Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Festa para uma pessoa especial

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Crianças comemoram presença de seus pais e listam o que mais admiram e gostam de fazer juntos


Tauana Marin
DGABC

11/08/2019 | 10:34


A paternidade vai muito além de dar o sobrenome ao filho. É dia a dia, estar presente, passar confiança e proteção. Ter alguém em quem confiar, se espelhar, brincar e dividir as etapas e descobertas da vida é grande presente para aqueles que hoje irão comemorar o Dia dos Pais.


Há muitos tios, avôs, padrinhos e amigos que também desempenham esse papel por muitas vezes.


Lívia Hernandez Mazaia, 9 anos, de Santo André, sabe bem a importância de ter um paizão ao seu lado. “Ele é bem legal. Somos muito parecidos fisicamente e temos o mesmo bom humor.” O patriarca Paulo Mazaia, 54, é alguém por quem Lívia sente muito orgulho. “A inteligência dele é algo que quero ter no futuro. Ele é ótimo com as palavras e por isso me ajuda nas lições de português, principalmente.”


Entre as coisas que mais gostam de fazer juntos está preparar hambúguer às sextas-feiras. Colocamos músicas e nos divertimos. Fazemos isso sempre.”
Na casa do andreense Enzo Ribeiro Francisco, 10, não é diferente. “Brincamos de montar lego, brinquedos com peças, assistimos a filmes e jogamos no computador juntos. Ele representa felicidade para mim.”


Um dos momentos mais significantes na vida de pai e filho foi quando Thiago Gantelo Francisco, 33, foi ver o filhote na competição de xadrez dos Jogos Escolares, em Santo André. Mesmo sendo agitado, Enzo provou que conseguia se concentrar e levou a medalha de bronze. “Fiquei emocionado e orgulhoso”, conta o pai.


Neste ano, o menino é só agradecimento. “Ele me dá segurança, é incrível e ajuda todo mundo. Amo ele.” E entre brincadeiras, refeições juntos, livros abertos, viagens e tantos momentos, pais e filhos vão criando algo que jamais será apagado: boas e lindas lembranças.

Data no Brasil surge em 1953, no Rio de Janeiro


No Brasil, o Dia dos Pais, atualmente, é comemorado sempre no segundo domingo de agosto. Ele foi celebrado pela primeira vez no País em 1953 – quando um jornal do Rio de Janeiro buscava atrair anúncios para suas páginas.


A data escolhida inicialmente era 16 de agosto, que também marcava o Dia de São Joaquim (pai de Maria de Nazaré e avô de Jesus Cristo na religião católica).


Para que os filhos pudessem aproveitar o momento com os patriarcas (quando eles supostamente estão de folga do trabalho), a data foi alterada de maneira fixa para o segundo domingo de agosto.


As primeiras comemorações do mesmo jeito que as conhecemos ocorreram nos Estados Unidos, em 1909. Uma jovem chamada Sonora Louise Smart Dodd (1882-1978) decidiu demonstrar o orgulho que tinha pelo pai – veterano militar da guerra civil do país – escolhendo o dia do seu aniversário, em 19 de junho.
EM>Outras famílias do Estado de Washington apoiaram a ideia e a tradição foi ganhando força em outros locais com o tempo. Em 1972, o então presidente Richard Nixon (1913-1994) declarou o terceiro domingo de junho como o dia oficial da comemoração do Dia dos Pais.


Em Portugal, Espanha e Itália a data é 19 de março.

A palavra pai tem origem no latim ‘pater’ e simboliza o personagem paternal da família – genitor/gerador de uma pessoa. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Festa para uma pessoa especial

Crianças comemoram presença de seus pais e listam o que mais admiram e gostam de fazer juntos

Tauana Marin
DGABC

11/08/2019 | 10:34


A paternidade vai muito além de dar o sobrenome ao filho. É dia a dia, estar presente, passar confiança e proteção. Ter alguém em quem confiar, se espelhar, brincar e dividir as etapas e descobertas da vida é grande presente para aqueles que hoje irão comemorar o Dia dos Pais.


Há muitos tios, avôs, padrinhos e amigos que também desempenham esse papel por muitas vezes.


Lívia Hernandez Mazaia, 9 anos, de Santo André, sabe bem a importância de ter um paizão ao seu lado. “Ele é bem legal. Somos muito parecidos fisicamente e temos o mesmo bom humor.” O patriarca Paulo Mazaia, 54, é alguém por quem Lívia sente muito orgulho. “A inteligência dele é algo que quero ter no futuro. Ele é ótimo com as palavras e por isso me ajuda nas lições de português, principalmente.”


Entre as coisas que mais gostam de fazer juntos está preparar hambúguer às sextas-feiras. Colocamos músicas e nos divertimos. Fazemos isso sempre.”
Na casa do andreense Enzo Ribeiro Francisco, 10, não é diferente. “Brincamos de montar lego, brinquedos com peças, assistimos a filmes e jogamos no computador juntos. Ele representa felicidade para mim.”


Um dos momentos mais significantes na vida de pai e filho foi quando Thiago Gantelo Francisco, 33, foi ver o filhote na competição de xadrez dos Jogos Escolares, em Santo André. Mesmo sendo agitado, Enzo provou que conseguia se concentrar e levou a medalha de bronze. “Fiquei emocionado e orgulhoso”, conta o pai.


Neste ano, o menino é só agradecimento. “Ele me dá segurança, é incrível e ajuda todo mundo. Amo ele.” E entre brincadeiras, refeições juntos, livros abertos, viagens e tantos momentos, pais e filhos vão criando algo que jamais será apagado: boas e lindas lembranças.

Data no Brasil surge em 1953, no Rio de Janeiro


No Brasil, o Dia dos Pais, atualmente, é comemorado sempre no segundo domingo de agosto. Ele foi celebrado pela primeira vez no País em 1953 – quando um jornal do Rio de Janeiro buscava atrair anúncios para suas páginas.


A data escolhida inicialmente era 16 de agosto, que também marcava o Dia de São Joaquim (pai de Maria de Nazaré e avô de Jesus Cristo na religião católica).


Para que os filhos pudessem aproveitar o momento com os patriarcas (quando eles supostamente estão de folga do trabalho), a data foi alterada de maneira fixa para o segundo domingo de agosto.


As primeiras comemorações do mesmo jeito que as conhecemos ocorreram nos Estados Unidos, em 1909. Uma jovem chamada Sonora Louise Smart Dodd (1882-1978) decidiu demonstrar o orgulho que tinha pelo pai – veterano militar da guerra civil do país – escolhendo o dia do seu aniversário, em 19 de junho.
EM>Outras famílias do Estado de Washington apoiaram a ideia e a tradição foi ganhando força em outros locais com o tempo. Em 1972, o então presidente Richard Nixon (1913-1994) declarou o terceiro domingo de junho como o dia oficial da comemoração do Dia dos Pais.


Em Portugal, Espanha e Itália a data é 19 de março.

A palavra pai tem origem no latim ‘pater’ e simboliza o personagem paternal da família – genitor/gerador de uma pessoa. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;