Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Região à margem do debate da Amazônia


Raphael Rocha

24/08/2019 | 07:00


A Floresta Amazônica está no centro de embate entre o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), e líderes mundiais. Enquanto as grandes potências globais questionam o papel do Estado brasileiro na defesa da Amazônia, Bolsonaro declara que há tentativa de instalação de clima hostil para prejudicar seu governo. O que chama atenção neste debate é a pouca participação de figuras da política do Grande ABC. Raros foram os que se manifestaram – entre eles o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), os deputados estaduais Luiz Fernando Teixeira (PT), de São Bernardo, e Thiago Auricchio (PL), de São Caetano, e o ex-prefeito de São Bernardo e presidente paulista do PT, Luiz Marinho.

BASTIDORES

Adversário – 1
Ex-prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho terá o ex-secretário de governos petistas em Diadema Licio Gonzaga Lobo como adversário ao comando do PT estadual. Integrante da Articulação de Esquerda, Licio registrou candidatura para tentar impedir a reeleição de Marinho no comano do diretório paulista. Marinho é favorito ao pleito, já que conta com apoio das principais lideranças da legenda.

Adversário – 2
Já o irmão do ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (PT), o ex-presidente do PT são-bernardense Brás Marinho, também terá rival para chefiar a Macro PT ABC, coordenação regional da sigla. Vanda Nunes Santana, filiada ao PT de São Bernardo e integrante da Articulação de Esquerda, registrou candidatura para dirigir a cúpula no Grande ABC. Hoje a função está sob responsabilidade do ex-prefeito de Santo André Carlos Grana.

Emenda
O deputado estadual Thiago Auricchio (PL), de São Caetano, protocolou emenda para modificar o volume financeiro pedido pelo governo do Estado a instituições financeiras para desapropriações para a construção do Piscinão Jaboticabal, na Capital, mas na divisa com cidades do Grande ABC. O governo de João Doria (PSDB) estimou R$ 300 milhões para o projeto. Thiago pleiteia R$ 350 milhões, para haver margem de sobra para eventuais contratempos.

Impasse
A exoneração de Marilza Nagasawa, ex-presidente da OAB de Diadema, do governo do prefeito Lauro Michels (PV) deixou candidatos ao conselho tutelar da cidade preocupados. Marilza era a presidente da comissão eleitoral para o pleito e, com sua saída, novo comandante não foi designado. Há pedidos de impugnação de chapas ainda no aguardo de apreciação, por exemplo. A eleição está prevista para a primeira semana de outubro.

Mudança
O médico Leandro Altrão, primeiro suplente do PT de São Bernardo na eleição de 2016, comunicou que vai deixar a legenda e está rumo ao PSB. Há três anos, ele recebeu 2.660 votos, à frente de nomes tradicionais da política local, como Zé Ferreira, José Clóves, Matias Fiúza, Marcos Lula e Fátima Araújo.

De olho
O deputado estadual e presidente paulista do PTB, Campos Machado, iniciou movimento para tentar filiar o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) em seu partido. A articulação foi acentuada depois que o PSDB confirmou a filiação do deputado federal Alexandre Frota, expulso do PSL. Campos nunca escondeu a fidelidade política com Alckmin. O ex-governador, por sua vez, segue isolado no tucanato após o fracasso na campanha presidencial de 2018. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Região à margem do debate da Amazônia

Raphael Rocha

24/08/2019 | 07:00


A Floresta Amazônica está no centro de embate entre o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), e líderes mundiais. Enquanto as grandes potências globais questionam o papel do Estado brasileiro na defesa da Amazônia, Bolsonaro declara que há tentativa de instalação de clima hostil para prejudicar seu governo. O que chama atenção neste debate é a pouca participação de figuras da política do Grande ABC. Raros foram os que se manifestaram – entre eles o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), os deputados estaduais Luiz Fernando Teixeira (PT), de São Bernardo, e Thiago Auricchio (PL), de São Caetano, e o ex-prefeito de São Bernardo e presidente paulista do PT, Luiz Marinho.

BASTIDORES

Adversário – 1
Ex-prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho terá o ex-secretário de governos petistas em Diadema Licio Gonzaga Lobo como adversário ao comando do PT estadual. Integrante da Articulação de Esquerda, Licio registrou candidatura para tentar impedir a reeleição de Marinho no comano do diretório paulista. Marinho é favorito ao pleito, já que conta com apoio das principais lideranças da legenda.

Adversário – 2
Já o irmão do ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (PT), o ex-presidente do PT são-bernardense Brás Marinho, também terá rival para chefiar a Macro PT ABC, coordenação regional da sigla. Vanda Nunes Santana, filiada ao PT de São Bernardo e integrante da Articulação de Esquerda, registrou candidatura para dirigir a cúpula no Grande ABC. Hoje a função está sob responsabilidade do ex-prefeito de Santo André Carlos Grana.

Emenda
O deputado estadual Thiago Auricchio (PL), de São Caetano, protocolou emenda para modificar o volume financeiro pedido pelo governo do Estado a instituições financeiras para desapropriações para a construção do Piscinão Jaboticabal, na Capital, mas na divisa com cidades do Grande ABC. O governo de João Doria (PSDB) estimou R$ 300 milhões para o projeto. Thiago pleiteia R$ 350 milhões, para haver margem de sobra para eventuais contratempos.

Impasse
A exoneração de Marilza Nagasawa, ex-presidente da OAB de Diadema, do governo do prefeito Lauro Michels (PV) deixou candidatos ao conselho tutelar da cidade preocupados. Marilza era a presidente da comissão eleitoral para o pleito e, com sua saída, novo comandante não foi designado. Há pedidos de impugnação de chapas ainda no aguardo de apreciação, por exemplo. A eleição está prevista para a primeira semana de outubro.

Mudança
O médico Leandro Altrão, primeiro suplente do PT de São Bernardo na eleição de 2016, comunicou que vai deixar a legenda e está rumo ao PSB. Há três anos, ele recebeu 2.660 votos, à frente de nomes tradicionais da política local, como Zé Ferreira, José Clóves, Matias Fiúza, Marcos Lula e Fátima Araújo.

De olho
O deputado estadual e presidente paulista do PTB, Campos Machado, iniciou movimento para tentar filiar o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) em seu partido. A articulação foi acentuada depois que o PSDB confirmou a filiação do deputado federal Alexandre Frota, expulso do PSL. Campos nunca escondeu a fidelidade política com Alckmin. O ex-governador, por sua vez, segue isolado no tucanato após o fracasso na campanha presidencial de 2018. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;