Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Petrobrás dá aval a trevo do km 29


Fabio Leite
Especial para o Diário

27/08/2005 | 07:17


A Petrobrás aprovou nesta semana o projeto de transposição dos dutos que passam por baixo da Via Anchieta e encerrou a série de implicativos exigidos para o início das obras do trevo de acesso ao Riacho Grande, em São Bernardo, na altura do km 29,5 da rodovia. Agora apenas questões jurídicas retardam o início das obras, previsto para outubro. O objetivo é eliminar o congestionamento na região, comum nos fins de semana, quando o tráfego aumenta por conta das atrações da casa de shows Estância Alto da Serra e dos turistas que visitam as prainhas da represa Billings.

Na noite da última quinta-feira (25), técnicos da Ecovias, empresa concessionária do Sistema Anchieta-Imigrantes, e da Transpetro, subsidiária da Petrobrás responsável pelo transporte de petróleo e derivados, gás natural e álcool, expuseram os detalhes da obra para associações e moradores dos bairros próximos ao trevo. De acordo com o superintendente da Ecovias, João Lúcio Donnard, embora a obra orçada em R$ 20 milhões tenham início previsto para outubro, a reestruturação viária só começará no ano que vem. "É uma obra cirúrgica. Primeiro temos de remanejar toda a tubulação. Máquinas e concreto na pista só no ano que vem. Vamos precisar da paciência de todos", argumenta.

Ao todo, cinco dutos que se estendem por 1.850 metros serão remanejados. Quatro deles transportam derivados de petróleo e um GLP (Gás Liquefeito de Petróleo). Segundo o gerente de terminais terrestres e oleodutos de São Paulo, Alberto Shinzato, as transposições dos dutos precisam ser feitas com cuidado porque além dos produtos transportados serem perigosos, passam pela tubulação 50% do gás de cozinha que abastece a capital.

\r\n\r\n

McDia Feliz combate câncer infantil\r\n

\r\n\r\n

Luciano Cavenagui<Br>Do Diário do Grande ABC\r\n
 \r\n
Ocorre neste sábado em todo o país a 17ª edição do McDia Feliz em todas as unidades da rede de fast food McDonald\'s. O dinheiro arrecadado com a venda dos sanduíches Big Mac, descontado o imposto, será revertido para instituições que atendem crianças e adolescentes portadoras de câncer ou que investem em pesquisas sobre a doença.

\r\n\r\n

No Grande ABC, a entidade beneficiada será a Casa de Apoio à Criança com Câncer de Santo André, construída no campus da Faculdade de Medicina da Fundação do ABC.

\r\n\r\n

A expectativa é de que nas 21 unidades do McDonald\'s da região sejam arrecadados mais de R$ 500 mil, contando com a venda de camisetas, bonés e bótons temáticos da campanha. No ano passado, o montante arrecadado no Grande ABC foi de R$ 353.537,56. Em todo Brasil, a estimativa é que sejam vendidos 1,7 milhão de sanduíches nas 547 unidades da rede. A arrecadação deve ficar em torno de R$ 7 milhões.

\r\n\r\n

No Grande ABC, a abertura do evento ocorre às 9h na unidade da avenida Prestes Maia, em Santo André. O prefeito João Avamileno (PT) confirmou presença, assim como integrantes da corporação do Tiro de Guerra de Santo André e da União dos Escoteiros do Brasil. Na ocasião, a Banda Lira de Mauá vai se apresentar.

\r\n\r\n

",1]);//-->

Os técnicos vão desligar o bombeamento, limpar toda a tubulação e depois cortá-lo no trecho onde serão feitas as obras. De acordo com Shinzato, as interrupções do fornecimento desses produtos precisam ser rápidas e bem planejadas para para não faltar para os consumidores na capital. "O abastecimento não será comprometido", assegura.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;