Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Até a bola participou da festa

O futebol amador de Santo André viveu uma noite de gala na Câmara Municipal


Ademir Medici

17/08/2019 | 07:00


A disciplina imperou na sessão solene em homenagem aos futebolistas de Santo André, e seus clubes, na última terça-feira, na Câmara Municipal. Rolou camaradagem entre dirigentes e jogadores, os da ativa e os veteranos. E um lindo troféu foi distribuído, iniciativa do vereador-esportista José Teixeira Mendes, Zezão, que organizou a sessão, apresentada pelo colega, vereador Professor Minhoca, e com a presença na mesa principal do presidente da LSF (Liga Santoandreense de Futebol), José Alves Sena.

Craques como Arnaldinho, Bona, Chiquinho/Chicão participaram. Misturado à plateia, o célebre massagista Miguel de Oliveira, que foi do Santo André e do Palmeiras. A crônica esportiva compareceu, e em nome de todos destacamos o repórter volante Airton Marques, colaborador da Memória.

Prefeito Paulo Serra, boleiro como o irmão e o pai, e aficionado pelo futebol como o avô Américo – dirigente histórico do Primeiro de Maio e árbitro – fez um discurso positivista, enumerando ações realizadas e a realizar.

O tempo mudara. O frio voltou. Mas muita gente compareceu, mostrando que o futebol se enquadra na vida social andreense. E quando dizemos que “até a bola rolou”, é a pura verdade. Isso porque foi exibido o documentário do Dia do Atleta de 1950, que o ex-presidente da LSF, Paschoalino Assumpção, idealizou, o filho Ricardo guardou e o fotógrafo e cinegrafista Fernando C. Villafranca recuperou especialmente para esta jornada.

Memória planeja um programa especial no DGABC TV, focalizando a festa do futebol na Câmara e a exibição na íntegra do filme de 1950, onde esportistas desfilam pelas ruas da cidade e os times da época disputam animadas partidas em preto e branco.

Memória, atrevida, propôs medidas, e não recebemos nenhum ‘não’. O prefeito informou que a recuperação do estádio do União Lira Serrano, hoje o mais antigo do Brasil, na vila ferroviária de Paranapiacaba, já tem processo de licitação aberto – e esta foi uma das boas notícias da noite.

Tudo que se fizer pelo futebol de Santo André será bom. Enquanto existirem bons campos, quase 100 clubes filiados à LSF, inúmeros outros de fábricas e outros segmentos, o jovem terá um atrativo a mais para não se perder pelos descaminhos da vida.

Memória – De público, convidamos todos os clubes a construírem suas histórias. De nossa parte, todo espaço às boas realizações – o que é histórico na vida do Diário do Grande ABC, desde os tempos do News Seller, quando um esportista era o editor de Esportes do jornal, o saudoso Octavio de Oliveira.

Para ouvir e tocar acordeon

Texto: Milton Parron

O programa Memória apresentará uma audição muito interessante e saborosa de se ouvir, levada ao ar em 1977 dentro do ‘Projeto Minerva’. Foi produzido pelo saudoso J. da Silva Vidal, que era produtor e o referido programa foi também transmitido por todas as emissoras do País que formaram em rede com a Bandeirantes. Assunto abordado foi a ‘Evolução do Acordeon no Brasil’.

Vidal, contando com a participação do excelente apresentador, também já falecido, José Maria Scachetti, além de narrar as origens desse instrumento e muitos outros que dele se originaram, também fala sobre sua evolução no Brasil e a forma de execução diferente em cada região. 

Além disso, apresenta músicas gravadas por sanfoneiros maravilhosos, entre eles Alberto Calçada, Osvaldo Rielli, cujo pai, José Rielli, foi o primeiro a gravar esse instrumento em disco em 1909, Luis Gonzaga, Pedro Raimundo, Mario Zan e, ainda, uma fabulosa orquestra de 20 sanfonas regida pela professora Vanda Meirelles, junto com uma banda sinfônica da Polícia Militar paulista executando lindamente um chorinho de Zequinha de Abreu. 

Os italianos são os que mais se identificam com a sanfona e a eles devemos muito da evolução desse instrumento. Por sinal, imigrantes da Itália radicados nos Estados Unidos, fecham o programa com uma exuberante execução da protofonia de O Guarani, do nosso Carlos Gomes. Programa Memória para ser gravado e ouvido muitas vezes.

