Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Jennifer Aniston vê seu nome envolvido em denúncias de violência doméstica e venda de drogas por conta de sua mansão



11/09/2019 | 11:10


Jennifer Aniston e Justin Theroux se divorciaram em fevereiro de 2018 e, na época, foi noticiado que o motivo do término foi que o romance havia esfriado. A imprensa norte-americana, é claro, se debruçou sobre o assunto e, segundo o Radar Online, não havia mais clima entre o ex-casal, já que ambos mal ficavam na mesma casa e tão pouco mantinham relações sexuais.

Com o passar do tempo, mais detalhes sobre o relacionamento de Jennifer e Justin caíram na boca da mídia, no entanto, nada que fosse realmente tenso... até agora. Nesta quarta-feira, dia 11, o Radar Online entregou mais uma vez supostas informações sobre o ex-casal, ao informar que dois meses após o anúncio de separação, o serviço de emergência dos Estados Unidos, o 911, recebeu ligações anônimas envolvendo alegações de violência doméstica e venda de drogas na mansão da atriz, localizada em Los Angeles, nos Estados Unidos.

De acordo com as gravações do 911, uma primeira ligação, feita no dia 18 de abril de 2018, falou que uma mulher nua estava na garagem de Aniston ameaçando uma possível vítima masculina com uma faca às 2h49 da madrugada. A pessoa que fez a ligação ainda declarou que o endereço tinha um histórico de violências domésticas. Porém, não havia nenhuma evidência quando a polícia chegou ao local.

Ainda que a ligação tenha sido anônima, fontes em contato com o Jennifer e Justin afirmaram que eles tinham muitas explosões quando discutiam e que dias antes da ligação em abril ele foi flagrado com uma modelo chamada Erika Cardenas em Nova York. As fotos foram publicadas, coincidentemente, no dia 18.

Já no dia 22 de abril, de acordo com o Radar Online, foi a vez de Jennifer ser flagrada. Ao chegar na festa de aniversário do filho de Jimmy Kimmel, foi possível vê-la usando uma tipoia em seu pulso esquerdo.

Além disso, em março de 2018, o 911 recebeu outro ligação sobre a mansão de Aniston, que afirmava que o local estava envolvido com atividades ilegais de drogas. No entanto, a polícia não pode checar a propriedade pois não tinham um mandato.

Por fim, em outubro de 2017, um alarme foi ativado no quarto principal na casa da atriz em duas ocasiões separadas, com apenas três dias de intervalo.

O site afirmou ainda que um representante da atriz negou qualquer incidente em ambas as datas e que existe a possibilidade das ligações terem sido um trotes. Tenso, hein?



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jennifer Aniston vê seu nome envolvido em denúncias de violência doméstica e venda de drogas por conta de sua mansão


11/09/2019 | 11:10


Jennifer Aniston e Justin Theroux se divorciaram em fevereiro de 2018 e, na época, foi noticiado que o motivo do término foi que o romance havia esfriado. A imprensa norte-americana, é claro, se debruçou sobre o assunto e, segundo o Radar Online, não havia mais clima entre o ex-casal, já que ambos mal ficavam na mesma casa e tão pouco mantinham relações sexuais.

Com o passar do tempo, mais detalhes sobre o relacionamento de Jennifer e Justin caíram na boca da mídia, no entanto, nada que fosse realmente tenso... até agora. Nesta quarta-feira, dia 11, o Radar Online entregou mais uma vez supostas informações sobre o ex-casal, ao informar que dois meses após o anúncio de separação, o serviço de emergência dos Estados Unidos, o 911, recebeu ligações anônimas envolvendo alegações de violência doméstica e venda de drogas na mansão da atriz, localizada em Los Angeles, nos Estados Unidos.

De acordo com as gravações do 911, uma primeira ligação, feita no dia 18 de abril de 2018, falou que uma mulher nua estava na garagem de Aniston ameaçando uma possível vítima masculina com uma faca às 2h49 da madrugada. A pessoa que fez a ligação ainda declarou que o endereço tinha um histórico de violências domésticas. Porém, não havia nenhuma evidência quando a polícia chegou ao local.

Ainda que a ligação tenha sido anônima, fontes em contato com o Jennifer e Justin afirmaram que eles tinham muitas explosões quando discutiam e que dias antes da ligação em abril ele foi flagrado com uma modelo chamada Erika Cardenas em Nova York. As fotos foram publicadas, coincidentemente, no dia 18.

Já no dia 22 de abril, de acordo com o Radar Online, foi a vez de Jennifer ser flagrada. Ao chegar na festa de aniversário do filho de Jimmy Kimmel, foi possível vê-la usando uma tipoia em seu pulso esquerdo.

Além disso, em março de 2018, o 911 recebeu outro ligação sobre a mansão de Aniston, que afirmava que o local estava envolvido com atividades ilegais de drogas. No entanto, a polícia não pode checar a propriedade pois não tinham um mandato.

Por fim, em outubro de 2017, um alarme foi ativado no quarto principal na casa da atriz em duas ocasiões separadas, com apenas três dias de intervalo.

O site afirmou ainda que um representante da atriz negou qualquer incidente em ambas as datas e que existe a possibilidade das ligações terem sido um trotes. Tenso, hein?

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;