Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Radialista acusado de pedofilia ficará preso até ser julgado


Do Diário OnLine

04/05/2002 | 12:23


O radialista e colunista social João Roberto Gasparini, 36 anos, acusado de abusar sexualmente de adolescentes em Serra Negra, interior de São Paulo, teve a prisão preventiva decretada até o fim de seu julgamento.

A decisão da juíza Valéria Lacrasta, da 2ª Vara Criminal da cidade, foi tomada nesta sexta-feira a pedido do Ministério Público. Agora o radialista, que já cumpria prisão preventiva desde o dia 9 de abril, ficará detido até o final do julgamento.

Gasparini responde por atentado violento ao pudor, corrupção de menores e por infringir o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê pena de um a quatro anos de reclusão para quem fotografar ou publicar cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Radialista acusado de pedofilia ficará preso até ser julgado

Do Diário OnLine

04/05/2002 | 12:23


O radialista e colunista social João Roberto Gasparini, 36 anos, acusado de abusar sexualmente de adolescentes em Serra Negra, interior de São Paulo, teve a prisão preventiva decretada até o fim de seu julgamento.

A decisão da juíza Valéria Lacrasta, da 2ª Vara Criminal da cidade, foi tomada nesta sexta-feira a pedido do Ministério Público. Agora o radialista, que já cumpria prisão preventiva desde o dia 9 de abril, ficará detido até o final do julgamento.

Gasparini responde por atentado violento ao pudor, corrupção de menores e por infringir o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê pena de um a quatro anos de reclusão para quem fotografar ou publicar cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;