Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em jogo com seis gols e polêmica com VAR, Grêmio e Chapecoense empatam por 3 a 3



05/08/2019 | 22:15


Em uma partida cheio de alternativas, belos gols e polêmica no final com o VAR, Grêmio e Chapecoense empataram por 3 a 3, nesta segunda-feira, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado frustra os planos gremistas de subir na tabela de classificação antes de iniciar mais uma maratona de jogos pelas três competições que disputa - as outras são a Copa do Brasil e a Copa Libertadores.

Agora com 17 pontos, o Grêmio ocupa a 13.ª colocação, mais distante dos seis primeiros, que se classificam à próxima edição da Libertadores. O Internacional, em sexto lugar, soma 20, mas entre os rivais gaúchos estão três clubes com um jogo a menos no Brasileirão - Corinthians, Athletico-PR e Goiás.

Mais abaixo na tabela de classificação, a Chapecoense ganhou uma posição, porém segue na zona de rebaixamento. Com 10 pontos, o time catarinense subiu para o 17.º lugar e passou o Cruzeiro, que tem a mesma pontuação, mas com menos saldo de gols (-11 a -9). O primeiro fora da degola é Fluminense, com 12.

Com o frio de 14ºC na hora do início da partida, os jogadores foram "obrigados" a correr e protagonizaram um primeiro tempo frenético. Com 11 minutos de bola rolando, o duelo já estava empatado por 1 a 1. Aos oito, Pedro Geromel ganhou de cabeça na área, depois de escanteio da direita, e abriu o placar. Mas a reação da Chapecoense veio pouco tempo depois em um belo gol de Everaldo após passar pelos zagueiros gremistas, com direito a "caneta" em Kannemann, e chutar forte na saída de Paulo Victor.

Com movimentação no ataque, o Grêmio tentava furar a defesa catarinense e foi em um chute de fora da área que saiu o segundo gol. Aos 25 minutos, Everton saiu da esquerda para o meio, recebeu de Maicon, ajeitou e bateu forte e rasteiro no canto esquerdo de Tiepo, que falhou no lance. Só que a Chapecoense não se abateu e foi buscar uma nova igualdade, aos 33, com Gustavo Campanharo se antecipando a Leonardo na área e marcando de cabeça.

Na volta do intervalo, o Grêmio não mostrou força para vencer a defesa rival. A torcida já começava a vaiar o time quando a Chapecoense conseguiu virar o placar. Aos 17 minutos, Augusto recebeu de Márcio Araújo e, da direita, cruzou na medida para o atacante Arthur Gomes mandar para a rede de cabeça, no canto direito de Paulo Victor.

O gol catarinense foi a deixa para o técnico Renato Gaúcho mudar radicalmente a postura do Grêmio com três substituições no ataque. Entraram Diego Tardelli, Luan e Pepê e, a partir daí, a pressão foi enorme. Aos 35 minutos saiu o empate com Tardelli em uma cabeçada. Na sequência, Everton quase fez um golaço, mas a bola bateu no travessão e Tiepo fez uma grande defesa em cabeçada à queima-roupa de Tardelli.

A polêmica veio nos acréscimos. Kannemann se enroscou com Maurício Ramos dentro da área e o árbitro mineiro Felipe Fernandes de Lima deu pênalti. Após consultar o VAR, ele anulou a marcação para desespero dos gremistas, especialmente o zagueiro argentino e Renato Gaúcho.

Grêmio e Chapecoense entram em campo novamente neste sábado. Às 17 horas, o clube catarinense enfrenta o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza. Um pouco mais tarde, às 19 horas, o time tricolor estará no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, para o duelo contra o Flamengo.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 3 x 3 CHAPECOENSE

GRÊMIO - Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez (Luan); Maicon, Matheus Henrique e Jean Pyerre (Diego Tardelli); Alisson (Pepê), Everton e André. Técnico: Renato Gaúcho.

CHAPECOENSE - Tiepo; Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Gustavo Campanharo (Tharlis), Augusto (Amaral) e Camilo; Arthur Gomes (Renato Kayzer) e Everaldo. Técnico: Emerson Cris.

GOLS - Pedro Geromel, aos 8, Everaldo, aos 11, Everton, aos 26, e Gustavo Campanharo, aos 33 minutos do primeiro tempo; Arthur Gomes, aos 14, e Diego Tardelli, aos 35 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Pedro Geromel, Maicon, Kannemann e Alisson (Grêmio); Arthur Gomes, Régis (no banco de reservas) e Everaldo (Chapecoense).

ÁRBITRO - Felipe Fernandes de Lima (MG).

RENDA - R$ 410.854,00.

HORÁRIO - 13.418 pagantes (15.171 no total).

