Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Etanol sobe em 17 Estados, diz ANP; preço médio avança 0,36% no País

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


12/08/2019 | 12:36


Após um longo período de queda generalizada, os preços médios do etanol hidratado subiram em 17 Estados brasileiros na semana passada, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. Houve recuo em oito Estados e no Distrito Federal. No Amapá não foi feita avaliação.

Na média dos postos brasileiros pesquisados pela ANP houve alta de 0,36% no preço médio do etanol na semana passada ante a anterior, de R$ 2,788 para R$ 2,798.

Em São Paulo, principal Estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, houve avanço de 0,19% no período e a cotação média do hidratado variou de R$ 2,586 para R$ 2,591 o litro. A maior alta semanal, de 1,46%, foi no Espírito Santo e a maior queda, de 1,44%, no Acre.

Na comparação mensal, os preços do etanol ainda recuaram em 18 Estados e no Distrito Federal e subiram outras sete unidades da Federação. Não houve avaliação mensal no Amapá.

Na média brasileira, o preço do biocombustível pesquisado pela ANP acumulou alta mensal de 0,04%, também por pressão de São Paulo, com alta nos preços do combustível de 1,45% no período.

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,139 o litro, em São Paulo, e o menor preço médio estadual, de R$ 2,502, foi em Mato Grosso.

O preço máximo individual, de R$ 4,970 litro, foi registrado em um posto do Pará e o Rio Grande registrou o maior preço médio, de R$ 4,020 o litro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Etanol sobe em 17 Estados, diz ANP; preço médio avança 0,36% no País


12/08/2019 | 12:36


Após um longo período de queda generalizada, os preços médios do etanol hidratado subiram em 17 Estados brasileiros na semana passada, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. Houve recuo em oito Estados e no Distrito Federal. No Amapá não foi feita avaliação.

Na média dos postos brasileiros pesquisados pela ANP houve alta de 0,36% no preço médio do etanol na semana passada ante a anterior, de R$ 2,788 para R$ 2,798.

Em São Paulo, principal Estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, houve avanço de 0,19% no período e a cotação média do hidratado variou de R$ 2,586 para R$ 2,591 o litro. A maior alta semanal, de 1,46%, foi no Espírito Santo e a maior queda, de 1,44%, no Acre.

Na comparação mensal, os preços do etanol ainda recuaram em 18 Estados e no Distrito Federal e subiram outras sete unidades da Federação. Não houve avaliação mensal no Amapá.

Na média brasileira, o preço do biocombustível pesquisado pela ANP acumulou alta mensal de 0,04%, também por pressão de São Paulo, com alta nos preços do combustível de 1,45% no período.

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,139 o litro, em São Paulo, e o menor preço médio estadual, de R$ 2,502, foi em Mato Grosso.

O preço máximo individual, de R$ 4,970 litro, foi registrado em um posto do Pará e o Rio Grande registrou o maior preço médio, de R$ 4,020 o litro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;