Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

JAC Motors em estado de choque

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

20/09/2019 | 08:40


No trânsito travado da Avenida 9 de Julho, na Capital, um motorista de táxi, que tem o privilégio de andar pelo corredor de ônibus, para ao lado do veículo que a está sendo testado pela equipe de reportagem, buzina e pergunta se o carro já está à venda. Do interior do iEV40 respondemos que sim. “Quanto custa?” Ao saber que sai por pouco mais de R$ 150 mil, ele agradece, acelera e segue seu caminho.
A cena narrada ocorreu durante o test-drive de três dos cinco modelos totalmente elétricos que serão vendidos pela JAC Motors no Brasil. São três SUVs, uma picape e um caminhão.
Além do iEV40, que é o irmão gêmeo e ecologicamente sustentável do T40, foi possível guiar o iEV20, um SUV pequeno e que, claramente, é uma evolução do J2, e que chega em janeiro. O iEV60, o terceiro utilitário da marca, tem previsão de início de vendas em abril do próximo ano.
Também deu para dirigir uma picape elétrica semelhante à iEV330P, que começará a ser entregue em abril, mas que, segundo o presidente da JAC, Sérgio Habib, já tem unidades vendidas para uma empresa voltada ao setor de energia em São Paulo.
O caminhão, com capacidade para seis toneladas, o iEV1200T, estará no mercado brasileiro em novembro.
Andar com os carros é interessante. A começar pela forma com que eles reagem rápido ao toque no pedal de aceleração. O som do motor também é diferente, ao ponto de ser descrito por um dos jornalistas presentes no test-drive como semelhante ao vento no alto de uma montanha.
Chama atenção também os números apresentados. Segundo os técnicos da marca, a carga total da bateria, no caso do iEV40, custa aproximadamente R$ 20 e dá para percorrer 300 quilômetros no modo econômico.
O carregamento pode ser feito em uma tomada comum (220v), por meio de cabo apropriado, que custa R$ 3.990, ou de um totem (Wall Box), vendido por R$ 8.500 e que pode ser compartilhado por meio de cartão de identificação do proprietário.
“Resolvemos assumir a vocação de buscar um mundo melhor e investimos seriamente numa significativa evolução do nosso modelo de negócio. Por isso vamos lançar cinco modelos de uma só vez. Manteremos nossa linha de carros térmicos, com motores tradicionais, embora a família de elétricos assuma o protagonismo na marca”, afirmou Habib. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

JAC Motors em estado de choque

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

20/09/2019 | 08:40


No trânsito travado da Avenida 9 de Julho, na Capital, um motorista de táxi, que tem o privilégio de andar pelo corredor de ônibus, para ao lado do veículo que a está sendo testado pela equipe de reportagem, buzina e pergunta se o carro já está à venda. Do interior do iEV40 respondemos que sim. “Quanto custa?” Ao saber que sai por pouco mais de R$ 150 mil, ele agradece, acelera e segue seu caminho.
A cena narrada ocorreu durante o test-drive de três dos cinco modelos totalmente elétricos que serão vendidos pela JAC Motors no Brasil. São três SUVs, uma picape e um caminhão.
Além do iEV40, que é o irmão gêmeo e ecologicamente sustentável do T40, foi possível guiar o iEV20, um SUV pequeno e que, claramente, é uma evolução do J2, e que chega em janeiro. O iEV60, o terceiro utilitário da marca, tem previsão de início de vendas em abril do próximo ano.
Também deu para dirigir uma picape elétrica semelhante à iEV330P, que começará a ser entregue em abril, mas que, segundo o presidente da JAC, Sérgio Habib, já tem unidades vendidas para uma empresa voltada ao setor de energia em São Paulo.
O caminhão, com capacidade para seis toneladas, o iEV1200T, estará no mercado brasileiro em novembro.
Andar com os carros é interessante. A começar pela forma com que eles reagem rápido ao toque no pedal de aceleração. O som do motor também é diferente, ao ponto de ser descrito por um dos jornalistas presentes no test-drive como semelhante ao vento no alto de uma montanha.
Chama atenção também os números apresentados. Segundo os técnicos da marca, a carga total da bateria, no caso do iEV40, custa aproximadamente R$ 20 e dá para percorrer 300 quilômetros no modo econômico.
O carregamento pode ser feito em uma tomada comum (220v), por meio de cabo apropriado, que custa R$ 3.990, ou de um totem (Wall Box), vendido por R$ 8.500 e que pode ser compartilhado por meio de cartão de identificação do proprietário.
“Resolvemos assumir a vocação de buscar um mundo melhor e investimos seriamente numa significativa evolução do nosso modelo de negócio. Por isso vamos lançar cinco modelos de uma só vez. Manteremos nossa linha de carros térmicos, com motores tradicionais, embora a família de elétricos assuma o protagonismo na marca”, afirmou Habib. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;