Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após derrota e entrada na zona da degola, Flu demite Fernando Diniz



19/08/2019 | 10:29


Fernando Diniz não resistiu à derrota do Fluminense para o CSA, no domingo, e foi demitido pelo clube carioca na manhã desta segunda-feira. O inesperado revés, no estádio do Maracanã, ainda derrubou a equipe para a zona de rebaixamento. O auxiliar técnico Marcão vai assumir o time de forma interina.

"O Fluminense FC desligou, na manhã desta segunda-feira, o técnico Fernando Diniz. O clube agradece o treinador e deseja sorte em sua carreira", anunciou o clube, em comunicado. "A diretoria trabalha na contratação do novo treinador e o auxiliar técnico Marcão assume a equipe interinamente."

Na noite de domingo, após a derrota, Diniz admitiu que estava sob forte pressão no comando da equipe, mas afirmou que se mantinha firme no cargo. "Eu vou continuar com o meu trabalho, que é correto. Estou determinado a manter o meu planejamento", comentara o treinador.

Diniz, contudo, foi alvo da torcida ao longo da partida e, principalmente, após o apito final. Ao fim de um jogo no qual o Flu registrou 33 finalizações, mas não conseguiu balançar as redes, Diniz foi vaiado, junto com os jogadores. Também ouviu xingamentos e frases como "time sem vergonha".

Nesta segunda, a diretoria tomou a decisão de mudar o comando da comissão técnica, na esteira de seguidos resultados irregulares do time. O Fluminense vem de duas derrotas consecutivas, sendo quatro revezes nos últimos cinco jogos. Foi o suficiente para deixar a equipe na 18ª e antepenúltima colocação da tabela, com apenas 12 pontos, a dois do Cruzeiro, primeiro time fora da zona da degola.

O técnico assumiu o Fluminense em dezembro do ano passado, após a disputa do Brasileirão. Desde então, o time registrou 18 vitórias, 15 derrotas e 11 empates, em 44 jogos disputados. O aproveitamento foi de 49,2%. No total, foram 71 gols marcados e 48 gols sofridos. No Brasileirão, o time carioca é dono da segunda pior defesa até agora.

Sem Diniz, Marcão vai comandar o Flu nesta quinta-feira na partida contra o Corinthians pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, em São Paulo. No fim de semana, o time vai descansar porque o duelo com o Palmeiras foi adiado. Assim, na sequência, o confronto seguinte será novamente contra o Corinthians, no Maracanã, na quinta seguinte, dia 29.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após derrota e entrada na zona da degola, Flu demite Fernando Diniz


19/08/2019 | 10:29


Fernando Diniz não resistiu à derrota do Fluminense para o CSA, no domingo, e foi demitido pelo clube carioca na manhã desta segunda-feira. O inesperado revés, no estádio do Maracanã, ainda derrubou a equipe para a zona de rebaixamento. O auxiliar técnico Marcão vai assumir o time de forma interina.

"O Fluminense FC desligou, na manhã desta segunda-feira, o técnico Fernando Diniz. O clube agradece o treinador e deseja sorte em sua carreira", anunciou o clube, em comunicado. "A diretoria trabalha na contratação do novo treinador e o auxiliar técnico Marcão assume a equipe interinamente."

Na noite de domingo, após a derrota, Diniz admitiu que estava sob forte pressão no comando da equipe, mas afirmou que se mantinha firme no cargo. "Eu vou continuar com o meu trabalho, que é correto. Estou determinado a manter o meu planejamento", comentara o treinador.

Diniz, contudo, foi alvo da torcida ao longo da partida e, principalmente, após o apito final. Ao fim de um jogo no qual o Flu registrou 33 finalizações, mas não conseguiu balançar as redes, Diniz foi vaiado, junto com os jogadores. Também ouviu xingamentos e frases como "time sem vergonha".

Nesta segunda, a diretoria tomou a decisão de mudar o comando da comissão técnica, na esteira de seguidos resultados irregulares do time. O Fluminense vem de duas derrotas consecutivas, sendo quatro revezes nos últimos cinco jogos. Foi o suficiente para deixar a equipe na 18ª e antepenúltima colocação da tabela, com apenas 12 pontos, a dois do Cruzeiro, primeiro time fora da zona da degola.

O técnico assumiu o Fluminense em dezembro do ano passado, após a disputa do Brasileirão. Desde então, o time registrou 18 vitórias, 15 derrotas e 11 empates, em 44 jogos disputados. O aproveitamento foi de 49,2%. No total, foram 71 gols marcados e 48 gols sofridos. No Brasileirão, o time carioca é dono da segunda pior defesa até agora.

Sem Diniz, Marcão vai comandar o Flu nesta quinta-feira na partida contra o Corinthians pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, em São Paulo. No fim de semana, o time vai descansar porque o duelo com o Palmeiras foi adiado. Assim, na sequência, o confronto seguinte será novamente contra o Corinthians, no Maracanã, na quinta seguinte, dia 29.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;