Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Santo André dá aval para parcelamentos do Consórcio

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

06/09/2019 | 06:12


A Câmara de Santo André puxou o coro e deu aval ontem, em primeira discussão, ao projeto do governo do prefeito Paulo Serra (PSDB) que autoriza os municípios de São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra a celebrar parcelamento de débitos junto ao Consórcio Intermunicipal do Grande ABC.

Apesar de críticas de parte dos vereadores quanto ao processo de desgaste pelo qual passou a entidade, com a saída de três cidades, foram 18 votos favoráveis e um contrário. O crivo confere aceitação ao acordo para pagamento em prestações da dívida – referentes ao rateio mensal – pelo prazo de até 200 vezes.

O ajuste com a quantidade extensa de parcelas para quitação do passivo, além da redução do percentual de repasse dos municípios – de 0,5% para 0,17% da RCL (Receita Corrente Líquida) –, entrou na lista de tratativas para retorno dos dissidentes, incluindo São Caetano e Rio Grande, que chegaram a oficializar desligamento, embora estavam ainda em período de quarentena. Prefeitura a efetuar formalmente o afastamento, Diadema ficou de fora da proposta.

A cidade também negocia a volta e tem participado das assembleias de prefeitos, mas possui cerca de R$ 10 milhões de dívida, acionada via judicial.

“O parcelamento de que trata esse projeto foi objeto de deliberação pelo colegiado do Consórcio Intermunicipal, na 107ª assembleia geral ordinária, realizada em 9 de abril, objetivando dar oportunidade aos municípios inadimplentes de quitação de seus débitos”, diz trecho da matéria. A proposta fixa ainda redução do percentual de transferência para 0,15% da receita ordinária. Todas as cidades que compõem a entidade irão precisar encaminhar documento semelhante para apreciação dos respectivos legislativos.

O vereador governista Professor Minhoca (PSDB) reiterou reclamação sobre descaso com o que considerou uso da estrutura do Consórcio focado na eleição do ano passado. “Esperamos que agora (as cidades) iniciem essa retomada e (a entidade) possa começar a andar”, cutucou. Eduardo Leite (PT) pontuou, por sua vez, que a instituição “assistiu paralisada à troca do monotrilho por BRT (transporte rápido por ônibus na sigla em inglês)”, em referência ao anúncio do governo de São Paulo pela substituição do modal da Linha 18-Bronze, que pode ligar o Grande ABC à Capital.

Conforme o texto, compete ao Consórcio controlar e fiscalizar o cumprimento dos termos de parcelamento assinados. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André dá aval para parcelamentos do Consórcio

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

06/09/2019 | 06:12


A Câmara de Santo André puxou o coro e deu aval ontem, em primeira discussão, ao projeto do governo do prefeito Paulo Serra (PSDB) que autoriza os municípios de São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra a celebrar parcelamento de débitos junto ao Consórcio Intermunicipal do Grande ABC.

Apesar de críticas de parte dos vereadores quanto ao processo de desgaste pelo qual passou a entidade, com a saída de três cidades, foram 18 votos favoráveis e um contrário. O crivo confere aceitação ao acordo para pagamento em prestações da dívida – referentes ao rateio mensal – pelo prazo de até 200 vezes.

O ajuste com a quantidade extensa de parcelas para quitação do passivo, além da redução do percentual de repasse dos municípios – de 0,5% para 0,17% da RCL (Receita Corrente Líquida) –, entrou na lista de tratativas para retorno dos dissidentes, incluindo São Caetano e Rio Grande, que chegaram a oficializar desligamento, embora estavam ainda em período de quarentena. Prefeitura a efetuar formalmente o afastamento, Diadema ficou de fora da proposta.

A cidade também negocia a volta e tem participado das assembleias de prefeitos, mas possui cerca de R$ 10 milhões de dívida, acionada via judicial.

“O parcelamento de que trata esse projeto foi objeto de deliberação pelo colegiado do Consórcio Intermunicipal, na 107ª assembleia geral ordinária, realizada em 9 de abril, objetivando dar oportunidade aos municípios inadimplentes de quitação de seus débitos”, diz trecho da matéria. A proposta fixa ainda redução do percentual de transferência para 0,15% da receita ordinária. Todas as cidades que compõem a entidade irão precisar encaminhar documento semelhante para apreciação dos respectivos legislativos.

O vereador governista Professor Minhoca (PSDB) reiterou reclamação sobre descaso com o que considerou uso da estrutura do Consórcio focado na eleição do ano passado. “Esperamos que agora (as cidades) iniciem essa retomada e (a entidade) possa começar a andar”, cutucou. Eduardo Leite (PT) pontuou, por sua vez, que a instituição “assistiu paralisada à troca do monotrilho por BRT (transporte rápido por ônibus na sigla em inglês)”, em referência ao anúncio do governo de São Paulo pela substituição do modal da Linha 18-Bronze, que pode ligar o Grande ABC à Capital.

Conforme o texto, compete ao Consórcio controlar e fiscalizar o cumprimento dos termos de parcelamento assinados. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;