Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com paciência e entrega, Alexandre Pato vira artilheiro do São Paulo em 2019

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


13/08/2019 | 09:04


Os dois gols na vitória por 3 a 2 no clássico contra o Santos, no último sábado, no estádio do Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, fizeram Alexandre Pato se tornar artilheiro do São Paulo nesta temporada. O atacante marcou cinco vezes em 2019 e igualou-se ao lesionado Pablo. Ele vinha de três jogos em branco e contou com a paciência do técnico Cuca.

O treinador quer que o atacante seja "mais competitivo" em campo. A ideia inicial de Cuca era utilizar Alexandre Pato praticamente como centroavante no clássico, mas deslocou o jogador para a esquerda porque na lateral direita do Santos estava o zagueiro Lucas Veríssimo. Assim, Pato não teria de voltar tanto para ajudar na marcação.

"Eu ia jogar com o Pato no 4-4-2, com o Everton na esquerda e o Toró na direita. A estratégia era de dois atacantes. Quando entra o Veríssimo na lateral direita, ele já jogou de lateral contra o Palmeiras, numa linha de quatro, e agora também era. Abri o Pato na ponta porque não teria tanto desgaste. Em cima disso, a gente mudou a forma de jogar. Tínhamos treinado duas ou três formas", afirmou Cuca, que elogiou o atacante.

"Tenho confiança em todos. Temos tido muita paciência com o Pato. Ele foi mais competitivo. Ele tem se doado bastante. Quando sai, é por opção minha. A técnica dele é indiscutível. Fez um grande trabalho, principalmente pelos dois gols", acrescentou o treinador.

Após o clássico, Alexandre Pato pediu paciência e lembrou dos meses que ficou parado. Ele estava no Tianjin Tianhai, da China, onde atuou pela última vez em novembro de 2018, e acertou com o São Paulo em março deste ano.

"Fiquei três, quatro meses sem fazer nada, negociando o meu contrato. Vim, estou me esforçando, tenho trabalhado para o grupo, tenho feito o que o professor me pede. E quando saem os gols eu fico feliz. Mas importante é o que a gente faz no coletivo. Meus gols são para o time", disse Alexandre Pato.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com paciência e entrega, Alexandre Pato vira artilheiro do São Paulo em 2019


13/08/2019 | 09:04


Os dois gols na vitória por 3 a 2 no clássico contra o Santos, no último sábado, no estádio do Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, fizeram Alexandre Pato se tornar artilheiro do São Paulo nesta temporada. O atacante marcou cinco vezes em 2019 e igualou-se ao lesionado Pablo. Ele vinha de três jogos em branco e contou com a paciência do técnico Cuca.

O treinador quer que o atacante seja "mais competitivo" em campo. A ideia inicial de Cuca era utilizar Alexandre Pato praticamente como centroavante no clássico, mas deslocou o jogador para a esquerda porque na lateral direita do Santos estava o zagueiro Lucas Veríssimo. Assim, Pato não teria de voltar tanto para ajudar na marcação.

"Eu ia jogar com o Pato no 4-4-2, com o Everton na esquerda e o Toró na direita. A estratégia era de dois atacantes. Quando entra o Veríssimo na lateral direita, ele já jogou de lateral contra o Palmeiras, numa linha de quatro, e agora também era. Abri o Pato na ponta porque não teria tanto desgaste. Em cima disso, a gente mudou a forma de jogar. Tínhamos treinado duas ou três formas", afirmou Cuca, que elogiou o atacante.

"Tenho confiança em todos. Temos tido muita paciência com o Pato. Ele foi mais competitivo. Ele tem se doado bastante. Quando sai, é por opção minha. A técnica dele é indiscutível. Fez um grande trabalho, principalmente pelos dois gols", acrescentou o treinador.

Após o clássico, Alexandre Pato pediu paciência e lembrou dos meses que ficou parado. Ele estava no Tianjin Tianhai, da China, onde atuou pela última vez em novembro de 2018, e acertou com o São Paulo em março deste ano.

"Fiquei três, quatro meses sem fazer nada, negociando o meu contrato. Vim, estou me esforçando, tenho trabalhado para o grupo, tenho feito o que o professor me pede. E quando saem os gols eu fico feliz. Mas importante é o que a gente faz no coletivo. Meus gols são para o time", disse Alexandre Pato.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;