Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O cavalo de Leonel na política de Mauá


Raphael Rocha

03/09/2019 | 07:00


Na semana passada, esta coluna tratou do projeto de lei apresentado pelo vereador Professor Betinho (DC), de Mauá, autorizando o sepultamento de animais ao lado do corpo dos respectivos donos. Como não poderia deixar de ser, o assunto virou tema central na Câmara. Entre os que defendem e os que criticam, o que chamou atenção foi a relação do ex-prefeito Leonel Damo com seu cavalo. Leonel gosta de passear com seu cavalo pelas ruas da cidade – certa vez caiu e teve de ser operado, quando ainda era prefeito. Um político questionou como o cacique faria para enterrar seu cavalo caso ele morresse. Muitos riram, mas Betinho não trouxe solução. Resultado? O projeto foi adiado até melhor redação.

BASTIDORES

Corre-corre
A mudança na Lei Eleitoral para o ano que vem, que veda coligações proporcionais para construção de chapas de candidatos a vereador, já tem provocado core-corre nos bastidores da política de São Bernardo. O presidente da Câmara, Ramon Ramos (PDT), tem seu nome fortemente comentado no DEM, que vai entrar no arco de aliados do prefeito Orlando Morando (PSDB). Por outro lado, os vereadores Mauro Miaguti (DEM) e Rafael Demarchi (PRB), ligados à oposição do chefe do Executivo, são cotados para o PL, que, na cidade, conta com o parlamentar Índio. O PL é o partido do deputado estadual Thiago Auricchio, aliado do deputado federal Alex Manente (Cidadania).

Desarmamento
A Câmara de São Caetano discute hoje, em segundo turno, projeto de lei da vereadora Suely Nogueira (MDB) para adoção do dia do desarmamento infantil. Segundo a parlamentar, a ideia é conscientizar as crianças sobre as consequências da utilização do armamento. “Com essa medida, estaremos contribuindo para minimizar a violência e proteger as crianças, os jovens e as futuras gerações.”

Festa Italiana
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), entregou à Câmara protocolo de intenções para que a Festa Italiana vire patrimônio imaterial do município. “A gastronomia e as atrações artísticas são os pilares da festa, que devem ser mantidos e não podem ser distanciados com o passar do tempo. Por essas e outras razões, somos uma das maiores festas de tradição italiana do Brasil.”

Sindserv
O Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) de Santo André publicou nota em seu site oficial pedindo que o prefeito Paulo Serra (PSDB) faça proposta que garanta ganho real aos servidores. Ao Diário, o tucano disse que oferecerá 8% em janeiro. O índice significará ganho real à categoria caso a inflação do período seja menor. Se a inflação for maior, haverá correção nos valores.

Outdoors
Presidente do PSL de Santo André, Major Ricardo Silva espalhou outdoors pela cidade ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do senador Major Olímpio (PSL). “Seja patriota”, dizem as faixas. Ricardo Silva, que se candidatou a deputado estadual no ano passado, garante que, desta vez, não estará nas urnas. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O cavalo de Leonel na política de Mauá

Raphael Rocha

03/09/2019 | 07:00


Na semana passada, esta coluna tratou do projeto de lei apresentado pelo vereador Professor Betinho (DC), de Mauá, autorizando o sepultamento de animais ao lado do corpo dos respectivos donos. Como não poderia deixar de ser, o assunto virou tema central na Câmara. Entre os que defendem e os que criticam, o que chamou atenção foi a relação do ex-prefeito Leonel Damo com seu cavalo. Leonel gosta de passear com seu cavalo pelas ruas da cidade – certa vez caiu e teve de ser operado, quando ainda era prefeito. Um político questionou como o cacique faria para enterrar seu cavalo caso ele morresse. Muitos riram, mas Betinho não trouxe solução. Resultado? O projeto foi adiado até melhor redação.

BASTIDORES

Corre-corre
A mudança na Lei Eleitoral para o ano que vem, que veda coligações proporcionais para construção de chapas de candidatos a vereador, já tem provocado core-corre nos bastidores da política de São Bernardo. O presidente da Câmara, Ramon Ramos (PDT), tem seu nome fortemente comentado no DEM, que vai entrar no arco de aliados do prefeito Orlando Morando (PSDB). Por outro lado, os vereadores Mauro Miaguti (DEM) e Rafael Demarchi (PRB), ligados à oposição do chefe do Executivo, são cotados para o PL, que, na cidade, conta com o parlamentar Índio. O PL é o partido do deputado estadual Thiago Auricchio, aliado do deputado federal Alex Manente (Cidadania).

Desarmamento
A Câmara de São Caetano discute hoje, em segundo turno, projeto de lei da vereadora Suely Nogueira (MDB) para adoção do dia do desarmamento infantil. Segundo a parlamentar, a ideia é conscientizar as crianças sobre as consequências da utilização do armamento. “Com essa medida, estaremos contribuindo para minimizar a violência e proteger as crianças, os jovens e as futuras gerações.”

Festa Italiana
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), entregou à Câmara protocolo de intenções para que a Festa Italiana vire patrimônio imaterial do município. “A gastronomia e as atrações artísticas são os pilares da festa, que devem ser mantidos e não podem ser distanciados com o passar do tempo. Por essas e outras razões, somos uma das maiores festas de tradição italiana do Brasil.”

Sindserv
O Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) de Santo André publicou nota em seu site oficial pedindo que o prefeito Paulo Serra (PSDB) faça proposta que garanta ganho real aos servidores. Ao Diário, o tucano disse que oferecerá 8% em janeiro. O índice significará ganho real à categoria caso a inflação do período seja menor. Se a inflação for maior, haverá correção nos valores.

Outdoors
Presidente do PSL de Santo André, Major Ricardo Silva espalhou outdoors pela cidade ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do senador Major Olímpio (PSL). “Seja patriota”, dizem as faixas. Ricardo Silva, que se candidatou a deputado estadual no ano passado, garante que, desta vez, não estará nas urnas. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;