Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Twitter afirma que contas na China buscam gerar 'discórdia política' em Hong Kong



19/08/2019 | 16:32


O Twitter emitiu comunicado nesta segunda-feira no qual afirma que 936 contas da China estão "deliberada e especificamente tentando provocar discórdia política em Hong Kong, inclusive minando a legitimidade e as posições políticas do movimento de protestos" local. A companhia afirma que, a partir de "investigações intensivas", concluiu ter "evidência confiável para corroborar que isso é uma operação coordenada com o apoio estatal".

O Twitter afirma que comportamentos de manipulação não têm espaço em seu serviço, por violarem os princípios fundamentais da rede. "De nossa parte, estamos comprometidos a entender e combater como atores de má-fé usam nossos serviços", diz a nota. A companhia ainda revelou informações sobre as contas suspeitas, como forma de melhorar a compreensão pública dessas táticas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Twitter afirma que contas na China buscam gerar 'discórdia política' em Hong Kong


19/08/2019 | 16:32


O Twitter emitiu comunicado nesta segunda-feira no qual afirma que 936 contas da China estão "deliberada e especificamente tentando provocar discórdia política em Hong Kong, inclusive minando a legitimidade e as posições políticas do movimento de protestos" local. A companhia afirma que, a partir de "investigações intensivas", concluiu ter "evidência confiável para corroborar que isso é uma operação coordenada com o apoio estatal".

O Twitter afirma que comportamentos de manipulação não têm espaço em seu serviço, por violarem os princípios fundamentais da rede. "De nossa parte, estamos comprometidos a entender e combater como atores de má-fé usam nossos serviços", diz a nota. A companhia ainda revelou informações sobre as contas suspeitas, como forma de melhorar a compreensão pública dessas táticas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;