Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Operário-PR vence e deixa o Guarani na lanterna da Série B



20/08/2019 | 21:24


Nada é tão ruim que não possa piorar. Na noite desta terça-feira, no estádio Germano Krüger, o Guarani viu a situação desesperadora piorar ao ser derrotado pelo Operário-PR, por 1 a 0, com gol de Cleyton, aos 20 minutos do primeiro tempo, em duelo válido pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o time de Ponta Grossa (PR) chega à terceira vitória nos últimos quatro jogos, agora na primeira parte da tabela, com 24 pontos. O clube bugrino, por sua vez, amarga o terceiro revés consecutivo e se afunda ainda mais na lanterna, com apenas 13 pontos.

Com maior posse, o Guarani foi relativamente superior no início e criou duas oportunidades. A mais clara saiu dos pés de Vitor Feijão, antes dos 60 segundos, defendida por André Luiz. Sem sucesso na frente, time visitante viu o Operário, aos 20 minutos, abrir o marcador com Cleyton, na segunda finalização ao gol de Klever. O atacante se antecipou ao zagueiro Ferreira e, de chapa, deslocou o goleiro bugrino.

Em desvantagem, a equipe bugrina teve o nervosismo como outro adversário e acumulou três cartões amarelos em dez minutos. Sem ímpeto ofensivo e criatividade nula, campineiros foram engolidos pelo clube paranaense, que poderia ter construído maior vantagem graças às chances nascidas pela ala esquerda, aproveitando-se da fragilidade de Bruno Souza e Ferreira.

Na etapa complementar, com um a mais em campo desde os 13 minutos, graças à expulsão do zagueiro Lázaro, clube paulista dominou a posse de bola e chegou com perigo em cobrança de falta de Vitor Feijão, defendida por André Luiz, e em arremate de longe de Michel Douglas.

O clube mandante tinha no contra-ataque a arma para matar o jogo. O lateral-direito Maílton, por pouco, garantiu os três pontos, em arrancada fulminante. A finalização acertou a trave e, na sobra, Klever fechou o ângulo e espalmou para escanteio. Nos instantes finais, o Guarani, mais na base do abafa e sem inspiração, tentou empatar, mas sem sucesso.

Os dois times voltam a campo no fim de semana. O Operário visita o Vitória, sábado, no Barradão, às 16h30. O Guarani enfrenta o América-MG, no domingo, no Independência, às 11h.

FICHA TÉCNICA:

OPERÁRIO 1 x 0 GUARANI

OPERÁRIO - André Luiz; Maílton, Lázaro, Rodrigo e Allan Vieira; Jardel (Chicão), Índio e Marcelo; Cleyton, Felipe Augusto (Cléo Silva) e Lucas Batatinha (Edson Borges). Técnico: Gérson Gusmão

GUARANI - Kléver; Bruno Souza, Ferreira, Luiz Gustavo e Thallyson; Deivid (Igor Henrique), Ricardinho, Vítor Feijão (Marquinhos) e Bady (Eder Luis); Davó e Michel Douglas. Técnico: Roberto Fonseca.

GOL - Cleyton, aos 20 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Allan Vieira (Operário); Thallyson, Deivid, Ricardinho (Guarani).

CARTÃO VERMELHO - Lázaro (Operário).

ÁRBITRO - Douglas Schwengber da Silva (RS).

RENDA - R$ 52.155,00.

PÚBLICO - 4.383 pagantes.

LOCAL - Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Operário-PR vence e deixa o Guarani na lanterna da Série B


20/08/2019 | 21:24


Nada é tão ruim que não possa piorar. Na noite desta terça-feira, no estádio Germano Krüger, o Guarani viu a situação desesperadora piorar ao ser derrotado pelo Operário-PR, por 1 a 0, com gol de Cleyton, aos 20 minutos do primeiro tempo, em duelo válido pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o time de Ponta Grossa (PR) chega à terceira vitória nos últimos quatro jogos, agora na primeira parte da tabela, com 24 pontos. O clube bugrino, por sua vez, amarga o terceiro revés consecutivo e se afunda ainda mais na lanterna, com apenas 13 pontos.

Com maior posse, o Guarani foi relativamente superior no início e criou duas oportunidades. A mais clara saiu dos pés de Vitor Feijão, antes dos 60 segundos, defendida por André Luiz. Sem sucesso na frente, time visitante viu o Operário, aos 20 minutos, abrir o marcador com Cleyton, na segunda finalização ao gol de Klever. O atacante se antecipou ao zagueiro Ferreira e, de chapa, deslocou o goleiro bugrino.

Em desvantagem, a equipe bugrina teve o nervosismo como outro adversário e acumulou três cartões amarelos em dez minutos. Sem ímpeto ofensivo e criatividade nula, campineiros foram engolidos pelo clube paranaense, que poderia ter construído maior vantagem graças às chances nascidas pela ala esquerda, aproveitando-se da fragilidade de Bruno Souza e Ferreira.

Na etapa complementar, com um a mais em campo desde os 13 minutos, graças à expulsão do zagueiro Lázaro, clube paulista dominou a posse de bola e chegou com perigo em cobrança de falta de Vitor Feijão, defendida por André Luiz, e em arremate de longe de Michel Douglas.

O clube mandante tinha no contra-ataque a arma para matar o jogo. O lateral-direito Maílton, por pouco, garantiu os três pontos, em arrancada fulminante. A finalização acertou a trave e, na sobra, Klever fechou o ângulo e espalmou para escanteio. Nos instantes finais, o Guarani, mais na base do abafa e sem inspiração, tentou empatar, mas sem sucesso.

Os dois times voltam a campo no fim de semana. O Operário visita o Vitória, sábado, no Barradão, às 16h30. O Guarani enfrenta o América-MG, no domingo, no Independência, às 11h.

FICHA TÉCNICA:

OPERÁRIO 1 x 0 GUARANI

OPERÁRIO - André Luiz; Maílton, Lázaro, Rodrigo e Allan Vieira; Jardel (Chicão), Índio e Marcelo; Cleyton, Felipe Augusto (Cléo Silva) e Lucas Batatinha (Edson Borges). Técnico: Gérson Gusmão

GUARANI - Kléver; Bruno Souza, Ferreira, Luiz Gustavo e Thallyson; Deivid (Igor Henrique), Ricardinho, Vítor Feijão (Marquinhos) e Bady (Eder Luis); Davó e Michel Douglas. Técnico: Roberto Fonseca.

GOL - Cleyton, aos 20 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Allan Vieira (Operário); Thallyson, Deivid, Ricardinho (Guarani).

CARTÃO VERMELHO - Lázaro (Operário).

ÁRBITRO - Douglas Schwengber da Silva (RS).

RENDA - R$ 52.155,00.

PÚBLICO - 4.383 pagantes.

LOCAL - Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;