Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil conquista ouro com Fratus, Etiene e revezamento 4x200 metros livre

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Com 46 medalhas douradas, delegação abriu 15 de vantagem sobre o terceiro colocado, o Canadá



10/08/2019 | 00:31


A natação brasileira conquistou três ouros e mais três medalhas nesta sexta-feira nas finais da natação nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Os representantes do País venceram as disputas dos 50 metros livre com Bruno Fratus e Etiene Medeiros e a versão masculina do revezamento 4x200 metros livre.

Fratus confirmou o seu favoritismo nos 50m e venceu a prova com a marca de 21s61. O brasileiro, assim, superou os norte-americanos Nathan Adrian, prata com 21s87, e Michael Chadwick, bronze com 21s99. Já Pedro Spajari ficou na quinta posição, com 22s27.

"Sensação boa. Não podia ser diferente. Vim aqui, estava devendo esse ouro dos 50m livre desde 2015. Tem sido uma competição pesada, vindo do Mundial, vindo de uma cirurgia. Então estou ansioso para dar uma descansada", disse Fratus, ao SporTV.

Etiene venceu a disputa feminina dos 50m livre em 24s88, sendo a única nadadora a completar a distância em menos de 25s. Ela deixou para trás as norte-americanas Margo Geer (25s03) e Madison Kennedy (25s14), que completaram o pódio. E Lorrane Ferreira foi a quarta colocada, com 25s52.

"Acho que a natação feminina tem muito o que crescer. Eu estou crescendo. Cada competição é diferente da outra. Quem era aquela menina em Guadalajara (no Pan de 2011) que ficava comendo chocolate todo dia e agora estou aqui conquistando outra medalha. Gostaria de ter feito um pouco mais forte, a gente que sabe que em nível mundial o buraco é mais embaixo. O Pan-Americano serve muito para a nossa carreira, mas não é tanto parâmetro. Agora é colocar a cara na água", disse Etiene.

Com direito a novo recorde do Pan - 7min10s66 -, o quarteto composto por Luiz Altamir, Fernando Scheffer, João de Lucca e Breno Corrêa levou o ouro no 4x200 metros livre. E teve a companhia no pódio dos Estados Unidos, segundo colocado, e do México, na terceira posição.

O Brasil também colocou dois nadadores no pódio dos 400m medley. Léo Santos foi o segundo colocado, com 4min19s41, com Brandonn Almeida na terceira posição, com 4min21s10. Já o ouro foi para o norte-americano Charles Swanson, que cravou 4min11s46.

O quarteto do Brasil composto por Aline da Silva Rodrigues, Larissa Oliveira, Manuella Lyrio e Gabriela Roncatto, foi o terceiro colocado no revezamento 4x200 metros livre feminino com a marca de 8min07s77, bem atrás das campeões norte-americanas, com 7min57s33, e da canadenses, que fizeram 7min59s16.

Já Fernanda de Goeij terminou na sétima posição na versão feminina dos 400m medley, em 4min50s83, sendo que a canadense Tessa Camille Cieplucha venceu a disputa em 4min39s90.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil conquista ouro com Fratus, Etiene e revezamento 4x200 metros livre

Com 46 medalhas douradas, delegação abriu 15 de vantagem sobre o terceiro colocado, o Canadá


10/08/2019 | 00:31


A natação brasileira conquistou três ouros e mais três medalhas nesta sexta-feira nas finais da natação nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Os representantes do País venceram as disputas dos 50 metros livre com Bruno Fratus e Etiene Medeiros e a versão masculina do revezamento 4x200 metros livre.

Fratus confirmou o seu favoritismo nos 50m e venceu a prova com a marca de 21s61. O brasileiro, assim, superou os norte-americanos Nathan Adrian, prata com 21s87, e Michael Chadwick, bronze com 21s99. Já Pedro Spajari ficou na quinta posição, com 22s27.

"Sensação boa. Não podia ser diferente. Vim aqui, estava devendo esse ouro dos 50m livre desde 2015. Tem sido uma competição pesada, vindo do Mundial, vindo de uma cirurgia. Então estou ansioso para dar uma descansada", disse Fratus, ao SporTV.

Etiene venceu a disputa feminina dos 50m livre em 24s88, sendo a única nadadora a completar a distância em menos de 25s. Ela deixou para trás as norte-americanas Margo Geer (25s03) e Madison Kennedy (25s14), que completaram o pódio. E Lorrane Ferreira foi a quarta colocada, com 25s52.

"Acho que a natação feminina tem muito o que crescer. Eu estou crescendo. Cada competição é diferente da outra. Quem era aquela menina em Guadalajara (no Pan de 2011) que ficava comendo chocolate todo dia e agora estou aqui conquistando outra medalha. Gostaria de ter feito um pouco mais forte, a gente que sabe que em nível mundial o buraco é mais embaixo. O Pan-Americano serve muito para a nossa carreira, mas não é tanto parâmetro. Agora é colocar a cara na água", disse Etiene.

Com direito a novo recorde do Pan - 7min10s66 -, o quarteto composto por Luiz Altamir, Fernando Scheffer, João de Lucca e Breno Corrêa levou o ouro no 4x200 metros livre. E teve a companhia no pódio dos Estados Unidos, segundo colocado, e do México, na terceira posição.

O Brasil também colocou dois nadadores no pódio dos 400m medley. Léo Santos foi o segundo colocado, com 4min19s41, com Brandonn Almeida na terceira posição, com 4min21s10. Já o ouro foi para o norte-americano Charles Swanson, que cravou 4min11s46.

O quarteto do Brasil composto por Aline da Silva Rodrigues, Larissa Oliveira, Manuella Lyrio e Gabriela Roncatto, foi o terceiro colocado no revezamento 4x200 metros livre feminino com a marca de 8min07s77, bem atrás das campeões norte-americanas, com 7min57s33, e da canadenses, que fizeram 7min59s16.

Já Fernanda de Goeij terminou na sétima posição na versão feminina dos 400m medley, em 4min50s83, sendo que a canadense Tessa Camille Cieplucha venceu a disputa em 4min39s90.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;