Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Medalhistas do Pan recebem homenagem em São Caetano

Letícia Teixeira/PMSCS Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Atletas que estiveram nos Jogos Regionais também foram reverenciados pelo prefeito


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

06/08/2019 | 07:00


Os quatro medalhistas de São Caetano nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, além de dezenas de esportistas que deram à cidade a terceira posição nos Jogos Regionais, disputados em Osasco, foram homenageados ontem na Prefeitura de São Caetano. Os destaques foram Arthur Zanetti, ouro por equipes na ginástica artística e prata na prova das argolas, e Milena Titoneli, primeira mulher brasileira a conquistar ouro no taekwondo. Também ganharam honrarias Ícaro Miguel, prata, e Raiany Fidélis, bronze.

Na cerimônia, o vice-prefeito e secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Beto Vidoski (PSDB), enalteceu o trabalho que vem sendo realizado pelo PEC (Programa Esportivo Comunitário), que foi de onde saíram Arthur Zanetti e Milena Titoneli. Além disso, chamou atenção para o desempenho da cidade nos Regionais quando somadas apenas as disputas das categorias de base.

“Hoje estamos colhendo os frutos que plantamos e temos certeza que em futuro próximo São Caetano vai voltar a ser destaque, como foi no Pan, em várias outras modalidades”, comentou Vidoski. “Nas competições de base (dos Regionais) São Caetano conquistou 74 pontos, à frente de Santos (41) e São Bernardo (46). Isso demonstra que a política esportiva que implantamos desde 2017, a de fortalecer nossa base, com o esporte comunitário, tem dado muito certo”, acrescentou ele.

Vidoski assegurou que o município está pronto para dar continuidade à carreira do atleta mesmo depois que ele sai do PEC. “Tem grupo de coordenadores grande na cidade, cada modalidade tem o seu responsável e um coordenador geral, o (Marcos) Siarvi, que faz pré-seleção dos atletas que sobem de nível e, dessa forma, vamos equalizando essa transição do PEC para o alto rendimento”, comentou. “Temos de saber canalizar estes atletas e otimizar os recursos entre a base e o alto rendimento”, acrescentou o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB).

Prata da casa, Milena Titoneli diz que ‘ficha ainda não caiu’

De volta para casa após fazer história em Lima como a primeira mulher brasileira a subir no lugar mais alto do pódio em Jogos Pan-Americanos, Milena Titoneli era só agradecimentos. Além de receber homenagens na Prefeitura de São Caetano, ela participou do Diário Esportivo, programa da DGABC TV, e contou detalhes da conquista inédita.

"Nem passou pela minha cabeça que eu era a primeira mulher a conquistar o ouro. Estava muito focada nas lutas e só depois que eu ganhei que fiquei sabendo. Ainda não caiu a ficha”, contou Milena.

A taekwondista exibia com orgulho seu ouro. “Foi a medalha mais bonita que eu já ganhei, em todos os sentidos, com certeza”, comentou a atleta, que em maio havia conquistado o bronze no Mundial de Manchester, na Inglaterra.

O próximo desafio de Milena é ir para a Olimpíada de Tóquio-2020. Atual 12ª colocada do ranking, ela tem dois Grand Prix neste ano para tentar ficar entre as cinco primeiras colocadas e conseguir vaga direta ou buscar espaço no Pré-Olímpico, em 2020.

Bruna Takahashi e Gustavo Tsuboi ficam com a prata nas duplas mistas

O Brasil ficou com a medalha de prata nas duplas mistas do tênis de mesa nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. A são-bernardense Bruna Takahashi, em parceria com Gustavo Tsuboi, ambos atletas de São Caetano, perderam dos canadenses Eugene Wang e Mo Zhang por 4 a 1. A jogadora já havia conquistado o bronze, mais cedo, junto de Jessica Yamada.

Por outro lado, a ginástica rítmica levou um ouro na prova por equipes (três arcos e dois pares, com Deborah Medrado, Camila Rossi, Nicole Pircio, Vitória Guerra e Beatriz Linhares) e uma prata na fita.

Pela primeira vez na história dos Jogos, a esgrima feminina conquistou uma medalha. Bia Bulcão ficou com o bronze após ser eliminada nas semifinais do florete com a derrota para a norte-americana Lee Kiefer, por 15 a 3, em Lima.