EM PAUTA –  Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) –  Memória. O Acordeon e os Sanfoneiros. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, depois do futebol noturno, com reprise amanhã, às 5h. E na internet em bandeirantes.com.br – No ar.

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 17 de agosto de 1989 – ano 32, edição 7146

Manchete – Programa de emergência do governo federal tenta estabilizar a sucessão presidencial

Astrologia – Com noite clara e poucas nuvens no Grande ABC, o eclipse total da Lua, ontem à noite, durou uma hora e 37 minutos e foi fotografado pelo Diário.

Transportes – EMTU testa o ‘Gonzagão’, ônibus articulado para 180 pessoas.

São Bernardo – Os festejos do aniversário começam com um museu de rua chamado ‘Reconhecendo nossa cidade’.

Cultura & Lazer – Ballet Stagium faz espetáculo em São Bernardo.

Em 17 de agosto de...

1959 – Termina a greve dos estudantes na Escola Industrial Júlio de Mesquita, em Santo André, depois de visita e promessas feitas pelo deputado Anacleto Campanella.

1969 – Baile em Órbita</CF> na Acascs, em São Caetano, animado pelo conjunto Enigma 3; domingueira no Ribeirão Pires FC, com Os Crows.

1984 – Números da meningite: 1.756 doentes internados em 20 hospitais de São Paulo; 221 internações; seis mortes; 208 altas.

Hoje

Dia do Patrimônio Histórico. 

A Lei número 378, de 1937, no governo Getúlio Vargas, criou o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), órgão que tem como principal meta proteger e preservar os bens culturais do país. 

O 17 de agosto foi escolhido como o Dia do Patrimônio Histórico em homenagem ao nascimento do historiador e jornalista Rodrigo Mello Franco de Andrade (Belo Horizonte, Minas Gerais, 1898-1969).

Santos do dia

- Jacinto de Cracóvia (ou Giacinto Odrowaz – Polônia, 1183-1257). Considerado o apóstolo do seu país, ali fundando vários conventos.

Municípios brasileiros

Celebram aniversários em 17 de agosto:

- No Ceará, Barbalha e Milagres

- Em Alagoas, Satuba

Fonte: IBGE.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Até a bola participou da festa

O futebol amador de Santo André viveu uma noite de gala na Câmara Municipal

Ademir Medici

17/08/2019 | 07:00


A disciplina imperou na sessão solene em homenagem aos futebolistas de Santo André, e seus clubes, na última terça-feira, na Câmara Municipal. Rolou camaradagem entre dirigentes e jogadores, os da ativa e os veteranos. E um lindo troféu foi distribuído, iniciativa do vereador-esportista José Teixeira Mendes, Zezão, que organizou a sessão, apresentada pelo colega, vereador Professor Minhoca, e com a presença na mesa principal do presidente da LSF (Liga Santoandreense de Futebol), José Alves Sena.

Craques como Arnaldinho, Bona, Chiquinho/Chicão participaram. Misturado à plateia, o célebre massagista Miguel de Oliveira, que foi do Santo André e do Palmeiras. A crônica esportiva compareceu, e em nome de todos destacamos o repórter volante Airton Marques, colaborador da Memória.

Prefeito Paulo Serra, boleiro como o irmão e o pai, e aficionado pelo futebol como o avô Américo – dirigente histórico do Primeiro de Maio e árbitro – fez um discurso positivista, enumerando ações realizadas e a realizar.

O tempo mudara. O frio voltou. Mas muita gente compareceu, mostrando que o futebol se enquadra na vida social andreense. E quando dizemos que “até a bola rolou”, é a pura verdade. Isso porque foi exibido o documentário do Dia do Atleta de 1950, que o ex-presidente da LSF, Paschoalino Assumpção, idealizou, o filho Ricardo guardou e o fotógrafo e cinegrafista Fernando C. Villafranca recuperou especialmente para esta jornada.

Memória planeja um programa especial no DGABC TV, focalizando a festa do futebol na Câmara e a exibição na íntegra do filme de 1950, onde esportistas desfilam pelas ruas da cidade e os times da época disputam animadas partidas em preto e branco.

Memória, atrevida, propôs medidas, e não recebemos nenhum ‘não’. O prefeito informou que a recuperação do estádio do União Lira Serrano, hoje o mais antigo do Brasil, na vila ferroviária de Paranapiacaba, já tem processo de licitação aberto – e esta foi uma das boas notícias da noite.

