Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Avaí bate reservas do Athletico em Curitiba, mas segue na lanterna do Brasileirão



15/09/2019 | 13:39


O Avaí conquistou sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Athletico-PR pelo placar de 1 a 0, em partida realizada na manhã deste domingo, na Arena da Baixada, pela 19ª rodada. O time catarinense superou os reservas da equipe paranaense, que está focada na decisão da Copa do Brasil, contra o Internacional, e ouviu as primeiras vaias.

Apesar da vitória, o Avaí ainda não deixou a lanterna. O time catarinense tem 13 pontos e está a cinco de deixar a zona de rebaixamento. O Athletico-PR, por sua vez, ficou estacionado em posição intermediária da tabela, com 26 pontos. O time do Paraná volta à atenção para a Copa do Brasil, já que na quarta-feira enfrenta o Inter, no Beira-Rio, no segundo jogo da decisão em que pode jogar pelo empate para ser campeão.

Aproveitando-se do fato de os donos da casa estarem escalados apenas com suplentes, o Avaí colocou a bola no chão e começou a envolver o adversário. Aos poucos, o time catarinense foi sendo superior e ameaçou com Lourenço. O atacante recebeu pela direita e chutou cruzado, rente à trave. Aos 13 minutos, não teve jeito. O jovem Jonathan recebeu na entrada da área e mandou no ângulo de Léo, que nada pôde fazer.

Após o gol, o time paranaense se soltou e chegou pela primeira vez aos 25 minutos. Erick recebeu dentro da área, pelo lado direito, e arriscou. Vladimir jogou para escanteio. O Athletico começou a pressionar o oponente, que se fechou para segurar as investidas. E conseguiu.

Os minutos finais foram de pressão pelo lado da equipe mandante. Braian Romero parou em Vladimir. Thonny Anderson chutou para fora. Já Madson viu o goleiro fazer uma defesa espetacular em uma cabeçada à queima-roupa, após cruzamento de Everton Felipe. O camisa 89 do Avaí acabou o primeiro tempo como o grande nome da partida.

O panorama não mudou no segundo tempo e o Athletico voltou do intervalo em cima do Avaí. Logo aos oito minutos, Abner fez boa jogada pela esquerda e cruzou na medida para Thonny Anderson. O meia cabeceou e mandou caprichosamente no travessão do goleiro Vladimir.

Mais cauteloso, o Avaí só deu trabalho ao Athletico na bola parada. Aos 28 minutos, após cobrança de escanteio, Betão pegou a sobra e chutou perto do gol de Léo. A resposta veio com Vitinho. O atacante recebeu de Madson e jogou por cima de Vladimir.

Antes do apito final, polêmica. Aos 47 minutos, o árbitro marcou mão dentro da área de Mosquera e, consequentemente, pênalti. Após consultar o VAR, Felipe Fernandes de Lima voltou atrás na decisão e mandou o jogo seguir. O Athletico, então, foi para a pressão. Na melhor chance, Marcelo Cirino perdeu de frente para o gol.

Na próxima rodada, a 20ª, o Athletico enfrenta o Vasco no domingo, às 16h, no estádio São Januário, no Rio. O Avaí entra em campo apenas no dia 23 de setembro (segunda-feira), às 20h, frente ao Atlético Mineiro, na Ressacada, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA:

ATHLETICO 0 X 1 AVAÍ

ATHLETICO - Léo; Erick, Madson, Pedro Henrique e Abner Vinícius; Matheus Rossetto, Lucho González (Tomás Andrade), Everton Felipe (Vitinho) e Thonny Anderson; Marcelo Cirino e Braian Romero (Pedrinho). Técnico: Tiago Nunes.

AVAÍ - Vladimir; Iury (Léo), Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Pedro Castro, Richard Franco e Matheus Barbosa; Caio Paulista, Jonathan (Julinho) e Lourenço (Mosquera). Técnico: Alberto Valentim.

