Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Economatica: 4 maiores bancos brasileiros perdem US$ 26,9 bi em valor de mercado



04/09/2019 | 13:18


Os quatro maiores bancos brasileiros de capital aberto perderam US$ 26,962 bilhões em valor de mercado no mês de agosto. O dado é da consultoria Economatica, que fez os cálculos a partir do retorno no período das ações mais líquidas de instituições financeiras com ativos acima de US$ 100 bilhões.

O Bradesco foi o banco do País que teve a maior perda nominal, com valor de mercado US$ 8,606 bilhões menor que em julho.

A segunda maior queda foi do Itaú Unibanco, que passou a valer US$ 8,567 bilhões a menos. O Banco do Brasil perdeu US$ 5,295 bilhões, enquanto o Santander Brasil registrou queda de US$ 4,494 bilhões. Os papéis utilizados no cálculo da Economatica foram as ações ON do BB, PN do Bradesco e do Itaú e unit do Santander Brasil.

Em termos nominais, o banco com a maior desvalorização entre todos da lista foi o Bank of America Corp, com queda de US$ 29,507 bilhões em valor de mercado. Nesse quesito, o Bradesco é o quinto colocado.

O Banco do Brasil teve a maior queda do retorno porcentual da ação em dólares entre todos os 45 bancos do levantamento, com queda de 13,72%. Em seguida vêm as ações do Bradesco, com redução de 13,07%, e em terceiro vem o holandês ING.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Economatica: 4 maiores bancos brasileiros perdem US$ 26,9 bi em valor de mercado


04/09/2019 | 13:18


Os quatro maiores bancos brasileiros de capital aberto perderam US$ 26,962 bilhões em valor de mercado no mês de agosto. O dado é da consultoria Economatica, que fez os cálculos a partir do retorno no período das ações mais líquidas de instituições financeiras com ativos acima de US$ 100 bilhões.

O Bradesco foi o banco do País que teve a maior perda nominal, com valor de mercado US$ 8,606 bilhões menor que em julho.

A segunda maior queda foi do Itaú Unibanco, que passou a valer US$ 8,567 bilhões a menos. O Banco do Brasil perdeu US$ 5,295 bilhões, enquanto o Santander Brasil registrou queda de US$ 4,494 bilhões. Os papéis utilizados no cálculo da Economatica foram as ações ON do BB, PN do Bradesco e do Itaú e unit do Santander Brasil.

Em termos nominais, o banco com a maior desvalorização entre todos da lista foi o Bank of America Corp, com queda de US$ 29,507 bilhões em valor de mercado. Nesse quesito, o Bradesco é o quinto colocado.

O Banco do Brasil teve a maior queda do retorno porcentual da ação em dólares entre todos os 45 bancos do levantamento, com queda de 13,72%. Em seguida vêm as ações do Bradesco, com redução de 13,07%, e em terceiro vem o holandês ING.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;