Tudo que se fizer pelo futebol de Santo André será bom. Enquanto existirem bons campos, quase 100 clubes filiados à LSF, inúmeros outros de fábricas e outros segmentos, o jovem terá um atrativo a mais para não se perder pelos descaminhos da vida.

Memória – De público, convidamos todos os clubes a construírem suas histórias. De nossa parte, todo espaço às boas realizações – o que é histórico na vida do Diário do Grande ABC, desde os tempos do News Seller, quando um esportista era o editor de Esportes do jornal, o saudoso Octavio de Oliveira.

Para ouvir e tocar acordeon

Texto: Milton Parron

O programa Memória apresentará uma audição muito interessante e saborosa de se ouvir, levada ao ar em 1977 dentro do ‘Projeto Minerva’. Foi produzido pelo saudoso J. da Silva Vidal, que era produtor e o referido programa foi também transmitido por todas as emissoras do País que formaram em rede com a Bandeirantes. Assunto abordado foi a ‘Evolução do Acordeon no Brasil’.

Vidal, contando com a participação do excelente apresentador, também já falecido, José Maria Scachetti, além de narrar as origens desse instrumento e muitos outros que dele se originaram, também fala sobre sua evolução no Brasil e a forma de execução diferente em cada região. 

Além disso, apresenta músicas gravadas por sanfoneiros maravilhosos, entre eles Alberto Calçada, Osvaldo Rielli, cujo pai, José Rielli, foi o primeiro a gravar esse instrumento em disco em 1909, Luis Gonzaga, Pedro Raimundo, Mario Zan e, ainda, uma fabulosa orquestra de 20 sanfonas regida pela professora Vanda Meirelles, junto com uma banda sinfônica da Polícia Militar paulista executando lindamente um chorinho de Zequinha de Abreu. 

Os italianos são os que mais se identificam com a sanfona e a eles devemos muito da evolução desse instrumento. Por sinal, imigrantes da Itália radicados nos Estados Unidos, fecham o programa com uma exuberante execução da protofonia de O Guarani, do nosso Carlos Gomes. Programa Memória para ser gravado e ouvido muitas vezes.

EM PAUTA –  Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) –  Memória. O Acordeon e os Sanfoneiros. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, depois do futebol noturno, com reprise amanhã, às 5h. E na internet em bandeirantes.com.br – No ar.

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 17 de agosto de 1989 – ano 32, edição 7146

Manchete – Programa de emergência do governo federal tenta estabilizar a sucessão presidencial

Astrologia – Com noite clara e poucas nuvens no Grande ABC, o eclipse total da Lua, ontem à noite, durou uma hora e 37 minutos e foi fotografado pelo Diário.

Transportes – EMTU testa o ‘Gonzagão’, ônibus articulado para 180 pessoas.

São Bernardo – Os festejos do aniversário começam com um museu de rua chamado ‘Reconhecendo nossa cidade’.

Cultura & Lazer – Ballet Stagium faz espetáculo em São Bernardo.

Em 17 de agosto de...

1959 – Termina a greve dos estudantes na Escola Industrial Júlio de Mesquita, em Santo André, depois de visita e promessas feitas pelo deputado Anacleto Campanella.

1969 – Baile em Órbita</CF> na Acascs, em São Caetano, animado pelo conjunto Enigma 3; domingueira no Ribeirão Pires FC, com Os Crows.

1984 – Números da meningite: 1.756 doentes internados em 20 hospitais de São Paulo; 221 internações; seis mortes; 208 altas.

Hoje

Dia do Patrimônio Histórico. 

A Lei número 378, de 1937, no governo Getúlio Vargas, criou o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), órgão que tem como principal meta proteger e preservar os bens culturais do país. 

O 17 de agosto foi escolhido como o Dia do Patrimônio Histórico em homenagem ao nascimento do historiador e jornalista Rodrigo Mello Franco de Andrade (Belo Horizonte, Minas Gerais, 1898-1969).

Santos do dia

- Jacinto de Cracóvia (ou Giacinto Odrowaz – Polônia, 1183-1257). Considerado o apóstolo do seu país, ali fundando vários conventos.

Municípios brasileiros

Celebram aniversários em 17 de agosto:

- No Ceará, Barbalha e Milagres

- Em Alagoas, Satuba

Fonte: IBGE.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;