Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Pedrinho marca e seleção olímpica derrota Colômbia em amistoso no Pacaembu



05/09/2019 | 23:41


Em noite fria e chuvosa em São Paulo, a seleção brasileira olímpica de futebol derrotou a Colômbia por 2 a 0, nesta quinta-feira, em amistoso disputado no estádio do Pacaembu, em São Paulo. Diante de apenas 2.165 torcedores, a equipe comandada por André Jardine levou a melhor com gols de Pedrinho, do Corinthians, e Matheus Cunha, do RB Leipzig, da Alemanha.

A equipe nacional, com jogadores sub-23, foi melhor em campo ao longo dos 90 minutos e praticamente não sofreu ameaças. Além disso, soube se impor no amistoso diante das fragilidades do rival sul-americano.

Para o amistoso desta quinta, Jardine escalou a seleção olímpica com Cleiton; Emerson, Lyanco, Ibañez e Guilherme Arana; Douglas Luiz, Wendel e Pedrinho; Paulinho, Antony e Matheus Cunha.

Com esta formação, o Brasil não teve maiores dificuldades para se impor em campo nos primeiros 45 minutos. Assim, abriu 2 a 0, sabendo tirar vantagem das fragilidades da defesa colombiana.

O primeiro gol saiu aos 16 minutos após uma sequência de erros bobos da zaga adversária. Pedrinho, do Corinthians, não desperdiçou e completou com facilidade para as redes em chute da entrada da área.

Mais ofensivo, o Brasil chegou ao segundo gol em lance mais elaborado. Aos 42, Matheus Cunha roubou a bola e acionou Antony pela direita. O jogador do São Paulo devolveu o passe na área e Cunha, sem qualquer marcação, mandou para as redes. Antes do intervalo, a seleção ainda acertou a trave em chute colocado de Matheus Cunha.

A seleção olímpica voltou para o segundo tempo sem mudanças, que foram ocorrendo aos poucos ao longo da etapa. E, aos 5, já balançava as redes novamente em lance que acabou sendo invalidado pela arbitragem por conta de toque de mão de Douglas. Na sequência, aos 11, a defesa colombiana voltou a vacilar e Willer Ditta acertou o pé da trave, quase marcando gol contra.

Abusando das faltas mais violentas em todos os setores do campo, a equipe colombiana criou sua melhor oportunidade na partida aos 10 minutos. Balanta caprichou na finalização da entrada da área e exigiu bela defesa do goleiro Cleiton.

Na sequência, Jardine trocou Lyanco, Emerson e Antony por Walce, Guga e Bruno Tabata. Depois, colocou Artur e Mauro Júnior em campo nas vagas de Paulinho e Pedrinho. Na reta final do duelo, Ibañez foi substituído por Luiz Felipe.

Pela equipe colombiana, o meia Iván Angulo, que pertence ao Palmeiras, era um dos poucos que arriscava mais no ataque. Aos 30, em jogada individual, tentou levar perigo, mas parou na defesa brasileira.

Com o placar sólido, a seleção olímpica perdeu ritmo a partir dos 20 minutos e apenas controlou a vantagem até o apito final.

A equipe brasileira volta ao mesmo gramado do Pacaembu na noite de segunda-feira para enfrentar o Chile.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pedrinho marca e seleção olímpica derrota Colômbia em amistoso no Pacaembu


05/09/2019 | 23:41


Em noite fria e chuvosa em São Paulo, a seleção brasileira olímpica de futebol derrotou a Colômbia por 2 a 0, nesta quinta-feira, em amistoso disputado no estádio do Pacaembu, em São Paulo. Diante de apenas 2.165 torcedores, a equipe comandada por André Jardine levou a melhor com gols de Pedrinho, do Corinthians, e Matheus Cunha, do RB Leipzig, da Alemanha.

A equipe nacional, com jogadores sub-23, foi melhor em campo ao longo dos 90 minutos e praticamente não sofreu ameaças. Além disso, soube se impor no amistoso diante das fragilidades do rival sul-americano.

Para o amistoso desta quinta, Jardine escalou a seleção olímpica com Cleiton; Emerson, Lyanco, Ibañez e Guilherme Arana; Douglas Luiz, Wendel e Pedrinho; Paulinho, Antony e Matheus Cunha.

Com esta formação, o Brasil não teve maiores dificuldades para se impor em campo nos primeiros 45 minutos. Assim, abriu 2 a 0, sabendo tirar vantagem das fragilidades da defesa colombiana.

O primeiro gol saiu aos 16 minutos após uma sequência de erros bobos da zaga adversária. Pedrinho, do Corinthians, não desperdiçou e completou com facilidade para as redes em chute da entrada da área.

Mais ofensivo, o Brasil chegou ao segundo gol em lance mais elaborado. Aos 42, Matheus Cunha roubou a bola e acionou Antony pela direita. O jogador do São Paulo devolveu o passe na área e Cunha, sem qualquer marcação, mandou para as redes. Antes do intervalo, a seleção ainda acertou a trave em chute colocado de Matheus Cunha.

A seleção olímpica voltou para o segundo tempo sem mudanças, que foram ocorrendo aos poucos ao longo da etapa. E, aos 5, já balançava as redes novamente em lance que acabou sendo invalidado pela arbitragem por conta de toque de mão de Douglas. Na sequência, aos 11, a defesa colombiana voltou a vacilar e Willer Ditta acertou o pé da trave, quase marcando gol contra.

Abusando das faltas mais violentas em todos os setores do campo, a equipe colombiana criou sua melhor oportunidade na partida aos 10 minutos. Balanta caprichou na finalização da entrada da área e exigiu bela defesa do goleiro Cleiton.

Na sequência, Jardine trocou Lyanco, Emerson e Antony por Walce, Guga e Bruno Tabata. Depois, colocou Artur e Mauro Júnior em campo nas vagas de Paulinho e Pedrinho. Na reta final do duelo, Ibañez foi substituído por Luiz Felipe.

Pela equipe colombiana, o meia Iván Angulo, que pertence ao Palmeiras, era um dos poucos que arriscava mais no ataque. Aos 30, em jogada individual, tentou levar perigo, mas parou na defesa brasileira.

Com o placar sólido, a seleção olímpica perdeu ritmo a partir dos 20 minutos e apenas controlou a vantagem até o apito final.

A equipe brasileira volta ao mesmo gramado do Pacaembu na noite de segunda-feira para enfrentar o Chile.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;