Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Volkswagen vai investir R$ 2,3 bi em São Bernardo

Divulgação/Governo do Estado Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Planta anuncia modelo 100% produzido no País; Estado estima 1.500 empregos diretos e indiretos


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

30/08/2019 | 07:00


A Volkswagen, montadora alemã com fábrica em São Bernardo, confirmou investimento de R$ 2,4 bilhões no Estado, sendo R$ 2,3 bilhões para a planta da Via Anchieta. O aporte será utilizado na produção de um novo modelo de veículo, o quinto da unidade – que produz o Polo, o Virtus, o Saveiro e o Saveiro Cross.

A empresa revelou que 100 pessoas foram contratadas para a área de engenharia e design, somadas às 850 já existentes no setor. Somadas às admissões recentes nas linhas de montagem, serão 500 novas posições. Atualmente, a planta industrial da região mantém cerca de 9.500 funcionários. A estimativa do governo do Estado é que o novo modelo gere 1.500 postos de trabalho diretos e indiretos em toda a cadeia automotiva.

O anúncio foi feito ontem, em Wolfsburg, na Alemanha, sede da empresa, pelo chefe global de operações da Volkswagen, Ralf Brandstätter, junto ao governador João Doria (PSDB), ao secretário da Fazenda e Planejamento do Estado, Henrique Meirelles (MDB), ao prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), e ao presidente da Volkswagen América Latina, Pablo Di Si.

O New Urban Coupé, atual nome do projeto, será o primeiro modelo da Volkswagen com design e produção 100% brasileiros, desenvolvidos em São Bernardo, que será produzido em fábricas da Europa, como a de Pamplona, na Espanha. Outros modelos da marca, como o Fox, foram desenvolvidos no País, mas enviados para fora em exportação, ou seja, também eram produzidos aqui.

Apesar de a empresa não confirmar, a estimativa é que o carro custe entre R$ 80 mil e R$ 100 mil, com previsão de lançamento em maio de 2020 (confira ficha técnica e projeção do veículo baseada no perfil apresentado pela Volkswagen, utilizando a tendência de design do Polo e Virtus).

“É a globalização da tecnologia e do conhecimento desenvolvidos no Brasil. Um carro que representará um novo segmento, com novidades que certamente irão atrair e conquistar ainda mais clientes para a marca Volkswagen”, comemorou Di Si.

Brandstätter enalteceu a importância da América do Sul na estratégia da empresa. “Em 2019, é o mercado que mais cresce para a marca no mundo, respondendo atualmente por cerca de 8% das vendas globais. É por esse motivo que estamos reforçando o compromisso da Volkswagen com o Brasil e a região.”

O aporte faz parte dos R$ 7 bilhões anunciados pela montadora em 2016, fruto de acordo entre a empresa e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. “Foi uma forma de o sindicato garantir a manutenção do emprego, dando previsibilidade ao trabalhador, além da produção e revitalização da planta, garantindo assim sua longevidade”, disse o diretor da entidade Wellington Messias Damasceno.

Doria celebrou o investimento e ressaltou que o Estado trabalha para capacitar mão de obra para atender à demanda. “Mão de obra qualificada é mão de obra empregada. É o que a Alemanha já faz e o que estamos fazendo em São Paulo.” 

Cidade recupera característica de polo automotivo, diz Morando

Integrante da comitiva que esteve ontem na matriz da Volkswagen em Wolfsburg, na Alemanha, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), disse que o anúncio de investimento comprova a recuperação da característica de polo automotivo da cidade.

“São Bernardo se tornou um município na lista de gigantes brasileiros graças à indústria automobilística. Com o passar dos anos, a cidade foi perdendo essa característica, sendo desestimulada. Temos conseguido devolver o protagonismo para a indústria do automóvel em São Bernardo”, celebrou.

Morando elencou a série de aportes projetados pela Scania e Mercedes-Benz, ambas com fábrica em São Bernardo, e classificou a saída da Ford do município como “algo completamente isolado”. “Foi um erro da marca. Não um problema da cidade. Essa cartela de investimentos mostra isso.”

O chefe do Executivo discorreu que, com objetivo de estimular a geração de postos de trabalho, represou reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e oferece desconto em tributos municipais para empresas que contratarem. “Estamos no caminho certo.”