Quem também ficou com o bronze foi a Seleção masculina de handebol, após vencer o México, por 32 a 20. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Medalhistas do Pan recebem homenagem em São Caetano

Atletas que estiveram nos Jogos Regionais também foram reverenciados pelo prefeito

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

06/08/2019 | 07:00


Os quatro medalhistas de São Caetano nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, além de dezenas de esportistas que deram à cidade a terceira posição nos Jogos Regionais, disputados em Osasco, foram homenageados ontem na Prefeitura de São Caetano. Os destaques foram Arthur Zanetti, ouro por equipes na ginástica artística e prata na prova das argolas, e Milena Titoneli, primeira mulher brasileira a conquistar ouro no taekwondo. Também ganharam honrarias Ícaro Miguel, prata, e Raiany Fidélis, bronze.

Na cerimônia, o vice-prefeito e secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Beto Vidoski (PSDB), enalteceu o trabalho que vem sendo realizado pelo PEC (Programa Esportivo Comunitário), que foi de onde saíram Arthur Zanetti e Milena Titoneli. Além disso, chamou atenção para o desempenho da cidade nos Regionais quando somadas apenas as disputas das categorias de base.

“Hoje estamos colhendo os frutos que plantamos e temos certeza que em futuro próximo São Caetano vai voltar a ser destaque, como foi no Pan, em várias outras modalidades”, comentou Vidoski. “Nas competições de base (dos Regionais) São Caetano conquistou 74 pontos, à frente de Santos (41) e São Bernardo (46). Isso demonstra que a política esportiva que implantamos desde 2017, a de fortalecer nossa base, com o esporte comunitário, tem dado muito certo”, acrescentou ele.

Vidoski assegurou que o município está pronto para dar continuidade à carreira do atleta mesmo depois que ele sai do PEC. “Tem grupo de coordenadores grande na cidade, cada modalidade tem o seu responsável e um coordenador geral, o (Marcos) Siarvi, que faz pré-seleção dos atletas que sobem de nível e, dessa forma, vamos equalizando essa transição do PEC para o alto rendimento”, comentou. “Temos de saber canalizar estes atletas e otimizar os recursos entre a base e o alto rendimento”, acrescentou o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB).

Prata da casa, Milena Titoneli diz que ‘ficha ainda não caiu’

De volta para casa após fazer história em Lima como a primeira mulher brasileira a subir no lugar mais alto do pódio em Jogos Pan-Americanos, Milena Titoneli era só agradecimentos. Além de receber homenagens na Prefeitura de São Caetano, ela participou do Diário Esportivo, programa da DGABC TV, e contou detalhes da conquista inédita.

"Nem passou pela minha cabeça que eu era a primeira mulher a conquistar o ouro. Estava muito focada nas lutas e só depois que eu ganhei que fiquei sabendo. Ainda não caiu a ficha”, contou Milena.

A taekwondista exibia com orgulho seu ouro. “Foi a medalha mais bonita que eu já ganhei, em todos os sentidos, com certeza”, comentou a atleta, que em maio havia conquistado o bronze no Mundial de Manchester, na Inglaterra.

O próximo desafio de Milena é ir para a Olimpíada de Tóquio-2020. Atual 12ª colocada do ranking, ela tem dois Grand Prix neste ano para tentar ficar entre as cinco primeiras colocadas e conseguir vaga direta ou buscar espaço no Pré-Olímpico, em 2020.

Bruna Takahashi e Gustavo Tsuboi ficam com a prata nas duplas mistas

O Brasil ficou com a medalha de prata nas duplas mistas do tênis de mesa nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. A são-bernardense Bruna Takahashi, em parceria com Gustavo Tsuboi, ambos atletas de São Caetano, perderam dos canadenses Eugene Wang e Mo Zhang por 4 a 1. A jogadora já havia conquistado o bronze, mais cedo, junto de Jessica Yamada.

Por outro lado, a ginástica rítmica levou um ouro na prova por equipes (três arcos e dois pares, com Deborah Medrado, Camila Rossi, Nicole Pircio, Vitória Guerra e Beatriz Linhares) e uma prata na fita.

Pela primeira vez na história dos Jogos, a esgrima feminina conquistou uma medalha. Bia Bulcão ficou com o bronze após ser eliminada nas semifinais do florete com a derrota para a norte-americana Lee Kiefer, por 15 a 3, em Lima.

Quem também ficou com o bronze foi a Seleção masculina de handebol, após vencer o México, por 32 a 20. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;