Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Região dá cinco pódios ao Brasil no Pan de Lima, no Peru

Fotos Públicas/Abelardo Mendes Jr/rededoesporte.gov.br Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Se o Grande ABC fosse um país, estaria entre os dez primeiros no quadro de medalhas


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

30/07/2019 | 07:00


O Grande ABC garantiu ontem ao Brasil cinco medalhas no Pan-Americano de Lima, no Peru. Foram dois ouros na ginástica artística (leia mais ao lado) e um no taekwondo, modalidade que rendeu também uma prata e um bronze. Como comparação, caso a região fosse um país, com este desempenho estaria entre os dez primeiros colocados no quadro de medalhas, em nono lugar, à frente de Equador, Chile e Venezuela.

O principal resultado foi o de Milena Titoneli, que se tornou a primeira brasileira a conquistar ouro no taekwondo. Ela é cria do PEC (Programa Esportivo Comunitário), mantido pela Prefeitura de São Caetano, além de morar e treinar na cidade. Para chegar à medalha, ela derrotou na final da categoria até 67 kg a norte-americana Paige Pherson, por 9 a 8. “Gratificante. Essa medalha mostra que o taekwondo feminino é muito forte. Faz sentido tudo que abri mão para estar aqui, os treinos, o trabalho forte e duro. Estou muito feliz”, comemorou Milena.

Atual campeão mundial, Ícaro Martins teve de se contentar com a prata ao perder a final (-80 kg) para o colombiano Miguel Trejos por 19 a 17. Raiany Fidelis (+67 kg) foi bronze ao vencer a venezuelana Carolina Fernandez por 7 a 0. Ambos os brasileiros são colegas de Milena em São Caetano. Ex-atleta da cidade, Maicon Andrande foi bronze na categoria +80kg ao vencer o equatoriano Jesus Perea por 15 a 4.
Ainda ontem, o adestramento do Brasil conquistou vaga em Tóquio-2020 ao obter bronze. O time somou 408,696 pontos e só ficou atrás do Canadá, ouro, e dos Estados Unidos.

No último evento do dia, a Seleção Brasileira feminina de handebol atropelou as norte-americanas por 34 a 9 e se garantiu na final, que será disputada hoje. As adversárias serão as argentinas, que eliminaram Cuba por 31 a 21.

Ginástica artística brilha com pódios por equipes e no individual geral

O Grande ABC ainda faturou dois ouros na ginástica artística masculina. Por equipes, na madrugada de ontem, o são-caetanense Arthur Zanetti comandou ao lugar mais alto do pódio o time que também tinha Caio Souza – que treina de favor em São Bernardo mesmo após corte de patrocínio –, Arthur Nory, Francisco Barreto e Luis Porto. Ficaram à frente de Estados Unidos e Canadá, respectivamente.
Na parte da noite, Caio Souza ainda voltou à ativa e conquistou a medalha de ouro no individual geral, com 83.500 pontos, enquanto o compatriota Arthur Nory faturou a prata, com 82.950.

Já a brasileira Flávia Saraiva conquistou a medalha de bronze na prova do individual geral feminino da ginástica artística, igualando o Pan de Toronto-2015, no Canadá.

CANOAGEM
Isaquias Queiroz conquistou o bicampeonato da prova do C1 1.000 metros. Medalhista de ouro deste evento em Toronto-2015, o canoísta brasileiro confirmou o seu favoritismo ao completar a prova em 3min47s631. Também ontem, Vagner Souta foi bronze na disputa do K1 1.000 metros. O brasileiro completou em 3min35s960. Ana Paula Vergutz, por sua vez, foi bronze no K1 feminino 500 metros.

