Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fone de ouvido WH-XB700, da Sony, capricha nos graves e conversa com assistente virtual

Bianca Bellucci

14/08/2019 | 11:18


Com graves reforçados, o fone de ouvido WH-XB700, da Sony, é uma boa pedida para quem procura qualidade sonora e algumas funções diferentes, como a conexão com assistentes virtuais. O probleminha é que o produto não é um dos baratos nas prateleiras. Seu preço sugerido é R$ 699,99.

Leia mais
Shazam passa a identificar músicas que estão tocando no fone de ouvido
Do Walkman ao iPhone: Veja a evolução dos players portáteis de música
Lily Allen, Gilberto Gil e mais: músicas que falam sobre tecnologia

Raio-X


Nome: Sony WH-XB700
Frequência: 20 Hz – 20 kHz
Impedância: 37 O
Sensibilidade: 103 dB/mW
Peso: 197 gramas
Duração da bateria: 30 horas
Preço: R$ 699,99
O que empolga: boa qualidade sonora, recursos extras como aplicativo e conexão com assistente virtual, duração da bateria, confortável
O que desanima: preço, cabos pequenos, isolamento acústico irregular, design sem graça
Site: http://bit.ly/2Z4pfUg

Conexão e desempenho

A conexão do WH-XB700 é simples de se fazer. Basta pressionar o botão “Home” por alguns segundos até uma luz azul começar a piscar. Depois, é só pareá-lo com seu dispositivo favorito. Durante os testes do 33Giga, foi possível conectar o headphone sem grandes complicações com celulares Android e iOS, além de um notebook Acer.

Uma vez que o produto da Sony estiver conectado a um smartphone, o usuário poderá controlar algumas funções nativas do celular. É o caso das ligações e da assistente virtual, que informa horário e notificações e pode ser acionada por voz. Nos testes do 33Giga, ambos os recursos funcionaram bem.

Caso você queira utilizar um aparelho que não tem conexão Bluetooth, saiba que o WH-XB700 vem com um cabo P2, a entrada comum de fone de ouvido – embora o fio seja pequeno (1,2 metro).

Em relação ao desempenho do WH-XB700, o headphone promete 30 horas longe da tomada e cumpre o tratado. Após duas horas de uso na função Bluetooth, por exemplo, o produto descarregou apenas 3% da bateria.

Na hora de recarregar, é só plugar o cabo USB que vem no kit (outro fio pequeno, dessa vez, apenas 20 centímetros). Quem estiver com pressa, vale ressaltar que 10 minutos de tomada entrega 90 minutos de música.

Qualidade sonora

O WH-XB700 vem com a tecnologia Extra Bass, exclusiva da marca e que realça os graves. Embora a diferença seja mais perceptível em músicas eletrônicas e do gênero hip hop, o recurso da Sony é tão bom que é possível notá-lo em outros ritmos musicais, como em Aviation, de The Last Shadow Puppets.

Vale destacar que é possível realizar uma série de ajustes de som pelo aplicativo Sony | Headphones Connect, disponível para Android e iOS. Entre eles, dois se destacam: Clear Bass permite regular a intensidade dos graves, para mais ou menos, e Controle de Posição de Som direciona as ondas sonoras.

Pelo app também dá para visualizar a vida útil da bateria e configurar a conexão com a assistente virtual.

Agora, quando o assunto é isolamento acústico, o WH-XB700 apresenta um desempenho irregular. Quando o som está alto, o usuário consegue se desconectar do exterior. Já entre o volume médio e baixo, ainda é possível ouvir os barulhos ao redor. Em ambas as situações, porém, o áudio não é vazado.

Design

Com um design minimalista – e um tanto sem graça –, o WH-XB700 apresenta apenas uma cor e pode ser encontrado em preto ou azul. O único detalhe está na haste, que traz o nome da Sony em ambos os lados. Já a textura do material é diferente, meio áspera. Por dentro, entretanto, o topo e os alto-falantes têm um acolchoado macio.

Por falar em conforto, os drives cobrem toda a orelha, permitindo longas jornadas com o fone de ouvido. Porém, ele pode incomodar quem usa óculos e brincos, já que tende a fazer certa pressão nesta região da cabeça. Vale destacar ainda que os alto-falantes giram 180º, possibilitando virar apenas um lado para conversar com alguém.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Na galeria, confira outros testes realizados pela equipe do 33Giga:

 
 

  • beats-studio3-wireless
  • JBL Tune 110 BT. O teste completo você vê em http://tinyurl.com/yb6ecbmf
  • Sony_Xperia XZ2_Preto
  • Fone JBL T450BT. O teste completo em https://wp.me/p7AVMp-eKM
  • Testamos: por R$ 330, caixa de som Pulse é resistente à água e dura mais de cinco horas

<
>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;