Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Casa da Palavra é invadida e tem duas obras roubadas

Luiz Carlos Fernandes/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Gravuras levadas são do ilustrador do Diário Luiz Carlos Fernandes


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

28/08/2019 | 15:41


A exposição Caminhos, aberta ao público desde o dia 13 de julho no espaço da Cafeteria Nacional, dentro da Casa da Palavra, no Centro em Santo André, foi invadida na noite desta terça-feira (27) e teve duas obras roubadas, ambas de autoria do ilustrador do Diário Luiz Carlos Fernandes. As caricaturas levadas são do escritor Ferreira Gullar, e do guitarrista da banda de rock The Rolling Stones, Keith Richards.

Proprietário do espaço, Irineu Américo Masiero Filho lamentou o ocorrido e, em postagem nas redes sociais, apelou para que os ladrões devolvam as gravuras. "Infelizmente não temos, e aparentemente ninguém tem, como garantir a segurança de obras de arte neste local, que inclusive é tombado pelo patrimônio histórico do município", escreveu.

Ele disse ao Diário que o espaço é alvo constante de pichação, e já teve uma janela roubada. "Não temos segurança nenhuma para a casa. Obras de arte sendo levadas de dentro de um espaço cultural é muita decadência", reclamou.

"O Ferreira Gullar não era original. A obra premiada está exposta em Minas Gerais. Mas a caricatura de Keith Richards era original. Eu estava lá nesta manhã e vi que as obras não estavam no seu local. Uma terceira gravura quase foi levada nesta manhã também, mas o cara foi pego", contou Fernandes.

O artista explica que, além da tristeza pela importância dos desenhos, a situação "é preocupante". "Tem obras que tenho muito carinho que ainda estão lá. Terei de ter o cuidado de trocar todas as originais por cópias para não correr mais riscos", explicou, sem estimar prejuízo em valor.

Fernandes já repôs cópia das obras no local para que a população não deixe de prestigiar os desenhos. A mostra é composta por 30 gravuras que retratam as suas quatro décadas de carreira.

O caso está registrado no 1º DP (Centro).

  

Fotos: Nario Barbosa



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Casa da Palavra é invadida e tem duas obras roubadas

Gravuras levadas são do ilustrador do Diário Luiz Carlos Fernandes

Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

28/08/2019 | 15:41


A exposição Caminhos, aberta ao público desde o dia 13 de julho no espaço da Cafeteria Nacional, dentro da Casa da Palavra, no Centro em Santo André, foi invadida na noite desta terça-feira (27) e teve duas obras roubadas, ambas de autoria do ilustrador do Diário Luiz Carlos Fernandes. As caricaturas levadas são do escritor Ferreira Gullar, e do guitarrista da banda de rock The Rolling Stones, Keith Richards.

Proprietário do espaço, Irineu Américo Masiero Filho lamentou o ocorrido e, em postagem nas redes sociais, apelou para que os ladrões devolvam as gravuras. "Infelizmente não temos, e aparentemente ninguém tem, como garantir a segurança de obras de arte neste local, que inclusive é tombado pelo patrimônio histórico do município", escreveu.

Ele disse ao Diário que o espaço é alvo constante de pichação, e já teve uma janela roubada. "Não temos segurança nenhuma para a casa. Obras de arte sendo levadas de dentro de um espaço cultural é muita decadência", reclamou.

"O Ferreira Gullar não era original. A obra premiada está exposta em Minas Gerais. Mas a caricatura de Keith Richards era original. Eu estava lá nesta manhã e vi que as obras não estavam no seu local. Uma terceira gravura quase foi levada nesta manhã também, mas o cara foi pego", contou Fernandes.

O artista explica que, além da tristeza pela importância dos desenhos, a situação "é preocupante". "Tem obras que tenho muito carinho que ainda estão lá. Terei de ter o cuidado de trocar todas as originais por cópias para não correr mais riscos", explicou, sem estimar prejuízo em valor.

Fernandes já repôs cópia das obras no local para que a população não deixe de prestigiar os desenhos. A mostra é composta por 30 gravuras que retratam as suas quatro décadas de carreira.

O caso está registrado no 1º DP (Centro).

  

Fotos: Nario Barbosa

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;