LOCAL - Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em jogo com seis gols e polêmica com VAR, Grêmio e Chapecoense empatam por 3 a 3


05/08/2019 | 22:15


Em uma partida cheio de alternativas, belos gols e polêmica no final com o VAR, Grêmio e Chapecoense empataram por 3 a 3, nesta segunda-feira, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado frustra os planos gremistas de subir na tabela de classificação antes de iniciar mais uma maratona de jogos pelas três competições que disputa - as outras são a Copa do Brasil e a Copa Libertadores.

Agora com 17 pontos, o Grêmio ocupa a 13.ª colocação, mais distante dos seis primeiros, que se classificam à próxima edição da Libertadores. O Internacional, em sexto lugar, soma 20, mas entre os rivais gaúchos estão três clubes com um jogo a menos no Brasileirão - Corinthians, Athletico-PR e Goiás.

Mais abaixo na tabela de classificação, a Chapecoense ganhou uma posição, porém segue na zona de rebaixamento. Com 10 pontos, o time catarinense subiu para o 17.º lugar e passou o Cruzeiro, que tem a mesma pontuação, mas com menos saldo de gols (-11 a -9). O primeiro fora da degola é Fluminense, com 12.

Com o frio de 14ºC na hora do início da partida, os jogadores foram "obrigados" a correr e protagonizaram um primeiro tempo frenético. Com 11 minutos de bola rolando, o duelo já estava empatado por 1 a 1. Aos oito, Pedro Geromel ganhou de cabeça na área, depois de escanteio da direita, e abriu o placar. Mas a reação da Chapecoense veio pouco tempo depois em um belo gol de Everaldo após passar pelos zagueiros gremistas, com direito a "caneta" em Kannemann, e chutar forte na saída de Paulo Victor.

Com movimentação no ataque, o Grêmio tentava furar a defesa catarinense e foi em um chute de fora da área que saiu o segundo gol. Aos 25 minutos, Everton saiu da esquerda para o meio, recebeu de Maicon, ajeitou e bateu forte e rasteiro no canto esquerdo de Tiepo, que falhou no lance. Só que a Chapecoense não se abateu e foi buscar uma nova igualdade, aos 33, com Gustavo Campanharo se antecipando a Leonardo na área e marcando de cabeça.

Na volta do intervalo, o Grêmio não mostrou força para vencer a defesa rival. A torcida já começava a vaiar o time quando a Chapecoense conseguiu virar o placar. Aos 17 minutos, Augusto recebeu de Márcio Araújo e, da direita, cruzou na medida para o atacante Arthur Gomes mandar para a rede de cabeça, no canto direito de Paulo Victor.

O gol catarinense foi a deixa para o técnico Renato Gaúcho mudar radicalmente a postura do Grêmio com três substituições no ataque. Entraram Diego Tardelli, Luan e Pepê e, a partir daí, a pressão foi enorme. Aos 35 minutos saiu o empate com Tardelli em uma cabeçada. Na sequência, Everton quase fez um golaço, mas a bola bateu no travessão e Tiepo fez uma grande defesa em cabeçada à queima-roupa de Tardelli.

A polêmica veio nos acréscimos. Kannemann se enroscou com Maurício Ramos dentro da área e o árbitro mineiro Felipe Fernandes de Lima deu pênalti. Após consultar o VAR, ele anulou a marcação para desespero dos gremistas, especialmente o zagueiro argentino e Renato Gaúcho.

Grêmio e Chapecoense entram em campo novamente neste sábado. Às 17 horas, o clube catarinense enfrenta o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza. Um pouco mais tarde, às 19 horas, o time tricolor estará no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, para o duelo contra o Flamengo.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 3 x 3 CHAPECOENSE

GRÊMIO - Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez (Luan); Maicon, Matheus Henrique e Jean Pyerre (Diego Tardelli); Alisson (Pepê), Everton e André. Técnico: Renato Gaúcho.

CHAPECOENSE - Tiepo; Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Gustavo Campanharo (Tharlis), Augusto (Amaral) e Camilo; Arthur Gomes (Renato Kayzer) e Everaldo. Técnico: Emerson Cris.

GOLS - Pedro Geromel, aos 8, Everaldo, aos 11, Everton, aos 26, e Gustavo Campanharo, aos 33 minutos do primeiro tempo; Arthur Gomes, aos 14, e Diego Tardelli, aos 35 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Pedro Geromel, Maicon, Kannemann e Alisson (Grêmio); Arthur Gomes, Régis (no banco de reservas) e Everaldo (Chapecoense).

ÁRBITRO - Felipe Fernandes de Lima (MG).

RENDA - R$ 410.854,00.

HORÁRIO - 13.418 pagantes (15.171 no total).

LOCAL - Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;