GOLS - Jonathan, aos 13 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Felipe Fernandes de Lima (MG)

CARTÕES AMARELOS - Matheus Rosseto (Athletico)

RENDA - R$ 219.680,00

PÚBLICO - 13.784 torcedores

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Avaí bate reservas do Athletico em Curitiba, mas segue na lanterna do Brasileirão


15/09/2019 | 13:39


O Avaí conquistou sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Athletico-PR pelo placar de 1 a 0, em partida realizada na manhã deste domingo, na Arena da Baixada, pela 19ª rodada. O time catarinense superou os reservas da equipe paranaense, que está focada na decisão da Copa do Brasil, contra o Internacional, e ouviu as primeiras vaias.

Apesar da vitória, o Avaí ainda não deixou a lanterna. O time catarinense tem 13 pontos e está a cinco de deixar a zona de rebaixamento. O Athletico-PR, por sua vez, ficou estacionado em posição intermediária da tabela, com 26 pontos. O time do Paraná volta à atenção para a Copa do Brasil, já que na quarta-feira enfrenta o Inter, no Beira-Rio, no segundo jogo da decisão em que pode jogar pelo empate para ser campeão.

Aproveitando-se do fato de os donos da casa estarem escalados apenas com suplentes, o Avaí colocou a bola no chão e começou a envolver o adversário. Aos poucos, o time catarinense foi sendo superior e ameaçou com Lourenço. O atacante recebeu pela direita e chutou cruzado, rente à trave. Aos 13 minutos, não teve jeito. O jovem Jonathan recebeu na entrada da área e mandou no ângulo de Léo, que nada pôde fazer.

Após o gol, o time paranaense se soltou e chegou pela primeira vez aos 25 minutos. Erick recebeu dentro da área, pelo lado direito, e arriscou. Vladimir jogou para escanteio. O Athletico começou a pressionar o oponente, que se fechou para segurar as investidas. E conseguiu.

Os minutos finais foram de pressão pelo lado da equipe mandante. Braian Romero parou em Vladimir. Thonny Anderson chutou para fora. Já Madson viu o goleiro fazer uma defesa espetacular em uma cabeçada à queima-roupa, após cruzamento de Everton Felipe. O camisa 89 do Avaí acabou o primeiro tempo como o grande nome da partida.

O panorama não mudou no segundo tempo e o Athletico voltou do intervalo em cima do Avaí. Logo aos oito minutos, Abner fez boa jogada pela esquerda e cruzou na medida para Thonny Anderson. O meia cabeceou e mandou caprichosamente no travessão do goleiro Vladimir.

Mais cauteloso, o Avaí só deu trabalho ao Athletico na bola parada. Aos 28 minutos, após cobrança de escanteio, Betão pegou a sobra e chutou perto do gol de Léo. A resposta veio com Vitinho. O atacante recebeu de Madson e jogou por cima de Vladimir.

Antes do apito final, polêmica. Aos 47 minutos, o árbitro marcou mão dentro da área de Mosquera e, consequentemente, pênalti. Após consultar o VAR, Felipe Fernandes de Lima voltou atrás na decisão e mandou o jogo seguir. O Athletico, então, foi para a pressão. Na melhor chance, Marcelo Cirino perdeu de frente para o gol.

Na próxima rodada, a 20ª, o Athletico enfrenta o Vasco no domingo, às 16h, no estádio São Januário, no Rio. O Avaí entra em campo apenas no dia 23 de setembro (segunda-feira), às 20h, frente ao Atlético Mineiro, na Ressacada, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA:

ATHLETICO 0 X 1 AVAÍ

ATHLETICO - Léo; Erick, Madson, Pedro Henrique e Abner Vinícius; Matheus Rossetto, Lucho González (Tomás Andrade), Everton Felipe (Vitinho) e Thonny Anderson; Marcelo Cirino e Braian Romero (Pedrinho). Técnico: Tiago Nunes.

AVAÍ - Vladimir; Iury (Léo), Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Pedro Castro, Richard Franco e Matheus Barbosa; Caio Paulista, Jonathan (Julinho) e Lourenço (Mosquera). Técnico: Alberto Valentim.

GOLS - Jonathan, aos 13 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Felipe Fernandes de Lima (MG)

CARTÕES AMARELOS - Matheus Rosseto (Athletico)

RENDA - R$ 219.680,00

PÚBLICO - 13.784 torcedores

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;