Fechar
Publicidade

Domingo, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Algoz de Djokovic, Medvedev bate Goffin em Cincinnati e conquista seu 1º Masters



18/08/2019 | 21:20


Responsável pela surpreendente eliminação do sérvio Novak Djokovic nas semifinais disputadas no sábado, o russo Daniil Medvedev venceu o belga David Goffin por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/3) e 6/4, neste domingo, e faturou o título do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos.

Um dos mais talentosos jogadores da nova geração, o tenista de 23 anos havia superado o líder do ranking mundial com uma vitória de virada na luta por uma vaga na decisão. E agora confirmou a sua condição de oitavo colocado da ATP contra o rival da Bélgica, hoje o 19º do mundo, para comemorar o seu primeiro título de um torneio da série Masters.

Medvedev chegou a lutar para conquistar este feito há uma semana, quando disputou a final do Masters 1000 do Canadá, em Montreal, mas acabou sendo arrasado pelo espanhol Rafael Nadal. E no domingo anterior, o russo ainda participou de uma outra decisão, no ATP 500 de Washington, mas foi batido pelo australiano Nick Kyrgios.

"Não teria sido uma boa sensação se eu tivesse perdido três finais em sequência. Então esse título foi um alívio e estou muito feliz", disse o russo, em entrevista ao canal ESPN, logo após o seu triunfo sobre Goffin.

Ao todo nestas três últimas semanas, ele fez uma maratona de 16 partidas realizadas em um intervalo de apenas 20 dias. "Finalmente levantar o troféu nesta semana é um sentimento incrível", disse Medvedev, que aos 23 anos se tornou o campeão mais jovem em Cincinnati desde quando o britânico Andy Murray conquistou o Masters 1000 local em 2008, com apenas 21.

Esse foi o quinto - e mais importante - título do russo na elite profissional do tênis. E este troféu fará também com que ele deixe a oitava posição do ranking mundial e entre no Top 5 da ATP, cuja listagem voltará a ser atualizada nesta segunda-feira. E isso representa um grande feito para o próprio tênis da Rússia, que não tem um jogador entre os cinco primeiros colocados desde 5 de junho de 2010, quando Nikolay Davydenko figurava no Top 5.

Já Goffin, que já fez parte do grupos dos dez primeiros do ranking, vai saltar do 19º lugar para o Top 15 nesta segunda-feira. O belga de 28 anos lutava para conquistar o seu quinto título na ATP, mas não conseguiu desbancar o favoritismo de Medvedev.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Algoz de Djokovic, Medvedev bate Goffin em Cincinnati e conquista seu 1º Masters


18/08/2019 | 21:20


Responsável pela surpreendente eliminação do sérvio Novak Djokovic nas semifinais disputadas no sábado, o russo Daniil Medvedev venceu o belga David Goffin por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/3) e 6/4, neste domingo, e faturou o título do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos.

Um dos mais talentosos jogadores da nova geração, o tenista de 23 anos havia superado o líder do ranking mundial com uma vitória de virada na luta por uma vaga na decisão. E agora confirmou a sua condição de oitavo colocado da ATP contra o rival da Bélgica, hoje o 19º do mundo, para comemorar o seu primeiro título de um torneio da série Masters.

Medvedev chegou a lutar para conquistar este feito há uma semana, quando disputou a final do Masters 1000 do Canadá, em Montreal, mas acabou sendo arrasado pelo espanhol Rafael Nadal. E no domingo anterior, o russo ainda participou de uma outra decisão, no ATP 500 de Washington, mas foi batido pelo australiano Nick Kyrgios.

"Não teria sido uma boa sensação se eu tivesse perdido três finais em sequência. Então esse título foi um alívio e estou muito feliz", disse o russo, em entrevista ao canal ESPN, logo após o seu triunfo sobre Goffin.

Ao todo nestas três últimas semanas, ele fez uma maratona de 16 partidas realizadas em um intervalo de apenas 20 dias. "Finalmente levantar o troféu nesta semana é um sentimento incrível", disse Medvedev, que aos 23 anos se tornou o campeão mais jovem em Cincinnati desde quando o britânico Andy Murray conquistou o Masters 1000 local em 2008, com apenas 21.

Esse foi o quinto - e mais importante - título do russo na elite profissional do tênis. E este troféu fará também com que ele deixe a oitava posição do ranking mundial e entre no Top 5 da ATP, cuja listagem voltará a ser atualizada nesta segunda-feira. E isso representa um grande feito para o próprio tênis da Rússia, que não tem um jogador entre os cinco primeiros colocados desde 5 de junho de 2010, quando Nikolay Davydenko figurava no Top 5.

Já Goffin, que já fez parte do grupos dos dez primeiros do ranking, vai saltar do 19º lugar para o Top 15 nesta segunda-feira. O belga de 28 anos lutava para conquistar o seu quinto título na ATP, mas não conseguiu desbancar o favoritismo de Medvedev.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;