de 1min40s259 na melhor de suas 22 voltas, superando Vettel, que terminou em segundo com 1min40s426. Os dois utilizaram pneus macios e levaram vantagem sobre a Mercedes, que preferiu o composto mais duro. Hamilton ficou em terceiro com 1min40s925, à frente de Bottas (1min41s336).

A equipe alemã chegou a liderar o primeiro treino livre por alguns minutos, primeiro com Bottas e depois com Hamilton. Mas ambos se envolveram em incidentes ao longo da sessão. No começo da atividade, o inglês vinha lento na pista e levou uma fechada do espanhol Carlos Sainz Jr., que abria volta rápida com sua McLaren. Já o finlandês protagonizou uma bandeira vermelha ao perder a traseira do carro e colidir contra a barreira de pneus.

Vencedor das duas últimas etapas, o monegasco Charles Leclerc começou a manhã liderando a primeira meia hora do treino, mas teve um problema com o câmbio de sua Ferrari e foi ficando para trás à medida que todos melhoravam os seus tempos. O piloto da Ferrari não retornou à pista e terminou a sessão na 19.ª e penúltima posição com o tempo de 1min43s618.

O tailandês Alexander Albon, com a outra Red Bull, foi o quinto colocado, enquanto que o alemão Nico Hülkenberg, de saída da Renault e com futuro incerto na Fórmula 1, foi o "melhor do resto" e terminou em sexto lugar com a Renault, seguido pelas McLaren de Sainz e do britânico Lando Norris. O russo Daniil Kvyat foi o nono com a Toro Rosso, à frente do seu companheiro de equipe, o francês Pierre Gasly.

O segundo treino livre será disputado a partir das 9h30 (de Brasília) desta sexta-feira. No sábado, a terceira e última sessão de preparação para a definição do grid começará às 7 horas. O treino oficial de classificação será às 10 horas. A largada do GP de Cingapura está agendada para as 9h10 de domingo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;