Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

No Rio, cerca de 400 pessoas participam do Grito dos Excluídos



07/09/2019 | 14:03


No Centro do Rio de Janeiro, desde as 9h, cerca de 400 pessoas estão reunidas numa manifestação que acontece todo ano nesta data, o Grito dos Excluídos. A estimativa é de um policial militar que participa do esquema de segurança no local.

Neste ano, o tema do protesto é 'Este sistema não Vale', um manifesto contra as reformas promovidas pelo governo, como a da Previdência. O tema faz referência também à mineradora Vale, responsável pelo desastre ambiental e morte de centenas de pessoas em Brumadinho (MG).

"A principal bandeira da manifestação é que nada nesse sistema tem solução: a saúde, educação, o uso da terra. Nenhuma reforma vai salvar o País", disse Marcelo Edmundo, diretor da Central de Movimentos Populares.

O protesto acontece com tranquilidade, e no entorno circularem pessoas favoráveis ao governo de Jair Bolsonaro, que estão no centro da cidade para assistir ao desfile militar de 7 de setembro. Desde o início do protesto, apenas um homem vestindo camisa do PSL, partido do presidente, provocou os manifestantes gritando 'mito'. Em resposta, foi vaiado e logo se retirou do local.

A Polícia Militar formou um cordão de isolamento na frente do protesto. Assim que acabar o desfile militar eles irão abrir espaço para que os manifestantes percorram ruas do centro até a Praça Mauá.

"Estou aqui pelo Brasil da Amazônia e da Embraer. Não é pelo Brasil de Bolsonaro", afirmou a aposentada Maria das Graças Gama.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

No Rio, cerca de 400 pessoas participam do Grito dos Excluídos


07/09/2019 | 14:03


No Centro do Rio de Janeiro, desde as 9h, cerca de 400 pessoas estão reunidas numa manifestação que acontece todo ano nesta data, o Grito dos Excluídos. A estimativa é de um policial militar que participa do esquema de segurança no local.

Neste ano, o tema do protesto é 'Este sistema não Vale', um manifesto contra as reformas promovidas pelo governo, como a da Previdência. O tema faz referência também à mineradora Vale, responsável pelo desastre ambiental e morte de centenas de pessoas em Brumadinho (MG).

"A principal bandeira da manifestação é que nada nesse sistema tem solução: a saúde, educação, o uso da terra. Nenhuma reforma vai salvar o País", disse Marcelo Edmundo, diretor da Central de Movimentos Populares.

O protesto acontece com tranquilidade, e no entorno circularem pessoas favoráveis ao governo de Jair Bolsonaro, que estão no centro da cidade para assistir ao desfile militar de 7 de setembro. Desde o início do protesto, apenas um homem vestindo camisa do PSL, partido do presidente, provocou os manifestantes gritando 'mito'. Em resposta, foi vaiado e logo se retirou do local.

A Polícia Militar formou um cordão de isolamento na frente do protesto. Assim que acabar o desfile militar eles irão abrir espaço para que os manifestantes percorram ruas do centro até a Praça Mauá.

"Estou aqui pelo Brasil da Amazônia e da Embraer. Não é pelo Brasil de Bolsonaro", afirmou a aposentada Maria das Graças Gama.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;