Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Fazenda e polícia de São Paulo descobrem fraude de R$ 120 mi no ICMS

Marcello Casal Jr/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


22/08/2019 | 16:59


A Secretaria da Fazenda e do Planejamento do Estado de São Paulo deflagrou com a Polícia Civil a Operação Lampante, que mira fraude fiscal de R$ 120 milhões de empresas que comercializam óleos e gorduras como insumo industrial.

A ação mobilizou 80 agentes, entre policiais civis e fiscais de rendas, que cumpriram nove mandados de busca e apreensão em 17 alvos nos municípios de Atibaia, Guarulhos, Mairiporã, São Bernardo do Campo e São Paulo.

A Fazenda identificou empresas de fachada (atacadistas) no elo entre fornecedores de óleo e gordura e as indústrias que se utilizam desses insumos em seus processos produtivos. A intenção seria gerar créditos de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para essas indústrias.

Isso porque, ao comprar óleos e gorduras diretamente dos fornecedores, o valor do ICMS que as indústrias podem se creditar é reduzido ou nulo.

O fisco paulista acredita que os atacadistas foram criados justamente para intermediar o trânsito documental da mercadoria, gerando um crédito de 18% para as indústrias.

Para não chamar a atenção da fiscalização, as empresas de fachada abatiam os débitos de ICMS gerados através da injeção de créditos oriundos de notas frias supostamente emitidas por empresas fantasmas criadas pelo grupo fraudador.

Como são as indústrias as responsáveis pelo pagamento do ICMS de toda a cadeia quando da saída das mercadorias produzidas por conta do instituto da Substituição Tributária, o setor de inteligência da Fazenda do Estado de São Paulo acredita que o esquema tenha sido criado justamente para aliviar esse ônus tributário.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fazenda e polícia de São Paulo descobrem fraude de R$ 120 mi no ICMS


22/08/2019 | 16:59


A Secretaria da Fazenda e do Planejamento do Estado de São Paulo deflagrou com a Polícia Civil a Operação Lampante, que mira fraude fiscal de R$ 120 milhões de empresas que comercializam óleos e gorduras como insumo industrial.

A ação mobilizou 80 agentes, entre policiais civis e fiscais de rendas, que cumpriram nove mandados de busca e apreensão em 17 alvos nos municípios de Atibaia, Guarulhos, Mairiporã, São Bernardo do Campo e São Paulo.

A Fazenda identificou empresas de fachada (atacadistas) no elo entre fornecedores de óleo e gordura e as indústrias que se utilizam desses insumos em seus processos produtivos. A intenção seria gerar créditos de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para essas indústrias.

Isso porque, ao comprar óleos e gorduras diretamente dos fornecedores, o valor do ICMS que as indústrias podem se creditar é reduzido ou nulo.

O fisco paulista acredita que os atacadistas foram criados justamente para intermediar o trânsito documental da mercadoria, gerando um crédito de 18% para as indústrias.

Para não chamar a atenção da fiscalização, as empresas de fachada abatiam os débitos de ICMS gerados através da injeção de créditos oriundos de notas frias supostamente emitidas por empresas fantasmas criadas pelo grupo fraudador.

Como são as indústrias as responsáveis pelo pagamento do ICMS de toda a cadeia quando da saída das mercadorias produzidas por conta do instituto da Substituição Tributária, o setor de inteligência da Fazenda do Estado de São Paulo acredita que o esquema tenha sido criado justamente para aliviar esse ônus tributário.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;