Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Arábia Saudita conteve a situação e dispõe de amplos estoques, diz Barkindo



16/09/2019 | 05:13


O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Mohammad Barkindo, disse que a Arábia Saudita conteve a situação até o momento, após sofrer no fim de semana ataques com drones que comprometeram cerca de metade de sua produção de petróleo, e dispõe de "amplos estoques".

Em entrevista à TV Bloomberg, Barkindo afirmou também que o foco agora da Opep+, que reúne o cartel e outros grandes produtores como a Rússia, é garantir a segurança da oferta. Ele ressaltou, contudo, que o grupo não tem planos de convocar uma reunião de emergência, embora esteja monitorando o assunto de perto.

Barkindo disse ainda que não há pânico nos mercados e o que o salto nos preços do petróleo, que chegou a quase 20%, foi apenas uma reação inicial.

Às 5h10 (de Brasília), o barril do petróleo tipo Brent para entrega em novembro avançava 8,60% na ICE, para US$ 65,40, enquanto o do WTI para outubro subia 7,68% na Nymex, a US$ 59,06.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Arábia Saudita conteve a situação e dispõe de amplos estoques, diz Barkindo


16/09/2019 | 05:13


O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Mohammad Barkindo, disse que a Arábia Saudita conteve a situação até o momento, após sofrer no fim de semana ataques com drones que comprometeram cerca de metade de sua produção de petróleo, e dispõe de "amplos estoques".

Em entrevista à TV Bloomberg, Barkindo afirmou também que o foco agora da Opep+, que reúne o cartel e outros grandes produtores como a Rússia, é garantir a segurança da oferta. Ele ressaltou, contudo, que o grupo não tem planos de convocar uma reunião de emergência, embora esteja monitorando o assunto de perto.

Barkindo disse ainda que não há pânico nos mercados e o que o salto nos preços do petróleo, que chegou a quase 20%, foi apenas uma reação inicial.

Às 5h10 (de Brasília), o barril do petróleo tipo Brent para entrega em novembro avançava 8,60% na ICE, para US$ 65,40, enquanto o do WTI para outubro subia 7,68% na Nymex, a US$ 59,06.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;