Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Governo inclui estudos para área social em programa de parcerias de investimento



21/08/2019 | 20:06


Além de incluir nove empresas no Programa de Parcerias de Investimentos, o governo federal anunciou nesta quarta-feira (21) que novos projetos da área social também serão alvo de estudos com o objetivo de atrair investimentos privados.

A expectativa é que as novas iniciativas incluídas no PPI elevem os investimentos previstos de R$ 1,3 trilhão para um valor "próximo" de R$ 2 trilhões. "Com novas empresas e modalidades podemos avançar para próximo de R$ 2 trilhões na carteira do PPI em período bastante curto", disse o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

O governo irá se debruçar sobre projetos voltados para a universalização do saneamento, creches, unidades prisionais, iluminação pública para enfrentamento à criminalidade, atendimento socioeducativo, recuperação energética de resíduos e sólidos urbanos. Estes estudos, especificamente, irão envolver os ministérios da Educação, da Justiça, da Mulher e Direitos Humanos, do Desenvolvimento Regional e do Meio Ambiente.

A parceria privada nas creches, segundo o governo, tem potencial de envolver questões como a finalização das obras e contratação de professores. Durante a coletiva, foi dito que há mais de mil creches inacabadas em todo o Brasil onde foram alocados recursos públicos.

As novidades foram anunciadas em coletiva após a 10ª reunião do Conselho do PPI. Segundo Onyx, assim que forem finalizados estudos do Ministério da Saúde, as Unidade de Pronto Atendimento (UPAs) também poderão ser incluídas no programa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governo inclui estudos para área social em programa de parcerias de investimento


21/08/2019 | 20:06


Além de incluir nove empresas no Programa de Parcerias de Investimentos, o governo federal anunciou nesta quarta-feira (21) que novos projetos da área social também serão alvo de estudos com o objetivo de atrair investimentos privados.

A expectativa é que as novas iniciativas incluídas no PPI elevem os investimentos previstos de R$ 1,3 trilhão para um valor "próximo" de R$ 2 trilhões. "Com novas empresas e modalidades podemos avançar para próximo de R$ 2 trilhões na carteira do PPI em período bastante curto", disse o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

O governo irá se debruçar sobre projetos voltados para a universalização do saneamento, creches, unidades prisionais, iluminação pública para enfrentamento à criminalidade, atendimento socioeducativo, recuperação energética de resíduos e sólidos urbanos. Estes estudos, especificamente, irão envolver os ministérios da Educação, da Justiça, da Mulher e Direitos Humanos, do Desenvolvimento Regional e do Meio Ambiente.

A parceria privada nas creches, segundo o governo, tem potencial de envolver questões como a finalização das obras e contratação de professores. Durante a coletiva, foi dito que há mais de mil creches inacabadas em todo o Brasil onde foram alocados recursos públicos.

As novidades foram anunciadas em coletiva após a 10ª reunião do Conselho do PPI. Segundo Onyx, assim que forem finalizados estudos do Ministério da Saúde, as Unidade de Pronto Atendimento (UPAs) também poderão ser incluídas no programa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;