Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Câmara dos EUA aprova lei de gastos de curto prazo para evitar parar governo



19/09/2019 | 19:00


A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira uma lei de gastos orçamentários de curto prazo, no primeiro passo para evitar uma paralisação parcial (shutdown) do governo no fim deste mês. Isso manterá o governo em funcionamento normal até 21 de novembro, além de estender vários programas de saúde e outras medidas prestes a vencer.

A extensão dará aos parlamentares mais tempo para chegar a um acordo na legislação anual de gastos, uma causa importante da volatilidade em Washington. O fracasso em concordar sobre quanto dinheiro fornecer para um muro na fronteira com o México levou a um shutdown mais cedo neste ano.

"Eu espero que o Senado assuma isso, que tenhamos um acordo, e possamos enviar isso ao presidente, para que ele assine", afirmou o líder da maioria republicana na Câmara, o democrata Steny Hoyer. A expectativa é que o Senado avalie a questão na próxima semana, antes de sair para um recesso de duas semanas. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara dos EUA aprova lei de gastos de curto prazo para evitar parar governo


19/09/2019 | 19:00


A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira uma lei de gastos orçamentários de curto prazo, no primeiro passo para evitar uma paralisação parcial (shutdown) do governo no fim deste mês. Isso manterá o governo em funcionamento normal até 21 de novembro, além de estender vários programas de saúde e outras medidas prestes a vencer.

A extensão dará aos parlamentares mais tempo para chegar a um acordo na legislação anual de gastos, uma causa importante da volatilidade em Washington. O fracasso em concordar sobre quanto dinheiro fornecer para um muro na fronteira com o México levou a um shutdown mais cedo neste ano.

"Eu espero que o Senado assuma isso, que tenhamos um acordo, e possamos enviar isso ao presidente, para que ele assine", afirmou o líder da maioria republicana na Câmara, o democrata Steny Hoyer. A expectativa é que o Senado avalie a questão na próxima semana, antes de sair para um recesso de duas semanas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;