Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo amplia atendimento de três UBSs até às 22h

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cidade aderiu a programa do governo federal que incrementa repasse para equipes de saúde da família


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

05/08/2019 | 18:09


A Prefeitura de São Bernardo assinou, na tarde de hoje (5), adesão ao programa do governo federal Saúde na Hora. Com um incentivo financeiro para as ESF (equipes de saúde da família), até o final do ano, 20 UBSs (unidades básicas de saúde) das 34 da rede terão o horário de funcionamento ampliado até às 22 horas. As três primeiras serão as unidades Alvarenga, Vila União e Vila São Pedro, a partir da primeira semana de setembro. Todos os atendimentos como consulta, medicação, vacinação e atendimento bucal serão realizados no horário ampliado. Serão contratados 172 novos profissionais para a área da saúde. 

O incentivo financeiro do governo federal foi anunciado em abril e podem participar todos os municípios que quiserem ampliar para 60 ou 75 horas semanais os horários das UBSs. No caso de São Bernardo, serão credenciadas 12 unidades e as outras oito vão ter o atendimento ampliado com recursos municipais. O horário convencional dos equipamentos é das 7h, às 19h, sendo que dois deles atendem até 21 horas.

"Vamos começar pelas UBSs que realizam o maior número de atendimentos diários. Isso melhora o fluxo de pacientes durante o dia", afirmou o prefeito Orlando Morando (PSDB). "Na unidade que já temos o horário (Vl União) até 21h, temos a menor taxa de absenteísmo da rede, 8%. Isso mostra que ampliando o atendimento o munícipe comparece", completou. O repasse do Ministério da Saúde pela adesão do programa será de R$ 6,6 milhões ao ano e a expectativa da administração é a de que os atendimentos nas unidades aumente em 20%. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo amplia atendimento de três UBSs até às 22h

Cidade aderiu a programa do governo federal que incrementa repasse para equipes de saúde da família

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

05/08/2019 | 18:09


A Prefeitura de São Bernardo assinou, na tarde de hoje (5), adesão ao programa do governo federal Saúde na Hora. Com um incentivo financeiro para as ESF (equipes de saúde da família), até o final do ano, 20 UBSs (unidades básicas de saúde) das 34 da rede terão o horário de funcionamento ampliado até às 22 horas. As três primeiras serão as unidades Alvarenga, Vila União e Vila São Pedro, a partir da primeira semana de setembro. Todos os atendimentos como consulta, medicação, vacinação e atendimento bucal serão realizados no horário ampliado. Serão contratados 172 novos profissionais para a área da saúde. 

O incentivo financeiro do governo federal foi anunciado em abril e podem participar todos os municípios que quiserem ampliar para 60 ou 75 horas semanais os horários das UBSs. No caso de São Bernardo, serão credenciadas 12 unidades e as outras oito vão ter o atendimento ampliado com recursos municipais. O horário convencional dos equipamentos é das 7h, às 19h, sendo que dois deles atendem até 21 horas.

"Vamos começar pelas UBSs que realizam o maior número de atendimentos diários. Isso melhora o fluxo de pacientes durante o dia", afirmou o prefeito Orlando Morando (PSDB). "Na unidade que já temos o horário (Vl União) até 21h, temos a menor taxa de absenteísmo da rede, 8%. Isso mostra que ampliando o atendimento o munícipe comparece", completou. O repasse do Ministério da Saúde pela adesão do programa será de R$ 6,6 milhões ao ano e a expectativa da administração é a de que os atendimentos nas unidades aumente em 20%. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;