MAIS MEDALHAS
No triatlon, o revezamento misto formado por Luisa Baptista, Vittoria Lopes, Manoel Messias e Kauê Willy conquistou ontem o ouro em 1h20min37s. Já no pentatlo, na prova de revezamento feminino, bronze para a dupla Priscila Oliveira e Isabela de Abreu. No esqui aquático, Mariana Nep foi prata. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Região dá cinco pódios ao Brasil no Pan de Lima, no Peru

Se o Grande ABC fosse um país, estaria entre os dez primeiros no quadro de medalhas

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

30/07/2019 | 07:00


O Grande ABC garantiu ontem ao Brasil cinco medalhas no Pan-Americano de Lima, no Peru. Foram dois ouros na ginástica artística (leia mais ao lado) e um no taekwondo, modalidade que rendeu também uma prata e um bronze. Como comparação, caso a região fosse um país, com este desempenho estaria entre os dez primeiros colocados no quadro de medalhas, em nono lugar, à frente de Equador, Chile e Venezuela.

O principal resultado foi o de Milena Titoneli, que se tornou a primeira brasileira a conquistar ouro no taekwondo. Ela é cria do PEC (Programa Esportivo Comunitário), mantido pela Prefeitura de São Caetano, além de morar e treinar na cidade. Para chegar à medalha, ela derrotou na final da categoria até 67 kg a norte-americana Paige Pherson, por 9 a 8. “Gratificante. Essa medalha mostra que o taekwondo feminino é muito forte. Faz sentido tudo que abri mão para estar aqui, os treinos, o trabalho forte e duro. Estou muito feliz”, comemorou Milena.

Atual campeão mundial, Ícaro Martins teve de se contentar com a prata ao perder a final (-80 kg) para o colombiano Miguel Trejos por 19 a 17. Raiany Fidelis (+67 kg) foi bronze ao vencer a venezuelana Carolina Fernandez por 7 a 0. Ambos os brasileiros são colegas de Milena em São Caetano. Ex-atleta da cidade, Maicon Andrande foi bronze na categoria +80kg ao vencer o equatoriano Jesus Perea por 15 a 4.
Ainda ontem, o adestramento do Brasil conquistou vaga em Tóquio-2020 ao obter bronze. O time somou 408,696 pontos e só ficou atrás do Canadá, ouro, e dos Estados Unidos.

No último evento do dia, a Seleção Brasileira feminina de handebol atropelou as norte-americanas por 34 a 9 e se garantiu na final, que será disputada hoje. As adversárias serão as argentinas, que eliminaram Cuba por 31 a 21.

Ginástica artística brilha com pódios por equipes e no individual geral

O Grande ABC ainda faturou dois ouros na ginástica artística masculina. Por equipes, na madrugada de ontem, o são-caetanense Arthur Zanetti comandou ao lugar mais alto do pódio o time que também tinha Caio Souza – que treina de favor em São Bernardo mesmo após corte de patrocínio –, Arthur Nory, Francisco Barreto e Luis Porto. Ficaram à frente de Estados Unidos e Canadá, respectivamente.
Na parte da noite, Caio Souza ainda voltou à ativa e conquistou a medalha de ouro no individual geral, com 83.500 pontos, enquanto o compatriota Arthur Nory faturou a prata, com 82.950.

Já a brasileira Flávia Saraiva conquistou a medalha de bronze na prova do individual geral feminino da ginástica artística, igualando o Pan de Toronto-2015, no Canadá.

CANOAGEM
Isaquias Queiroz conquistou o bicampeonato da prova do C1 1.000 metros. Medalhista de ouro deste evento em Toronto-2015, o canoísta brasileiro confirmou o seu favoritismo ao completar a prova em 3min47s631. Também ontem, Vagner Souta foi bronze na disputa do K1 1.000 metros. O brasileiro completou em 3min35s960. Ana Paula Vergutz, por sua vez, foi bronze no K1 feminino 500 metros.

MAIS MEDALHAS
No triatlon, o revezamento misto formado por Luisa Baptista, Vittoria Lopes, Manoel Messias e Kauê Willy conquistou ontem o ouro em 1h20min37s. Já no pentatlo, na prova de revezamento feminino, bronze para a dupla Priscila Oliveira e Isabela de Abreu. No esqui aquático, Mariana Nep foi prata. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;