Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Fernández: "América Latina deve se unir para recompor democracia na Venezuela"



22/08/2019 | 12:30


O candidato vencedor das eleições primárias à presidência da Argentina, Alberto Fernández, afirmou que os países da América Latina devem se unir para "recompor a democracia na Venezuela", e que a candidata à vice em sua chapa, a ex-presidente Cristina Kirchner, tem a mesma percepção sobre o assunto.

Cristina e seu falecido marido, Néstor Kirchner, que também foi presidente do país, apoiaram, no passado, os governos bolivarianos da Venezuela de Hugo Chávez e Nicolás Maduro.

Em evento promovido pelo jornal Clarín, Fernández ainda disse que espera uma relação "amistosa" com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já que seu eventual governo teria "abertura para dialogar e comerciar com o mundo inteiro".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fernández: "América Latina deve se unir para recompor democracia na Venezuela"


22/08/2019 | 12:30


O candidato vencedor das eleições primárias à presidência da Argentina, Alberto Fernández, afirmou que os países da América Latina devem se unir para "recompor a democracia na Venezuela", e que a candidata à vice em sua chapa, a ex-presidente Cristina Kirchner, tem a mesma percepção sobre o assunto.

Cristina e seu falecido marido, Néstor Kirchner, que também foi presidente do país, apoiaram, no passado, os governos bolivarianos da Venezuela de Hugo Chávez e Nicolás Maduro.

Em evento promovido pelo jornal Clarín, Fernández ainda disse que espera uma relação "amistosa" com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já que seu eventual governo teria "abertura para dialogar e comerciar com o mundo inteiro".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;