Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Polícia conclui inquérito da morte de Caroline Bittencourt e marido da modelo é oficialmente indiciado por homicídio

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


17/08/2019 | 10:10


A Polícia Civil finalizou na última sexta-feira, dia 16, o inquérito da morte da modelo Caroline Bittencourt, que foi encontrada morta no dia 29 de abril após passar um dia desaparecida em alto mar. Como conclusão, segundo informações do site G1, o delegado Vanderlei Pagliarini de Almeida Filho decidiu indiciar o marido da artista, o empresário Jorge Nogueira Sestini, por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O documento foi encaminhado para o Ministério Público, que não deu um prazo para a análise das considerações. Caso a denúncia seja formalizada, Sestini irá responder em julgamento pela morte da esposa.

Como você acompanhou, Bittencourt e o marido passeavam de lancha quando foram atingidos por uma forte tempestade, que jogou todos ao mar. Pagliarini entendeu que Sestini agiu de forma imprudente ao atravessar o canal entre São Sebastião e Ilhabela naquele dia, em uma embarcação não indicada para navegar em condições de tempo ruim. Além disso, o delegado levou em consideração o depoimento de Leonildo de Oliveira, proprietário da marina de onde saiu a lancha do casal, que afirmou que avisou Sestini sobre as condições climáticas com antecedência. O empresário ainda foi visto como negligente por não ter orientado e/ou exigido que a esposa usasse um colete salva vidas.

Sestini foi procurado pelo G1, mas não quis falar sobre o assunto. Caso seja declarado culpado, ele pode pegar de um a três anos de prisão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia conclui inquérito da morte de Caroline Bittencourt e marido da modelo é oficialmente indiciado por homicídio


17/08/2019 | 10:10


A Polícia Civil finalizou na última sexta-feira, dia 16, o inquérito da morte da modelo Caroline Bittencourt, que foi encontrada morta no dia 29 de abril após passar um dia desaparecida em alto mar. Como conclusão, segundo informações do site G1, o delegado Vanderlei Pagliarini de Almeida Filho decidiu indiciar o marido da artista, o empresário Jorge Nogueira Sestini, por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O documento foi encaminhado para o Ministério Público, que não deu um prazo para a análise das considerações. Caso a denúncia seja formalizada, Sestini irá responder em julgamento pela morte da esposa.

Como você acompanhou, Bittencourt e o marido passeavam de lancha quando foram atingidos por uma forte tempestade, que jogou todos ao mar. Pagliarini entendeu que Sestini agiu de forma imprudente ao atravessar o canal entre São Sebastião e Ilhabela naquele dia, em uma embarcação não indicada para navegar em condições de tempo ruim. Além disso, o delegado levou em consideração o depoimento de Leonildo de Oliveira, proprietário da marina de onde saiu a lancha do casal, que afirmou que avisou Sestini sobre as condições climáticas com antecedência. O empresário ainda foi visto como negligente por não ter orientado e/ou exigido que a esposa usasse um colete salva vidas.

Sestini foi procurado pelo G1, mas não quis falar sobre o assunto. Caso seja declarado culpado, ele pode pegar de um a três anos de prisão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;