Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Baixa umidade causa alerta em São Paulo

Marcelo Camargo/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


19/09/2019 | 07:28


A cidade de São Paulo entrou nesta quarta-feira, 18, em estado de atenção por baixa umidade do ar. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, os índices de umidade ficaram abaixo dos 30%, com temperatura máxima de 34°C entre 11 e 14 horas.

Segundo o Climatempo, uma névoa seca se formou na capital. A situação deve se repetir nos próximos dias, com melhora prevista apenas para o fim de semana, quando uma frente fria chega à cidade.

O tempo quente e seco traz riscos à saúde. "Há acúmulo de ar quente, o que impede a circulação do ar. A poluição aumenta", diz Paulo Saldiva, especialista em poluição da Universidade de São Paulo (USP). "É como andar em estrada de terra. Mecanismos de limpeza dos pulmões ficam menos eficientes." Ele alerta para os riscos de problemas vasculares. "Como você perde água, o sangue se concentra e o coração tem de trabalhar mais. Por isso aumentam casos de AVC e enfarte." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Baixa umidade causa alerta em São Paulo


19/09/2019 | 07:28


A cidade de São Paulo entrou nesta quarta-feira, 18, em estado de atenção por baixa umidade do ar. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, os índices de umidade ficaram abaixo dos 30%, com temperatura máxima de 34°C entre 11 e 14 horas.

Segundo o Climatempo, uma névoa seca se formou na capital. A situação deve se repetir nos próximos dias, com melhora prevista apenas para o fim de semana, quando uma frente fria chega à cidade.

O tempo quente e seco traz riscos à saúde. "Há acúmulo de ar quente, o que impede a circulação do ar. A poluição aumenta", diz Paulo Saldiva, especialista em poluição da Universidade de São Paulo (USP). "É como andar em estrada de terra. Mecanismos de limpeza dos pulmões ficam menos eficientes." Ele alerta para os riscos de problemas vasculares. "Como você perde água, o sangue se concentra e o coração tem de trabalhar mais. Por isso aumentam casos de AVC e enfarte." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;