Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sabesp começa a operar em Santo André no dia 11

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em evento no Paço, superintendente Sul da estatal anunciou quatro obras na 1ª fase que visam acabar com falta d'água


Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

16/08/2019 | 06:35


Diante da formalização do contrato de concessão dos serviços de água e esgoto de Santo André pelo período de 40 anos, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) anunciou ontem, na sede do Paço, que irá começar efetivamente a operação na cidade a partir do dia 11 de setembro. A data servirá como espécie de entrega de parte das atribuições do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André). O prazo vale também para a nova fatura, que passará a ser encaminhada diretamente pela empresa paulista.

O aviso foi dado em coletiva de imprensa, com as presenças do prefeito Paulo Serra (PSDB), o dirigente do Semasa, Almir Cicote (Avante), e o superintendente da área Sul da Sabesp, Roberval Tavares de Souza. Durante o ato, o representante da estatal divulgou pacote da primeira fase de obras, que visa acabar com o recorrente problema da falta de água em alguns bairros até o próximo verão. Serão quatro intervenções iniciais ao custo de R$ 21 milhões (confira arte acima), envolvendo ações nos bairros Erasmo Assunção, Camilópolis e Parque América, o que compreende atingir cerca de 400 mil moradores.

A primeira intervenção tem largada na terça-feira. Roberval sustentou que três das quatro obras iniciais objetivam eliminar intermitência de água, com investimento da rede de distribuição. “(Há compromisso de) Finalizar antes do Natal para que a população passe verão diferente. Isso é prioridade. As outras etapas estão sendo estudadas para vermos as que geram maiores impactos com relação à solução da falta d’água até dezembro”, afirmou o superintendente, ao citar previsão de data no dia 22, três dias antes das festividades natalinas. “Essas obras resolvem 60% dos problemas na cidade”, emendou.

A Sabesp programou três fases de obras neste ano, com estimativa de abranger quatro intervenções cada. O próximo lote será lançado em setembro. A assinatura do acordo ocorreu no dia 31 de julho. Entre as contrapartidas, abatimento da dívida de R$ 3,4 bilhões e do estoque de precatórios relacionados ao pagamento pelo metro cúbico da água no atacado. O investimento total atinge R$ 1,5 bilhão, sendo R$ 917 milhões na rede de água e esgoto, R$ 90 milhões complementares para infraestrutura (não relacionados a saneamento) e 4% da receita voltados a um fundo municipal – algo aproximado a R$ 532 milhões para melhorias ambientais.

Paulo Serra frisou que o anúncio é prova de que a parceria com a Sabesp irá “render muitos frutos”. “São ações efetivas. É motivo de comemoração, não só de aspecto financeiro, com a recuperação da capacidade de investimento, como a resolução de problemas históricos. Além do investimento, (cidade) fica com 4% da receita. São mais de R$ 500 milhões para aplicação em outras atividades que continuarão (a existir no Semasa).”

ATENDIMENTO

Até 10 de setembro os serviços continuam prestados pelo Semasa. No dia seguinte, o atendimento ao munícipe andreense será realizado pela Sabesp. Para solução de problemas de água e esgoto, o usuário deve ligar no 195, da Sabesp. O telefone 115, do Semasa, mantém atendimento às solicitações de varrição, resíduos sólidos, drenagem e gestão ambiental. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sabesp começa a operar em Santo André no dia 11

Em evento no Paço, superintendente Sul da estatal anunciou quatro obras na 1ª fase que visam acabar com falta d'água

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

16/08/2019 | 06:35


Diante da formalização do contrato de concessão dos serviços de água e esgoto de Santo André pelo período de 40 anos, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) anunciou ontem, na sede do Paço, que irá começar efetivamente a operação na cidade a partir do dia 11 de setembro. A data servirá como espécie de entrega de parte das atribuições do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André). O prazo vale também para a nova fatura, que passará a ser encaminhada diretamente pela empresa paulista.

O aviso foi dado em coletiva de imprensa, com as presenças do prefeito Paulo Serra (PSDB), o dirigente do Semasa, Almir Cicote (Avante), e o superintendente da área Sul da Sabesp, Roberval Tavares de Souza. Durante o ato, o representante da estatal divulgou pacote da primeira fase de obras, que visa acabar com o recorrente problema da falta de água em alguns bairros até o próximo verão. Serão quatro intervenções iniciais ao custo de R$ 21 milhões (confira arte acima), envolvendo ações nos bairros Erasmo Assunção, Camilópolis e Parque América, o que compreende atingir cerca de 400 mil moradores.

A primeira intervenção tem largada na terça-feira. Roberval sustentou que três das quatro obras iniciais objetivam eliminar intermitência de água, com investimento da rede de distribuição. “(Há compromisso de) Finalizar antes do Natal para que a população passe verão diferente. Isso é prioridade. As outras etapas estão sendo estudadas para vermos as que geram maiores impactos com relação à solução da falta d’água até dezembro”, afirmou o superintendente, ao citar previsão de data no dia 22, três dias antes das festividades natalinas. “Essas obras resolvem 60% dos problemas na cidade”, emendou.

A Sabesp programou três fases de obras neste ano, com estimativa de abranger quatro intervenções cada. O próximo lote será lançado em setembro. A assinatura do acordo ocorreu no dia 31 de julho. Entre as contrapartidas, abatimento da dívida de R$ 3,4 bilhões e do estoque de precatórios relacionados ao pagamento pelo metro cúbico da água no atacado. O investimento total atinge R$ 1,5 bilhão, sendo R$ 917 milhões na rede de água e esgoto, R$ 90 milhões complementares para infraestrutura (não relacionados a saneamento) e 4% da receita voltados a um fundo municipal – algo aproximado a R$ 532 milhões para melhorias ambientais.

Paulo Serra frisou que o anúncio é prova de que a parceria com a Sabesp irá “render muitos frutos”. “São ações efetivas. É motivo de comemoração, não só de aspecto financeiro, com a recuperação da capacidade de investimento, como a resolução de problemas históricos. Além do investimento, (cidade) fica com 4% da receita. São mais de R$ 500 milhões para aplicação em outras atividades que continuarão (a existir no Semasa).”

ATENDIMENTO

Até 10 de setembro os serviços continuam prestados pelo Semasa. No dia seguinte, o atendimento ao munícipe andreense será realizado pela Sabesp. Para solução de problemas de água e esgoto, o usuário deve ligar no 195, da Sabesp. O telefone 115, do Semasa, mantém atendimento às solicitações de varrição, resíduos sólidos, drenagem e gestão ambiental. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;