Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

HarmonyOS: o que você precisa saber sobre o novo sistema operacional da Huawei

Da Redação

22/08/2019 | 12:18


A marca chinesa Huawei lançou o HarmonyOS, novo sistema operacional voltado a, principalmente, dispositivos móveis e equipamentos IoT. A ideia é usá-lo também como opção ao Android (OS que embarcado em seus smarthpones), caso os problemas com a justiça norte-americana continuem.

Leia mais:
Álbum: a evolução do sistema operacional Android
Windows 95: Jennifer Aniston e Matthew Perry ensinam como você deveria usar o sistema operacional

O HarmonyOS é um sistema operacional compacto e leve,  e será usado primeiramente em dispositivos inteligentes, como relógios inteligentes, telas, sistemas integrados nos veículos e alto-falantes inteligentes.

Com essa implementação, a Huawei pretende estabelecer um ecossistema integrado e compartilhado entre dispositivos e criar um ambiente de tempo de execução seguro e confiável.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Recursos técnicos
O HarmonyOS foi projetado com quatro recursos técnicos distintos para cumprir sua promessa aos consumidores.

Integração
Ao adotar uma arquitetura distribuída, o HarmonyOS oferece uma plataforma de comunicação compartilhada, gerenciamento de dados, agendamento de tarefas e periféricos virtuais.

Com o HarmonyOS, os desenvolvedores de aplicativos não terão que lidar com a tecnologia subjacente, permitindo que eles se concentrem em sua própria lógica de serviço individual. Os apps criados no sistema podem ser executados em diferentes aparelhos, ao mesmo tempo em que proporcionam uma experiência colaborativa uniforme em todos os cenários.

Estabilidade
O HarmonyOS abordará os desafios de baixo desempenho com um Mecanismo de Latência Determinística e Comunicação Entre Processos (IPC, sigla em inglês) de alto desempenho.

O mecanismo define prioridades de execução de tarefas e limites de tempo para agendamento antecipado. Os recursos irão escolher atividades com prioridades mais altas, reduzindo a latência de resposta dos aplicativos em 25,7%. O microkernel pode deixar o desempenho do IPC até cinco vezes mais eficiente que os sistemas existentes.

Segurança
O HarmonyOS usa uma nova concepção de microkernel que apresenta segurança aprimorada e baixa latência. Este micronúcleo foi projetado para simplificar as funções do kernel, implementar o máximo possível de serviços de sistema no modo de usuário fora do núcleo e adicionar proteção de segurança mútua. O próprio microkernel fornece apenas os serviços mais básicos, como agendamento de threads e IPC.

A concepção do microkernel do HarmonyOS utiliza procedimentos de verificação formais para remodelar a segurança e a confiabilidade a partir do zero em um Ambiente de Execução Confiável (TEE, sigla em inglês). A maneira formal de verificação é uma abordagem matemática eficaz para validar a exatidão do sistema a partir da fonte, enquanto os modos tradicionais, como verificação funcional e simulação de ataque, são restritos a cenários limitados. Métodos formais, por outro lado, podem usar modelos de dados para averiguar todos os caminhos de execução de software.

O HarmonyOS é o primeiro sistema operacional a usar a verificação formal no TEE do dispositivo, melhorando a segurança. Além disso, como o microkernel do HarmonyOS tem muito menos código, a probabilidade de ataque é bastante reduzida.

Unificação
Com o suporte de um IDE para vários dispositivos, uma compilação unificada em vários idiomas e um kit de arquitetura distribuída, o HarmonyOS pode se adaptar automaticamente a diferentes controles e interações de layout de tela, e suportar tanto o controle de drag-and-drop (arrastar e soltar) quanto a programação visual orientada para visualização.

Isso permite que os desenvolvedores criem aplicativos com mais eficiência, que rodam em vários dispositivos. Com um IDE para vários aparelhos, os desenvolvedores podem codificar seus apps uma única vez e implantá-los em vários equipamentos, criando um ecossistema totalmente integrado em todos os dispositivos de usuários.

O HUAWEI ARK Compiler é o primeiro compilador estático que pode ter um desempenho no mesmo nível da máquina virtual do Android, permitindo aos desenvolvedores compilar uma ampla gama de linguagens avançadas em um código de máquina em um único ambiente unificado. Ao sustentar a compilação unificada em vários idiomas, o HUAWEI ARK Compiler ajudará os criadores a melhorar muito sua produtividade.

Desenvolvimento de ecossistema

Durante a Huawei Developer Conference, a marca também anunciou o roteiro de evolução do HarmonyOS e seu kernel. A versão 1.0 será adotada pela primeira vez em seus produtos de tela inteligente, que devem ser lançados ainda este ano.

Nos próximos três anos, o sistema será otimizado e gradualmente adotado em uma ampla gama de dispositivos inteligentes, incluindo wearables (vestíveis), o HUAWEI Vision e sistemas de áudio para o seu carro.

Para incentivar uma adoção mais ampla, a Huawei lançará o HarmonyOS como uma plataforma de código aberto em todo o mundo. A empresa também estabelecerá uma base e uma comunidade de código aberto para apoiar uma colaboração mais profunda com os desenvolvedores.

O HarmonyOS trará novos benefícios incríveis para consumidores, fornecedores de equipamentos e desenvolvedores. Para os consumidores, ele trará uma experiência inteligente coesa. Para os fornecedores de equipamentos, ele os ajudará a obter uma vantagem inédita na era da experiência inteligente holística, na qual o 5G, a IA e a IoT (a Internet das Coisas) terão um crescimento explosivo. Ao mesmo tempo, o sistema permitirá que os desenvolvedores conquistem mais usuários com menos investimento e inovem rapidamente os serviços em todos os cenários.

Veja também 40 easter eggs escondidos no Google.

 
 

<
>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;