Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ministro diz que remanejará R$ 82 mi de fomento para bolsas do CNPq em setembro

Valter Campanato/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/09/2019 | 18:31


O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, disse nesta terça-feira, 3, que vai fazer um remanejamento interno no orçamento do CNPq para conseguir pagar o valor das bolsas de pesquisa previsto para setembro. A conta é de R$ 82 milhões.

Devido aos sucessivos cortes no Orçamento deste ano, o MCTIC ficou sem recursos para bancar as bolsas de pesquisa. A saída será cortar o orçamento de fomento do CNPq, usado no apoio a outras iniciativas, eventos, entre outros. "Vamos usar R$ 82 milhões de fomento do CNPq para bancar as bolsas", informou o ministro, que participou de cerimônia hoje no Palácio do Planalto.

A situação até o fim do ano, porém, ainda não está resolvida. Faltam ainda R$ 250 milhões até dezembro para garantir os repasses aos bolsistas. O pedido do ministro é que o dinheiro seja obtido junto do fundo abastecido com recursos recuperados pela Operação Lava Jato, mas ainda não há definição.

"Eu acordo pensando no CNPq", admitiu o ministro, demonstrando preocupação com o futuro das bolsas.

Segundo Pontes, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também tem sinalizado para a possibilidade de um alívio orçamentário "com o lucro dos bancos". Como antecipou o Estadão/Broadcast, o governo quer antecipar o recebimento de dividendos dos bancos públicos para conseguir liberar recursos no Orçamento.

Para o ano que vem, Pontes afirmou que conseguiu ao menos garantir na previsão orçamentária a manutenção das bolsas atuais. Não há, porém, previsão de novas bolsas. Os gastos do MCTIC para 2020 foram projetados em R$ 3,784 bilhões, 7% acima do que na proposta orçamentária de 2019 (R$ 3,536 bilhões).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministro diz que remanejará R$ 82 mi de fomento para bolsas do CNPq em setembro


03/09/2019 | 18:31


O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, disse nesta terça-feira, 3, que vai fazer um remanejamento interno no orçamento do CNPq para conseguir pagar o valor das bolsas de pesquisa previsto para setembro. A conta é de R$ 82 milhões.

Devido aos sucessivos cortes no Orçamento deste ano, o MCTIC ficou sem recursos para bancar as bolsas de pesquisa. A saída será cortar o orçamento de fomento do CNPq, usado no apoio a outras iniciativas, eventos, entre outros. "Vamos usar R$ 82 milhões de fomento do CNPq para bancar as bolsas", informou o ministro, que participou de cerimônia hoje no Palácio do Planalto.

A situação até o fim do ano, porém, ainda não está resolvida. Faltam ainda R$ 250 milhões até dezembro para garantir os repasses aos bolsistas. O pedido do ministro é que o dinheiro seja obtido junto do fundo abastecido com recursos recuperados pela Operação Lava Jato, mas ainda não há definição.

"Eu acordo pensando no CNPq", admitiu o ministro, demonstrando preocupação com o futuro das bolsas.

Segundo Pontes, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também tem sinalizado para a possibilidade de um alívio orçamentário "com o lucro dos bancos". Como antecipou o Estadão/Broadcast, o governo quer antecipar o recebimento de dividendos dos bancos públicos para conseguir liberar recursos no Orçamento.

Para o ano que vem, Pontes afirmou que conseguiu ao menos garantir na previsão orçamentária a manutenção das bolsas atuais. Não há, porém, previsão de novas bolsas. Os gastos do MCTIC para 2020 foram projetados em R$ 3,784 bilhões, 7% acima do que na proposta orçamentária de 2019 (R$ 3,536 bilhões).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;