O tucano elogiou também o governador João Doria (PSDB). “Foi dito pelo presidente mundial da Volks (Ralf Brandstätter) que a precisão e rapidez do governador ajudam demais na decisão de anunciar esses investimentos. Vamos continuar seguindo, montando ambiente propício ao investimento.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Volkswagen vai investir R$ 2,3 bi em São Bernardo

Planta anuncia modelo 100% produzido no País; Estado estima 1.500 empregos diretos e indiretos

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

30/08/2019 | 07:00


A Volkswagen, montadora alemã com fábrica em São Bernardo, confirmou investimento de R$ 2,4 bilhões no Estado, sendo R$ 2,3 bilhões para a planta da Via Anchieta. O aporte será utilizado na produção de um novo modelo de veículo, o quinto da unidade – que produz o Polo, o Virtus, o Saveiro e o Saveiro Cross.

A empresa revelou que 100 pessoas foram contratadas para a área de engenharia e design, somadas às 850 já existentes no setor. Somadas às admissões recentes nas linhas de montagem, serão 500 novas posições. Atualmente, a planta industrial da região mantém cerca de 9.500 funcionários. A estimativa do governo do Estado é que o novo modelo gere 1.500 postos de trabalho diretos e indiretos em toda a cadeia automotiva.

O anúncio foi feito ontem, em Wolfsburg, na Alemanha, sede da empresa, pelo chefe global de operações da Volkswagen, Ralf Brandstätter, junto ao governador João Doria (PSDB), ao secretário da Fazenda e Planejamento do Estado, Henrique Meirelles (MDB), ao prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), e ao presidente da Volkswagen América Latina, Pablo Di Si.

O New Urban Coupé, atual nome do projeto, será o primeiro modelo da Volkswagen com design e produção 100% brasileiros, desenvolvidos em São Bernardo, que será produzido em fábricas da Europa, como a de Pamplona, na Espanha. Outros modelos da marca, como o Fox, foram desenvolvidos no País, mas enviados para fora em exportação, ou seja, também eram produzidos aqui.

Apesar de a empresa não confirmar, a estimativa é que o carro custe entre R$ 80 mil e R$ 100 mil, com previsão de lançamento em maio de 2020 (confira ficha técnica e projeção do veículo baseada no perfil apresentado pela Volkswagen, utilizando a tendência de design do Polo e Virtus).

“É a globalização da tecnologia e do conhecimento desenvolvidos no Brasil. Um carro que representará um novo segmento, com novidades que certamente irão atrair e conquistar ainda mais clientes para a marca Volkswagen”, comemorou Di Si.

Brandstätter enalteceu a importância da América do Sul na estratégia da empresa. “Em 2019, é o mercado que mais cresce para a marca no mundo, respondendo atualmente por cerca de 8% das vendas globais. É por esse motivo que estamos reforçando o compromisso da Volkswagen com o Brasil e a região.”

O aporte faz parte dos R$ 7 bilhões anunciados pela montadora em 2016, fruto de acordo entre a empresa e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. “Foi uma forma de o sindicato garantir a manutenção do emprego, dando previsibilidade ao trabalhador, além da produção e revitalização da planta, garantindo assim sua longevidade”, disse o diretor da entidade Wellington Messias Damasceno.

Doria celebrou o investimento e ressaltou que o Estado trabalha para capacitar mão de obra para atender à demanda. “Mão de obra qualificada é mão de obra empregada. É o que a Alemanha já faz e o que estamos fazendo em São Paulo.” 

Cidade recupera característica de polo automotivo, diz Morando

Integrante da comitiva que esteve ontem na matriz da Volkswagen em Wolfsburg, na Alemanha, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), disse que o anúncio de investimento comprova a recuperação da característica de polo automotivo da cidade.

“São Bernardo se tornou um município na lista de gigantes brasileiros graças à indústria automobilística. Com o passar dos anos, a cidade foi perdendo essa característica, sendo desestimulada. Temos conseguido devolver o protagonismo para a indústria do automóvel em São Bernardo”, celebrou.

Morando elencou a série de aportes projetados pela Scania e Mercedes-Benz, ambas com fábrica em São Bernardo, e classificou a saída da Ford do município como “algo completamente isolado”. “Foi um erro da marca. Não um problema da cidade. Essa cartela de investimentos mostra isso.”

O chefe do Executivo discorreu que, com objetivo de estimular a geração de postos de trabalho, represou reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e oferece desconto em tributos municipais para empresas que contratarem. “Estamos no caminho certo.”

O tucano elogiou também o governador João Doria (PSDB). “Foi dito pelo presidente mundial da Volks (Ralf Brandstätter) que a precisão e rapidez do governador ajudam demais na decisão de anunciar esses investimentos. Vamos continuar seguindo, montando ambiente propício ao investimento.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;