Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Uma das principais metas é explicar caixa-preta do BNDES, diz Montezano



27/08/2019 | 16:05


O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, afirmou nesta terça-feira que o banco tem como uma de suas principais metas para este ano explicar a sua "caixa-preta" para a população.

"Como gestor tenho duas missões: formar minha opinião sobre o tema e recuperar a credibilidade, e ela passa por transparência, comunicação e explicação do que aconteceu", disse. Ele participa da reunião da CPI do BNDES da Câmara nesta tarde.

De acordo com ele, "enquanto essa nuvem cinza pairar sobre o banco", qualquer estratégia de negócios vai ser dificultada. "A CPI acaba ajudando a dar transparência para o banco", afirmou.

Montezano afirmou que uma outra meta é acelerar a venda de participações acionárias detidas pelo banco através da BNDESPar, empresa de participações acionárias do banco. Considerando as operações de julho, as ofertas no mercado brasileiro somam R$ 57,4 bilhões este ano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Uma das principais metas é explicar caixa-preta do BNDES, diz Montezano


27/08/2019 | 16:05


O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, afirmou nesta terça-feira que o banco tem como uma de suas principais metas para este ano explicar a sua "caixa-preta" para a população.

"Como gestor tenho duas missões: formar minha opinião sobre o tema e recuperar a credibilidade, e ela passa por transparência, comunicação e explicação do que aconteceu", disse. Ele participa da reunião da CPI do BNDES da Câmara nesta tarde.

De acordo com ele, "enquanto essa nuvem cinza pairar sobre o banco", qualquer estratégia de negócios vai ser dificultada. "A CPI acaba ajudando a dar transparência para o banco", afirmou.

Montezano afirmou que uma outra meta é acelerar a venda de participações acionárias detidas pelo banco através da BNDESPar, empresa de participações acionárias do banco. Considerando as operações de julho, as ofertas no mercado brasileiro somam R$ 57,4 bilhões este ano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;