Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Preço médio dos imóveis residenciais sobre 0,36% em agosto



19/09/2019 | 17:14


O preço nominal médio dos imóveis residenciais cresceu 0,36% em agosto, mostrando uma aceleração na comparação com julho, quando a alta foi de 0,29%. No acumulado dos últimos 12 meses a alta atingiu 2,33%.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), cuja pesquisa considera os valores de imóveis vendidos por meio de financiamento bancário em dez capitais.

A pesquisa mostrou que nove das dez capitais pesquisadas tiveram alta nos preços médios no mês: Salvador (0,05%), Goiânia (0,08%), Porto Alegre (0,09%), Curitiba (0,12%), Recife (0,12%), Brasília (0,16%), Belo Horizonte (0,22%), Rio de Janeiro (0,31%) e São Paulo (0,71%). A única baixa no mês ocorreu em Fortaleza (-0,10%).

A Abecip avaliou em nota que, apesar dos desafios para a retomada da economia brasileira como um todo, o mercado residencial conta com alguns fatores positivos, como o baixo nível das taxas de juros e novas condições de financiamentos, o que deve ajudar na recuperação do setor.

A Abecip também destacou que os preços na cidade de São Paulo tiveram o desempenho mais forte entre todas as capitais pesquisadas, com alta de 4,31% nos últimos 12 meses. Essa alta superou a inflação no mesmo período e, segundo a associação, sinaliza "um início, ainda que modesto, de recuperação dos valores reais dos preços dos imóveis residenciais na cidade".

Outro destaque, na visão da Abecip, foi a cidade do Rio de Janeiro, cujos preços acumulados em 12 meses foram de 0,07%, chegando ao campo positivo pela primeira vez desde março de 2015. "Esse resultado, por sua vez, sinaliza ao menos um início potencial de recuperação dos valores nominais dos imóveis residenciais na cidade", apontou a Abecip.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Preço médio dos imóveis residenciais sobre 0,36% em agosto


19/09/2019 | 17:14


O preço nominal médio dos imóveis residenciais cresceu 0,36% em agosto, mostrando uma aceleração na comparação com julho, quando a alta foi de 0,29%. No acumulado dos últimos 12 meses a alta atingiu 2,33%.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), cuja pesquisa considera os valores de imóveis vendidos por meio de financiamento bancário em dez capitais.

A pesquisa mostrou que nove das dez capitais pesquisadas tiveram alta nos preços médios no mês: Salvador (0,05%), Goiânia (0,08%), Porto Alegre (0,09%), Curitiba (0,12%), Recife (0,12%), Brasília (0,16%), Belo Horizonte (0,22%), Rio de Janeiro (0,31%) e São Paulo (0,71%). A única baixa no mês ocorreu em Fortaleza (-0,10%).

A Abecip avaliou em nota que, apesar dos desafios para a retomada da economia brasileira como um todo, o mercado residencial conta com alguns fatores positivos, como o baixo nível das taxas de juros e novas condições de financiamentos, o que deve ajudar na recuperação do setor.

A Abecip também destacou que os preços na cidade de São Paulo tiveram o desempenho mais forte entre todas as capitais pesquisadas, com alta de 4,31% nos últimos 12 meses. Essa alta superou a inflação no mesmo período e, segundo a associação, sinaliza "um início, ainda que modesto, de recuperação dos valores reais dos preços dos imóveis residenciais na cidade".

Outro destaque, na visão da Abecip, foi a cidade do Rio de Janeiro, cujos preços acumulados em 12 meses foram de 0,07%, chegando ao campo positivo pela primeira vez desde março de 2015. "Esse resultado, por sua vez, sinaliza ao menos um início potencial de recuperação dos valores nominais dos imóveis residenciais na cidade", apontou a Abecip.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;