Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Porta-voz diz que PF está a cargo de Moro, mas Bolsonaro acompanha



14/09/2019 | 12:46


O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, afirmou hoje que a atividade e gestão da Polícia Federal é de responsabilidade do ministro Sergio Moro, mas que o presidente Jair Bolsonaro acompanha o tema. Matéria publicada pelo jornal "Folha de S. Paulo "mostra que a indefinição sobre o futuro comando da PF tem gerado uma disputa interna e o temor de paralisia de setores do órgão e de processos em andamento.

"A atividade relativa à Polícia Federal e à gestão da PF é de responsabilidade do ministro Sergio Moro. Naturalmente, o senhor presidente da República tem as suas percepções e acompanha... É parte da responsabilidade dos ministros a seleção dos seus quadros", disse Barros, em coletiva de imprensa, nesta manhã, no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde Bolsonaro se recupera de uma cirurgia realizada no domingo, 8, para correção de uma hérnia incisional.

A crise na Polícia Federal teve início há um mês, quando Bolsonaro sinalizou que trocaria o superintendente do órgão no Rio de Janeiro, Ricardo Saadi, por questões de "produtividade" e um "sentimento" para evitar problemas. Em um novo embate, o presidente afirmou ainda que o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, era subordinado a ele, e não a Sérgio Moro e que eventualmente poderia trocá-lo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Porta-voz diz que PF está a cargo de Moro, mas Bolsonaro acompanha


14/09/2019 | 12:46


O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, afirmou hoje que a atividade e gestão da Polícia Federal é de responsabilidade do ministro Sergio Moro, mas que o presidente Jair Bolsonaro acompanha o tema. Matéria publicada pelo jornal "Folha de S. Paulo "mostra que a indefinição sobre o futuro comando da PF tem gerado uma disputa interna e o temor de paralisia de setores do órgão e de processos em andamento.

"A atividade relativa à Polícia Federal e à gestão da PF é de responsabilidade do ministro Sergio Moro. Naturalmente, o senhor presidente da República tem as suas percepções e acompanha... É parte da responsabilidade dos ministros a seleção dos seus quadros", disse Barros, em coletiva de imprensa, nesta manhã, no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde Bolsonaro se recupera de uma cirurgia realizada no domingo, 8, para correção de uma hérnia incisional.

A crise na Polícia Federal teve início há um mês, quando Bolsonaro sinalizou que trocaria o superintendente do órgão no Rio de Janeiro, Ricardo Saadi, por questões de "produtividade" e um "sentimento" para evitar problemas. Em um novo embate, o presidente afirmou ainda que o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, era subordinado a ele, e não a Sérgio Moro e que eventualmente poderia trocá-lo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;