Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Faixas de pedestres azuis causam polêmica em Mauá

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Sinalização horizontal colorida vai contra determinação do Código de Trânsito Brasileiro


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

22/08/2019 | 07:00


Moradores de Mauá se depararam com nova mudança no visual da cidade. Depois de o ex-prefeito Atila Jacomussi (PSL) – cassado em abril – utilizar a cor amarela para destacar os postes ao invés do tradicional branco, agora foi a vez de a gestão Alaíde Damo (MDB) escolher a cor azul para demarcar faixas de pedestre. O CTB (Código de Trânsito Brasileiro) diz que a sinalização horizontal obrigatoriamente deve ser branca e aplicada sobre o asfalto.

A equipe do Diário flagrou, ontem, pelo menos três sinalizações de solo voltadas aos pedestres com o fundo em azul – na Avenida Barão de Mauá, no Centro. Proprietário de estabelecimento na via, Ewerton da Silva, 26 anos, questiona o motivo da manutenção “sem necessidade”. “Achei estranho, já que não precisava gastar dinheiro com essa pintura agora”, pontua. O munícipe lembra da grave crise econômica enfrentada pela cidade, que chegou a decretar calamidade financeira em julho do ano passado.

Questionada pelo Diário, a Prefeitura de Mauá informou que “trata-se de uma revitalização em todas as faixas de pedestres do município, além de UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e escolas”. Conforme a administração, a legislação brasileira de trânsito não proíbe a pintura da faixa de outra cor, desde que mantenha-se o branco predominante. Sobre o azul, a gestão atual deu a mesma explicação do ex-prefeito – trata-se de uma das cores da bandeira da cidade, formada por amarelo, azul e branco.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Faixas de pedestres azuis causam polêmica em Mauá

Sinalização horizontal colorida vai contra determinação do Código de Trânsito Brasileiro

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

22/08/2019 | 07:00


Moradores de Mauá se depararam com nova mudança no visual da cidade. Depois de o ex-prefeito Atila Jacomussi (PSL) – cassado em abril – utilizar a cor amarela para destacar os postes ao invés do tradicional branco, agora foi a vez de a gestão Alaíde Damo (MDB) escolher a cor azul para demarcar faixas de pedestre. O CTB (Código de Trânsito Brasileiro) diz que a sinalização horizontal obrigatoriamente deve ser branca e aplicada sobre o asfalto.

A equipe do Diário flagrou, ontem, pelo menos três sinalizações de solo voltadas aos pedestres com o fundo em azul – na Avenida Barão de Mauá, no Centro. Proprietário de estabelecimento na via, Ewerton da Silva, 26 anos, questiona o motivo da manutenção “sem necessidade”. “Achei estranho, já que não precisava gastar dinheiro com essa pintura agora”, pontua. O munícipe lembra da grave crise econômica enfrentada pela cidade, que chegou a decretar calamidade financeira em julho do ano passado.

Questionada pelo Diário, a Prefeitura de Mauá informou que “trata-se de uma revitalização em todas as faixas de pedestres do município, além de UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e escolas”. Conforme a administração, a legislação brasileira de trânsito não proíbe a pintura da faixa de outra cor, desde que mantenha-se o branco predominante. Sobre o azul, a gestão atual deu a mesma explicação do ex-prefeito – trata-se de uma das cores da bandeira da cidade, formada por amarelo, azul e branco.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;