Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Civic 2020 recebe pequenos retoques

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Honda apresenta nova linha e sedã ganha versão de entrada mais equipamentos


Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

09/08/2019 | 08:58


A Honda apresentou a linha 2020 do Civic, o carro mais importante de sua história e que desde 1972 – quando começou a ser fabricado no Japão – já superou a casa dos 30 milhões de unidades produzidas em todo o planeta. O sedã, que está na décima geração (iniciada em 2016), sofreu mudanças sutis em termos de visual, mas agregou alguns equipamentos, com objetivo de agradar seu público fiel e também para tentar fazer frente ao seu concorrente mais direto, o Toyota Corolla.
A principal novidade do Civic será a introdução da versão de entrada LX, que chega com preço de R$ 97,9 mil ao mercado e oferece ar-condicionado digital, freio de estacionamento eletrônico com função Brake-Hold, controle de cruzeiro, botão Econ de modo de condução econômica, vidros elétricos com função ‘um toque’ para subida/descida em todas as posições, sistema de áudio de cinco polegadas (as demais versões têm sete polegadas) e comandos no volante, câmera para manobras em ré, bem como rodas de liga leve de 17 polegadas e transmissão CVT, que, aliás, está presente em todas as versões.
O carro, que neste ano vendeu 15.988 unidades no País (entre janeiro e julho), é oferecido também nas configurações Sport (R$ 104, 1 mil), EX (R$ 107,6 mil), EXL (R$ 112,6 mil) e a topo de linha Touring, que custa R$ 134,9 mil.
Para o modelo 2020, as novidades começam com a introdução do sistema de monitoramento de pressão dos pneus em toda a linha. A tecnologia analisa, por meio do sistema VSA (controle de tração e estabilidade), se uma das rodas tem a pressão reduzida, indicando no painel a anormalidade para o condutor.
A versão Sport, por sua vez, passa a adotar o acendimento automático dos faróis de série, além de receber o multimídia touchscreen de sete polegadas, com conectividade com Apple CarPlay e Android Auto, enquanto o EX amplia seu custo-benefício com a adoção de sistema de áudio com oito alto-falantes, bancos em couro e retrovisor interno fotocrômico.
O EXL, além desses itens, ainda conta com sensor de chuva e o sistema Smart Key, que elimina a necessidade da chave para a abertura e partida do veículo – que agora é feita por meio do botão Push Start. Outra mudança é a adição de saídas do ar-condicionado para os ocupantes do banco traseiro. Essa novidade é combinada ao sistema dual-zone presente nestas duas versões.
A Touring, em termos de tecnologia, traz gama de itens que se assemelha ao seu irmão mais luxuoso, o Accord, como sistema Premium Audio, com 452 watts de potência e dez alto-falantes, recarga de celulares sem fio no console central, por indução, bem como o assento elétrico do motorista com ajuste lombar com quatro direções por botões, permitindo um acerto mais preciso e confortável da posição de direção.
O Civic 2020 recebeu mudanças pontuais em seu design, que ampliam a sofisticação do modelo. Na dianteira, destaque para o novo para-choque, que traz design mais horizontal e elegante, com detalhes que deixam o conjunto mais refinado. As versões LX, EX, EXL e Touring trazem grade frontal e molduras laterais do para-choque com acabamento cromado, bem como novas rodas de liga leve de dez raios de 17 polegadas, com acabamento em grafite brilhante. Na traseira, todas as versões recebem acabamento cromado na parte inferior do para-choque. Os modelos EXL e Touring trazem ainda as colunas de portas em preto brilhante. A versão Sport tem aerofólio na traseira. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Civic 2020 recebe pequenos retoques

Honda apresenta nova linha e sedã ganha versão de entrada mais equipamentos

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

09/08/2019 | 08:58


A Honda apresentou a linha 2020 do Civic, o carro mais importante de sua história e que desde 1972 – quando começou a ser fabricado no Japão – já superou a casa dos 30 milhões de unidades produzidas em todo o planeta. O sedã, que está na décima geração (iniciada em 2016), sofreu mudanças sutis em termos de visual, mas agregou alguns equipamentos, com objetivo de agradar seu público fiel e também para tentar fazer frente ao seu concorrente mais direto, o Toyota Corolla.
A principal novidade do Civic será a introdução da versão de entrada LX, que chega com preço de R$ 97,9 mil ao mercado e oferece ar-condicionado digital, freio de estacionamento eletrônico com função Brake-Hold, controle de cruzeiro, botão Econ de modo de condução econômica, vidros elétricos com função ‘um toque’ para subida/descida em todas as posições, sistema de áudio de cinco polegadas (as demais versões têm sete polegadas) e comandos no volante, câmera para manobras em ré, bem como rodas de liga leve de 17 polegadas e transmissão CVT, que, aliás, está presente em todas as versões.
O carro, que neste ano vendeu 15.988 unidades no País (entre janeiro e julho), é oferecido também nas configurações Sport (R$ 104, 1 mil), EX (R$ 107,6 mil), EXL (R$ 112,6 mil) e a topo de linha Touring, que custa R$ 134,9 mil.
Para o modelo 2020, as novidades começam com a introdução do sistema de monitoramento de pressão dos pneus em toda a linha. A tecnologia analisa, por meio do sistema VSA (controle de tração e estabilidade), se uma das rodas tem a pressão reduzida, indicando no painel a anormalidade para o condutor.
A versão Sport, por sua vez, passa a adotar o acendimento automático dos faróis de série, além de receber o multimídia touchscreen de sete polegadas, com conectividade com Apple CarPlay e Android Auto, enquanto o EX amplia seu custo-benefício com a adoção de sistema de áudio com oito alto-falantes, bancos em couro e retrovisor interno fotocrômico.
O EXL, além desses itens, ainda conta com sensor de chuva e o sistema Smart Key, que elimina a necessidade da chave para a abertura e partida do veículo – que agora é feita por meio do botão Push Start. Outra mudança é a adição de saídas do ar-condicionado para os ocupantes do banco traseiro. Essa novidade é combinada ao sistema dual-zone presente nestas duas versões.
A Touring, em termos de tecnologia, traz gama de itens que se assemelha ao seu irmão mais luxuoso, o Accord, como sistema Premium Audio, com 452 watts de potência e dez alto-falantes, recarga de celulares sem fio no console central, por indução, bem como o assento elétrico do motorista com ajuste lombar com quatro direções por botões, permitindo um acerto mais preciso e confortável da posição de direção.
O Civic 2020 recebeu mudanças pontuais em seu design, que ampliam a sofisticação do modelo. Na dianteira, destaque para o novo para-choque, que traz design mais horizontal e elegante, com detalhes que deixam o conjunto mais refinado. As versões LX, EX, EXL e Touring trazem grade frontal e molduras laterais do para-choque com acabamento cromado, bem como novas rodas de liga leve de dez raios de 17 polegadas, com acabamento em grafite brilhante. Na traseira, todas as versões recebem acabamento cromado na parte inferior do para-choque. Os modelos EXL e Touring trazem ainda as colunas de portas em preto brilhante. A versão Sport tem aerofólio na traseira. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;