Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Moradores do Riacho Grande denunciam assaltos em ônibus

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Linhas que fazem trajeto Rudge Ramos-Balsa têm sido alvo dos criminosos


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

10/09/2019 | 07:00


Moradores do subdistrito do Riacho Grande, em São Bernardo, estão assustados com série de assaltos aos ônibus que fazem a ligação entre a região central da cidade e a localidade. Segundo funcionários da SBCTrans, concessionária que opera o sistema de transporte público no município, os casos vêm sendo mais frequentes desde novembro do ano passado. Na última quarta-feira, ao menos três veículos teriam sido alvos dos bandidos, que sobem na parada localizada na altura no km 27 da Rodovia Anchieta (bairro Areião) e levam os pertences dos passageiros.

A estagiária Nicolly de Lucena, 20, estava na linha 29 (Rudge Ramos-Balsa), que foi assaltada na semana passada. Por volta das 21h, o coletivo parou para embarque e desembarque e ao menos cinco homens entraram no veículo. “Foi muito rápido. Pegaram bolsas, mochilas, celulares e desceram correndo”, relatou.

Nicolly disse que, segundo o condutor do ônibus, aquele já era o terceiro veículo a ser assaltado naquele dia. A analista de atendimento Regina de Brito, 35, não estava no coletivo, mas foi informada por amigas da ocorrênica. “Moro aqui desde os 19 anos e sempre foi muito tranquilo”, lamentou.

A comunicação rápida entre as pessoas evitou que um quarto ônibus fosse alvo dos assaltantes. Uma passageira que estava no coletivo que foi abordado conseguiu avisar a mãe, que estava na linha 30 (Rudge Ramos-Balsa), a dois quilômetros do local do assalto. Uma professora, que também estava no coletivo da linha 30, mas não quis se identifciar, relatou que a passageira avisou ao motorista, que apagou as luzes e passou direto pelo ponto. A munícipe se queixou da falta de iluminação nas paradas de ônibus, o que aumenta a sensação de insegurança.

Questionada, a PM (Polícia Militar) afirmou que a companhia que atua na área fez contato com as empresas de ônibus para receber melhores informações e intensificou o policiamento, juntamente com o efetivo da atividade Dejem (Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar, Força Tática e Polícia Rodoviária). Em nota, a corporação salientou que em contato com gestor operacional da SBCTrans, ficou acordado que assim que possível serão encaminhadas as imagens obtidas das câmeras de um dos ônibus para subsidiar o policiamento. 

A ETC (Empresa de Transportes Coletivos) de São Bernardo informou, também por meio de nota, que a SBC Trans está colaborando com a polícia e fornecendo as imagens internas dos ônibus envolvidos nas ocorrências. “Quanto aos pontos de parada, a manutenção dos equipamentos é realizada periodicamente pela concessionária, com fiscalização constante da ETC”. A Prefeitura de São Bernardo destacou que a iluminação ao longo da via é de responsabilidade da Ecovias, concessionarária do Sistema Anchieta-Imigrantes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moradores do Riacho Grande denunciam assaltos em ônibus

Linhas que fazem trajeto Rudge Ramos-Balsa têm sido alvo dos criminosos

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

10/09/2019 | 07:00


Moradores do subdistrito do Riacho Grande, em São Bernardo, estão assustados com série de assaltos aos ônibus que fazem a ligação entre a região central da cidade e a localidade. Segundo funcionários da SBCTrans, concessionária que opera o sistema de transporte público no município, os casos vêm sendo mais frequentes desde novembro do ano passado. Na última quarta-feira, ao menos três veículos teriam sido alvos dos bandidos, que sobem na parada localizada na altura no km 27 da Rodovia Anchieta (bairro Areião) e levam os pertences dos passageiros.

A estagiária Nicolly de Lucena, 20, estava na linha 29 (Rudge Ramos-Balsa), que foi assaltada na semana passada. Por volta das 21h, o coletivo parou para embarque e desembarque e ao menos cinco homens entraram no veículo. “Foi muito rápido. Pegaram bolsas, mochilas, celulares e desceram correndo”, relatou.

Nicolly disse que, segundo o condutor do ônibus, aquele já era o terceiro veículo a ser assaltado naquele dia. A analista de atendimento Regina de Brito, 35, não estava no coletivo, mas foi informada por amigas da ocorrênica. “Moro aqui desde os 19 anos e sempre foi muito tranquilo”, lamentou.

A comunicação rápida entre as pessoas evitou que um quarto ônibus fosse alvo dos assaltantes. Uma passageira que estava no coletivo que foi abordado conseguiu avisar a mãe, que estava na linha 30 (Rudge Ramos-Balsa), a dois quilômetros do local do assalto. Uma professora, que também estava no coletivo da linha 30, mas não quis se identifciar, relatou que a passageira avisou ao motorista, que apagou as luzes e passou direto pelo ponto. A munícipe se queixou da falta de iluminação nas paradas de ônibus, o que aumenta a sensação de insegurança.

Questionada, a PM (Polícia Militar) afirmou que a companhia que atua na área fez contato com as empresas de ônibus para receber melhores informações e intensificou o policiamento, juntamente com o efetivo da atividade Dejem (Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar, Força Tática e Polícia Rodoviária). Em nota, a corporação salientou que em contato com gestor operacional da SBCTrans, ficou acordado que assim que possível serão encaminhadas as imagens obtidas das câmeras de um dos ônibus para subsidiar o policiamento. 

A ETC (Empresa de Transportes Coletivos) de São Bernardo informou, também por meio de nota, que a SBC Trans está colaborando com a polícia e fornecendo as imagens internas dos ônibus envolvidos nas ocorrências. “Quanto aos pontos de parada, a manutenção dos equipamentos é realizada periodicamente pela concessionária, com fiscalização constante da ETC”. A Prefeitura de São Bernardo destacou que a iluminação ao longo da via é de responsabilidade da Ecovias, concessionarária do Sistema Anchieta-Imigrantes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;