Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Mourão: Cabe à comunidade internacional buscar solução para Venezuela



30/08/2019 | 15:26


O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse nesta sexta-feira, 30, que é preciso que a comunidade internacional se una para reconstruir a Venezuela, que, segundo ele, é um país onde imperam "a fome e a desesperança". "Para que haja uma solução para a Venezuela é preciso que os cubanos saiam de lá, tem uns 20 mil cubanos lá que controlam as milícias, os centros de inteligência e as forças armadas. Compete à comunidade internacional buscar uma saída", afirmou."Tem que ser os Estados Unidos ou a ONU", emendou Mourão.

"Temos que acreditar que vamos superar dentro da democracia essa crise que estamos vivendo", disse, em discurso que durou cerca de uma hora para empresários da Associação Comercial do Rio de Janeiro.

Segundo o vice-presidente, o Fundo Monetário Internacional (FMI) teria que aportar algo em torno dos US$ 80 bilhões para que a Venezuela começasse a se recuperar, depois que o "bolivarianismo tomou de assalto o Estado e provocou a deterioração da cadeia produtiva" do país vizinho.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mourão: Cabe à comunidade internacional buscar solução para Venezuela


30/08/2019 | 15:26


O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse nesta sexta-feira, 30, que é preciso que a comunidade internacional se una para reconstruir a Venezuela, que, segundo ele, é um país onde imperam "a fome e a desesperança". "Para que haja uma solução para a Venezuela é preciso que os cubanos saiam de lá, tem uns 20 mil cubanos lá que controlam as milícias, os centros de inteligência e as forças armadas. Compete à comunidade internacional buscar uma saída", afirmou."Tem que ser os Estados Unidos ou a ONU", emendou Mourão.

"Temos que acreditar que vamos superar dentro da democracia essa crise que estamos vivendo", disse, em discurso que durou cerca de uma hora para empresários da Associação Comercial do Rio de Janeiro.

Segundo o vice-presidente, o Fundo Monetário Internacional (FMI) teria que aportar algo em torno dos US$ 80 bilhões para que a Venezuela começasse a se recuperar, depois que o "bolivarianismo tomou de assalto o Estado e provocou a deterioração da cadeia produtiva" do país vizinho.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;