Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Moisés assume presidência do Guarani e tenta cancelar assembleia geral de sócios



18/09/2019 | 20:31


Em meio a uma grave crise política-administrativa, Ricardo Miguel Moisés deu a sua primeira entrevista coletiva como presidente do Guarani, nesta quarta-feira, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Ele pregou a união e quer cancelar a Assembleia Geral de Sócios, marcada para a próxima segunda-feira, com o objetivo de destituir todo o Conselho Administrativo (CA), do qual ele próprio faz parte.

Alegando problemas de saúde e pessoais, Palmeron Mendes Filho renunciou oficialmente na última segunda-feira. Mas o cargo já vinha sendo exercido por Moisés desde o dia 28 de agosto depois do pedido de afastamento de Palmeron.

O novo presidente pediu união das três alas políticas do clube - uma de situação e duas de oposição - para que isso não atrapalhe a recuperação do time na Série B do Campeonato Brasileiro. No momento, o Guarani ocupa a 19ª e penúltima posição, com 22 pontos.

A assembleia foi marcada pelo Conselho Deliberativo para que seja votado pelo sócios o processo de impeachment de todos os membros do Conselho de Administração (CA): Assis Eurípedes, Carlos Queiroz, Gilberto Moreno e Marcos Lena, além do próprio Ricardo Miguel Moisés.

"É uma assembleia muito delicada, como já falei em outra ocasião. Tenho pedido para que todas as chapas acabem com as vaidades, os desejos individuais, que pensem apenas no Guarani. E tenho conseguido o apoio de muitos sócios. O melhor para o Guarani é o cancelamento dessa Assembleia, mas se ela acontecer tenho certeza que os sócios vão definir pela permanência do CA", disse o dirigente.

O presidente também mostrou confiança no trabalho que vem sendo realizado pelo auxiliar Thiago Carpini de forma interina e não descartou efetivá-lo no cargo. Já a decisão sobre o novo diretor de futebol, que chegaria para o lugar de Estevam Soares, vai ser tomada apenas após a assembleia de segunda-feira.

O Guarani volta a campo no próximo sábado diante do Paraná, a partir das 11 horas, em Campinas, pela 23ª rodada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moisés assume presidência do Guarani e tenta cancelar assembleia geral de sócios


18/09/2019 | 20:31


Em meio a uma grave crise política-administrativa, Ricardo Miguel Moisés deu a sua primeira entrevista coletiva como presidente do Guarani, nesta quarta-feira, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Ele pregou a união e quer cancelar a Assembleia Geral de Sócios, marcada para a próxima segunda-feira, com o objetivo de destituir todo o Conselho Administrativo (CA), do qual ele próprio faz parte.

Alegando problemas de saúde e pessoais, Palmeron Mendes Filho renunciou oficialmente na última segunda-feira. Mas o cargo já vinha sendo exercido por Moisés desde o dia 28 de agosto depois do pedido de afastamento de Palmeron.

O novo presidente pediu união das três alas políticas do clube - uma de situação e duas de oposição - para que isso não atrapalhe a recuperação do time na Série B do Campeonato Brasileiro. No momento, o Guarani ocupa a 19ª e penúltima posição, com 22 pontos.

A assembleia foi marcada pelo Conselho Deliberativo para que seja votado pelo sócios o processo de impeachment de todos os membros do Conselho de Administração (CA): Assis Eurípedes, Carlos Queiroz, Gilberto Moreno e Marcos Lena, além do próprio Ricardo Miguel Moisés.

"É uma assembleia muito delicada, como já falei em outra ocasião. Tenho pedido para que todas as chapas acabem com as vaidades, os desejos individuais, que pensem apenas no Guarani. E tenho conseguido o apoio de muitos sócios. O melhor para o Guarani é o cancelamento dessa Assembleia, mas se ela acontecer tenho certeza que os sócios vão definir pela permanência do CA", disse o dirigente.

O presidente também mostrou confiança no trabalho que vem sendo realizado pelo auxiliar Thiago Carpini de forma interina e não descartou efetivá-lo no cargo. Já a decisão sobre o novo diretor de futebol, que chegaria para o lugar de Estevam Soares, vai ser tomada apenas após a assembleia de segunda-feira.

O Guarani volta a campo no próximo sábado diante do Paraná, a partir das 11 horas, em Campinas, pela 23ª rodada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;