Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

China quer "encontrar meio-termo" com EUA para questão do comércio



21/08/2019 | 09:50


A China apelou nesta quarta-feira aos Estados Unidos que "encontrem um meio-termo" com Pequim para encerrar a disputa comercial entre os dois países, após o presidente Donald Trump dizer ontem que os americanos poderão ter de enfrentar problemas econômicos para conquistar benefícios no longo prazo.

Um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, expressou esperanças de que Washington "consiga se relacionar conosco" e restaure um comércio "mutuamente benéfico".

As discussões comerciais entre Estados Unidos e China foram interrompidas no mês passado, sem sinais de progresso. Mais negociações estão programadas para ocorrer em Washington em setembro.

"Esperamos que os Estados Unidos encontrem um meio-termo com a China", disse Geng, acrescentando esperar que os dois lados encontrem uma resolução aceitável e baseada no respeito mútuo e tratamento igualitário.

Ontem, Trump respondeu a críticas sobre o impacto econômico que o conflito comercial tem tido nos EUA dizendo que "alguém precisava enfrentar a China". Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

China quer "encontrar meio-termo" com EUA para questão do comércio


21/08/2019 | 09:50


A China apelou nesta quarta-feira aos Estados Unidos que "encontrem um meio-termo" com Pequim para encerrar a disputa comercial entre os dois países, após o presidente Donald Trump dizer ontem que os americanos poderão ter de enfrentar problemas econômicos para conquistar benefícios no longo prazo.

Um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, expressou esperanças de que Washington "consiga se relacionar conosco" e restaure um comércio "mutuamente benéfico".

As discussões comerciais entre Estados Unidos e China foram interrompidas no mês passado, sem sinais de progresso. Mais negociações estão programadas para ocorrer em Washington em setembro.

"Esperamos que os Estados Unidos encontrem um meio-termo com a China", disse Geng, acrescentando esperar que os dois lados encontrem uma resolução aceitável e baseada no respeito mútuo e tratamento igualitário.

Ontem, Trump respondeu a críticas sobre o impacto econômico que o conflito comercial tem tido nos EUA dizendo que "alguém precisava enfrentar a China". Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;