Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Tio mata namorado de sobrinha no Ferrazópolis


Rogério Gatti
Do Diário do Grande ABC

12/02/2008 | 07:02


Um crime sem explicação, tanto para os familiares da vítima quanto para os do assassino, colocou fim ao relacionamento amoroso entre um cabeleireiro e uma montadora, em São Bernardo.

Na madrugada de ontem, às 4h30, o cabeleireiro José Manoel Lima da Silva, 45 anos, foi morto dentro da casa de sua namorada, C.B., 27, golpeado com uma faca pelo tio da mulher, o aposentado Francisco Batista Leite, 54. Segundo a mulher, que acordou com o namorado entrando no quarto ensangüentado e gemendo.

Ela viu seu tio com uma faca suja de sangue na mão. Ele olhou para a sobrinha e disse apenas: “Ele deve morrer”, antes de fugir.

C. contou à polícia que morava com a filha de oito anos sozinha, em um quarto e cozinha em Ferrazópolis. Ao arrumar um emprego, há alguns meses, ela chamou o tio para morar com elas e ajudar na criação da menina. Leite, que é viúvo e morava sozinho em Suzano, aceitou.

Há cerca de um mês, M. começou a se relacionar com Silva. Em pouco tempo, ele já dormia na casa dela às vezes.

Segundo a irmã da vítima, Silva se referia a Leite como uma pessoa sossegada e que apoiava o relacionamento da sobrinha com o cabeleireiro. “Ele me disse que o tio dela tinha se oferecido a ajudar os dois caso eles quisessem comprar uma casa maior”, conta a irmã, que conversou com a reportagem sob a condição de não ter a identidade revelada.

A namorada, além de muito abatida, se mostrava surpresa e inconformada. “Eles nunca discutiram e se davam muito bem. Nunca poderia imaginar que meu tio fizesse isso.”, contou M.

PRISÃO

Depois de golpear Silva na barriga várias vezes na cozinha da casa, Leite saiu correndo. Ele atravessou o terminal Ferrazópolis e, quando corria para cruzar a Via Anchieta foi atropelado por um Santana, quebrou a bacia e teve escoriações pelo corpo. Ele foi levado para o PS Central, onde acabou preso em flagrante.

Leite disse aos policiais da Divisão de Homicídios que o cabeleireiro era uma pessoa má para a sobrinha e para a criança e que o bom senso dele o levou a tomar essa decisão de matá-lo. O assassino confesso ficará com escolta policial no hospital até que saia direto para a cadeia.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;