Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com gol no final, Bahia vence o CSA por 1 a 0 e encosta no G6 do Brasileirão



31/08/2019 | 19:31


Foi no sufoco, mas o Bahia conseguiu uma importante vitória sobre o CSA por 1 a 0, neste sábado, na Arena Fonte Nova, em Salvador, e entrou de vez na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2020. O jogo foi válido pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O gol marcado por Arthur Caíke aos 40 minutos do segundo tempo fez o Bahia chegar ao sétimo jogo sem derrota, subindo para o sétimo lugar com os mesmos 27 pontos do Atlético-MG, mas atrás no número de vitórias (8 contra 7). Já o CSA segue na 19.ª e penúltima colocação, com apenas 12.

A partida começou como todo mundo esperava. O Bahia tinha a posse de bola, mas encontrava dificuldades para furar o bloqueio do CSA, que se defendia com todos os jogadores atrás da linha do meio de campo. Até que, aos 17 minutos, o VAR (árbitro de vídeo) entrou em ação.

O centroavante Gilberto caiu dentro da área após cruzamento de Moisés e o árbitro gaúcho Vinícius Gomes do Amaral mandou o lance seguir, mas voltou atrás após ver o lance no vídeo. Artur cobrou mal e o goleiro Jordi defendeu.

O Bahia sentiu o pênalti desperdiçado, tanto que foi chegar com perigo novamente apenas aos 48 minutos. Gilberto recebeu de Guerra dentro da área e bateu na saída de Jordi, por cima do travessão. Na sequência, Nino Paraíba cruzou e o camisa 9 cabeceou para grande defesa do goleiro do CSA.

O panorama da partida não mudou depois do intervalo. O Bahia tinha mais posse de bola, mas encontrava dificuldades para furar o bloqueio adversário. Ao colocar Fernandão no lugar de Lucca, o técnico Roger Machado passou a apostar na bola aérea.

E foi assim que Elber quase abriu o placar aos 30 minutos. Fernandão desviou e o atacante cabeceou para defesa de Jordi. Quando parecia que o CSA ia conseguir segurar o empate, Roger Machado colocou Arthur Caíke. Três minutos depois de entrar, o camisa 77 sofreu falta de Apodi na meia lua. Ele mesmo cobrou com perfeição e marcou para o Bahia. Jordi ainda tocou na bola, que acertou a trave antes de entrar.

No próximo sábado, o Bahia enfrenta o Vasco, às 11 horas, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. Já o CSA recebe a Chapecoense, no estádio Rei Pelé, em Maceió, às 19 horas do domingo. Os jogos são válidos pela 18.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 1 x 0 CSA

BAHIA - Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Guerra (Élber); Artur (Arthur Caíke), Lucca (Fernandão) e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

CSA - Jordi; Apodi, Alan Costa, Ronaldo Alves e Carlinhos; Naldo, Dawhan, Euller (Maranhão) e Jonatan Gómez; Bustamante (Gamarra) e Alecsandro (Didira). Técnico: Argel Fucks.

GOL - Arthur Caíke, aos 40 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Juninho (Bahia); Dawhan (CSA).

ÁRBITRO - Vinícius Gomes do Amaral (RS).

RENDA - R$ 669.831,00.

PÚBLICO - 32.483 pagantes.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com gol no final, Bahia vence o CSA por 1 a 0 e encosta no G6 do Brasileirão


31/08/2019 | 19:31


Foi no sufoco, mas o Bahia conseguiu uma importante vitória sobre o CSA por 1 a 0, neste sábado, na Arena Fonte Nova, em Salvador, e entrou de vez na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2020. O jogo foi válido pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O gol marcado por Arthur Caíke aos 40 minutos do segundo tempo fez o Bahia chegar ao sétimo jogo sem derrota, subindo para o sétimo lugar com os mesmos 27 pontos do Atlético-MG, mas atrás no número de vitórias (8 contra 7). Já o CSA segue na 19.ª e penúltima colocação, com apenas 12.

A partida começou como todo mundo esperava. O Bahia tinha a posse de bola, mas encontrava dificuldades para furar o bloqueio do CSA, que se defendia com todos os jogadores atrás da linha do meio de campo. Até que, aos 17 minutos, o VAR (árbitro de vídeo) entrou em ação.

O centroavante Gilberto caiu dentro da área após cruzamento de Moisés e o árbitro gaúcho Vinícius Gomes do Amaral mandou o lance seguir, mas voltou atrás após ver o lance no vídeo. Artur cobrou mal e o goleiro Jordi defendeu.

O Bahia sentiu o pênalti desperdiçado, tanto que foi chegar com perigo novamente apenas aos 48 minutos. Gilberto recebeu de Guerra dentro da área e bateu na saída de Jordi, por cima do travessão. Na sequência, Nino Paraíba cruzou e o camisa 9 cabeceou para grande defesa do goleiro do CSA.

O panorama da partida não mudou depois do intervalo. O Bahia tinha mais posse de bola, mas encontrava dificuldades para furar o bloqueio adversário. Ao colocar Fernandão no lugar de Lucca, o técnico Roger Machado passou a apostar na bola aérea.

E foi assim que Elber quase abriu o placar aos 30 minutos. Fernandão desviou e o atacante cabeceou para defesa de Jordi. Quando parecia que o CSA ia conseguir segurar o empate, Roger Machado colocou Arthur Caíke. Três minutos depois de entrar, o camisa 77 sofreu falta de Apodi na meia lua. Ele mesmo cobrou com perfeição e marcou para o Bahia. Jordi ainda tocou na bola, que acertou a trave antes de entrar.

No próximo sábado, o Bahia enfrenta o Vasco, às 11 horas, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. Já o CSA recebe a Chapecoense, no estádio Rei Pelé, em Maceió, às 19 horas do domingo. Os jogos são válidos pela 18.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 1 x 0 CSA

BAHIA - Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Guerra (Élber); Artur (Arthur Caíke), Lucca (Fernandão) e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

CSA - Jordi; Apodi, Alan Costa, Ronaldo Alves e Carlinhos; Naldo, Dawhan, Euller (Maranhão) e Jonatan Gómez; Bustamante (Gamarra) e Alecsandro (Didira). Técnico: Argel Fucks.

GOL - Arthur Caíke, aos 40 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Juninho (Bahia); Dawhan (CSA).

ÁRBITRO - Vinícius Gomes do Amaral (RS).

RENDA - R$ 669.831,00.

PÚBLICO - 32.483 pagantes.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;