Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Mantega diz que PAC cumpre objetivos macroeconômicos


Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

07/05/2007 | 13:14


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta segunda-feira que em relação aos fatores macroeconômicos, o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) está cumprindo todos os seus objetivos iniciais. A declaração foi deita durante balanço parcial do principal programa deste segundo mandato do governo Luiz Inácio Lula da Silva.

"Para este primeiro quadrimestre, o balanço é positivo", disse Guido, apontando a continuidade da queda da taxa básica de juros (Selic) – apesar de ainda muito tímidas – como um dos pontos positivos. "É um taxa quase chinesa de crescimento do mercado consumidor. O comércio varejista também está crescendo a taxas chinesas", acrescentou.

O ministro disse ainda que a massa salarial está aumentando, o que indica que o Brasil está "construindo um robusto mercado consumidor".

Mantega reconheceu que ainda faltam entrar em vigor apenas duas medidas de desoneração (diminuição ou isenção de impostos) previstas no PAC. Uma delas é a desoneração de obras de infra-estrutura, que deve, segundo ele, "começar a funcionar na próxima semana". A outra é a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, que entra em vigor no segundo semestre deste ano.

Além de Mantega, participam da apresentação vários ministros como o do Planejamento, Paulo Bernardo, dos Transportes, Alfredo Nacscimento, de Minas e Energia, Silas Rondeau, e da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. Neste momento, a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff apresenta dados detalhados sobre as obras do PAC.












Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mantega diz que PAC cumpre objetivos macroeconômicos

Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

07/05/2007 | 13:14


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta segunda-feira que em relação aos fatores macroeconômicos, o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) está cumprindo todos os seus objetivos iniciais. A declaração foi deita durante balanço parcial do principal programa deste segundo mandato do governo Luiz Inácio Lula da Silva.

"Para este primeiro quadrimestre, o balanço é positivo", disse Guido, apontando a continuidade da queda da taxa básica de juros (Selic) – apesar de ainda muito tímidas – como um dos pontos positivos. "É um taxa quase chinesa de crescimento do mercado consumidor. O comércio varejista também está crescendo a taxas chinesas", acrescentou.

O ministro disse ainda que a massa salarial está aumentando, o que indica que o Brasil está "construindo um robusto mercado consumidor".

Mantega reconheceu que ainda faltam entrar em vigor apenas duas medidas de desoneração (diminuição ou isenção de impostos) previstas no PAC. Uma delas é a desoneração de obras de infra-estrutura, que deve, segundo ele, "começar a funcionar na próxima semana". A outra é a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, que entra em vigor no segundo semestre deste ano.

Além de Mantega, participam da apresentação vários ministros como o do Planejamento, Paulo Bernardo, dos Transportes, Alfredo Nacscimento, de Minas e Energia, Silas Rondeau, e da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. Neste momento, a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff apresenta dados detalhados sobre as obras do PAC.










Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;